Links de Acesso

Administrador de Benguela e antigo director de turismo presos por alegada corrupção


Carlos Guardado também é primeiro secretário do MPLA

O administrador municipal de Benguela, Carlos Guardado, e o antigo director de hotelaria e turismo João Kernardo Kudy foram presos nesta cidade sob suspeita de corrupção.

Guardado foi preso esta manhã de Sábado na sua residência por suspeitas de corrupção, peculato, tráfico de influência e furto doméstico,

Segundo fonte conhecedora do processo-crime, supostas práticas de gestão danosa do erário e indícios de fraude em negócios de terrenos, sobretudo para o tráfico de influência, ditaram a detenção do também primeiro secretário municipal do MPLA.

Guardado vai ser presente ao Ministerio Público para o “competente interrogatório” dentro de 48 horas, prazo que pode ser alargado para 72 horas, conforme o desenrolar dos acontecimentos.

Na cela do Serviço de Investigação Criminal, entidade que executou o mandado, o administrador municipal encontrou o antigo director da Hotelaria e Turismo, João Bernardo “Kudy”, enquanto funcionário da Administração Municipal, suspeito dos mesmos crimes.

Em comunicado distribuído à imprensa, a Delegação Provincial do Ministério do Interior confirma as duas detenções e refere que ambos serão presentes ao Ministério Público P para aplicação das medidas legais que se julgarem convenientes.

Contactado pela VOA, o advogado do administrador municipal, Bruno Costa, disse ser prematuro prestar declarações nesta fase do processo, acrescentando que isso não seria ética e deontologicamente aceitável.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG