Links de Acesso

Activista Carinda Francisco solto no Cunene "por pressão"


Carinda Francisco, "Perturbador", activista angolano, Cunene

"Perturbador das Mentes" diz que agentes do Serviço de Investigação Criminal disseram-lhe para não criticar o MPLA

Activista Carinda Ngonga Figueira Francisco, mais conhecido por "Perturbador das Mentes" , detido na manhã de quarta-feira, 8, no Cunene foi lbertado na quinta-feira, 9, e o próprio disse à VOA que sua soltura deveu-se à pressão da sociedade civil, sobretudo a corrente dos activistas cívicos que protestaram contra a sua detenção.

"Os meus irmãos da resistência fluíram nas redes sociais, fizeram muita pressão e tiveram que me libertar de imediato. No fundo é tudo perseguição política do regime, depois disseram ´você já não pode mais publicar contra o MPLA e do governo", afirmou Carinda, quem reiterou que "eu não vou parar, talvez com uma bala no peito".

"Perturbador das Mentes" como é popularmente conhecido foi levado da sua casa às seis da manhã de quarta-feira por três agentes do Serviço de Investigação Criminal (SIC), como confirmou no próprio dia à VOA a esposa Felicidade Domingas Nhanhenga.

Edson Kamalanga, activista social que esteve detido no Namibe e foi solto pelo tribunal por força da pressão da sociedade civil, considera crime, o facto dos agentes do SIC no Cunene persuadirem o activista em deixar de criticar o que está mal naquela província.

"Os agentes do SIC não podem e nem devem fazer o que fizeram com o Perturbador das Mentes, isto até constitui crime porque o SIC é uma instituição pública que deve atender todos angolanos e não pode o SIC persuadir o activistas a desistir de fazer o que faz", sublinhou e pediu despartidarização das instituições do Estado angolano.

O activista Carinda Francisco não foi alvo de qualquer acção judicial até agora.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG