Links de Acesso

A “Unidade Nacional” pode ajudar Moçambique a ultrapassar os seus desafios, diz Calton Cadeado


Calton Cadeado, académico moçambicano

A “Unidade Nacional” pode ajudar Moçambique a ultrapassar os seus atuais desafios, mas o conceito deve ser atualizado, diz o académico moçambicano Calton Cadeado.

Nesta entrevista, que abre a série “Moçambique – Unidade Nacional?”, Calton Cadeado recorda, por exemplo, que a ideia de Unidade Nacional foi fundamental na luta pela independência nacional.

Nessa fase de libertação, diz Cadeado, “o primeiro grande desafio foi consciencializar as pessoas sobre a opressão e mostrar a dimensāo do Estado, porque os makondes apenas conheciam os makondes; os makuas só conheciam os macuas da sua zona; os yaos apenas conheciam os yaos…era preciso mostrar que Moçambique era mais do que a comunidade yao da sua aldeia”.

Hoje, na leitura de Cadeado, “já é diferente, já se pensa Moçambique (…) estamos miscigenados, mas não deixa de haver a instrumentralização. Há alguns que continuam a instumentalizar”.

Por outro lado, Cadeado nota que, entre os políticos, “reduziu a enfâse na Unidade Nacional e há partidos que nem sequer falam” disso.

Mesmo assim, Cadeado acredita que a essência do conceito pode ser resgatada para o bem do país.

Calton Cadeado é professor e investigador na Universidade Joaquim Chissano, especializada em relações internacionais, em Maputo.

Acompanhe a entrevista:

A “Unidade Nacional” pode ajudar Moçambique a ultrapassar os seus desafios, diz Calton Cadeado
please wait

No media source currently available

0:00 0:18:08 0:00


Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG