Links de Acesso

“A melhor forma de render homenagem ao Kueno é dar continuidade à sua obra”, Dom Caetano


Kueno Aionda, cantor angolano

Kueno Aionda músico angolano, foi a enterrar no passado 23 de fevereiro no Cemitério da Santa Ana, em Luanda. O cantor morreu no dia 19 de Fevereiro, no Hospital Américo Boavida, vítima de doença prolongada.

Vários angolanos, desde familiares, empresários, músicos, amigos e fãs deslocaram-se até à sua última morada para o último adeus ao artista da voz.

Último adeus a Kueno Aionda em Luanda
please wait

No media source currently available

0:00 0:18:30 0:00

Várias figuras públicas lamentam por se calar mais uma grande voz do mercado nacional, que deixou um legado, suas exímias composições musicais que integram os álbuns “Tu vives em mim” e “Revelação”.

Na sua mensagem de condolências em representação da classe artística do país, o cantor Dom Caetano destacou o contributo desse que foi um “pequeno” mas uma grande voz dos estilos Semba, Kizomba, Zouk e balada: “A melhor forma de render homenagem ao Kueno é dar continuidade a sua obra”.

Cantor e compositor, Kueno Merquides Vieira Aionda, nasceu a 29 de Maio de 1986, em Luanda. Desde muito cedo ganhou o gosto pela arte em particular pela música. Decidiu divulgar o seu talento, quando participou no concurso “Canta Canta” da Rádio Luanda em 2002.

Kueno Aionda deixa um filho, Kiami, e um grande vazio não só na música, mas também na comunicação social angolana, pois, durante muitos anos trabalhou como locutor da LAC.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG