Links de Acesso

Cabo Verde: Parlamentares passam a pente fino privatização e reestruturação da companhia aérea estatal


Avião da Cabo Verde Airlines, Cabo Verde

PCA anuncia mais cortes de pessoal

A situação da companhia aérea de bandeira de Cabo Verde, a Cabo Verde Airlines (CVA) está a ser passada a pente fino por uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), que quer conhecer o que falhou na privatização da empresa e o futuro da mesma.

A presidente do Conselho de Administração considera fundamental redimensionamento do pessoal, tendo em vista a sustentabilidade e operacionalidade da companhia, que foi renacionalizada pelo Governo após o fracasso da privatização feita pelo parceiro internacional a Icelander.

Cabo Verde: Parlamentares passam a pente fino privatização e reestruturação da companhia aérea estatal - 2:45
please wait

No media source currently available

0:00 0:02:41 0:00

Sara Pires defendeu essa necessidade durante a audição na CPI que também ouviu o ex-PCA José Sá Nogueira, quem explicou os meandros que estiveram na base da estruturação visando a privatização da então CVA.

Mergulhada na profunda crise, com avultadas dívidas a diversos credores e problemas de aparelhos para realizar as operações, Sá Nogueira disse que o Governo decidiu procurar um parceiro internacional com larga experiência que ajudasse na reestruturação, tendo surgido a compaínha islandesa.

"A reestruturação e o modelo de negócio que propuseram, iria permitir eventualmente sair do paradigma que a Cabo Verde Airlines vinha vivendo durante muitos anos.... pela experiência dos islandeses e casos de sucessos deles nós só podíamos acreditar que seriam úteis para da Companhia, por isso que houve um contrato de gestão", avançou o ex-PCA.

O PAICV, principal partido da oposição, criticou o processo de preparação e a privatização, afirmando que foi lesivo para o país, enquanto o MpD, que suporta o Executivo, defendeu que devidom à situação praticamente de morte da empresa, as autoridades governamentais tomaram na altura a melhor opção.

Reestruturação

Como as coisas não correram bem devido a certos incumprimentos por parte do parceiro, segundo o Governo, decidiu-se pela nacionalização, estando a nova administração a propor o redimensionamento da empresa.

No quadro do plano de actividades que tem a previsão para o uso de 3 aparelhos , a PCA Sara Pires defende que a Cabo Verde Airlines deve emagrecer cortando 42 trabalhadores, para permitir a sustentabilidade da mesma.

"Nós identificamos um número de excesso de pessoal que tem de ser dispensado... priorizamos os mútuos acordos e outros processos de alocação dos trabalhadores, sendo os despedimentos em último caso", frisou .

Outro constrangimento que a PCA da CVA partilhou com os deputados prende-se com a situação de a empresa ter de pagar todas as operações a pronto pagamento e com 15 dias de antecedência, devido a problemas do passado no tange ao compromisso com os fornecedores.

A gestora afirmou que a situação actual vem do passado e de longe, mas ressalta "há pessoas com quem começamos a trabalhar em Dezembro e que hoje já nos dão crédito de uma semana e isso são ganhos, embora para um gestor pode parecer pouco, mas para a CVA conseguir isso é uma milagre".

Contactado pela VOA, antigo quadro da companhia Fernando Gil Évora considera que faz todo sentido a medida de redimensionamento e outras para que se possa caminhar com relativa tranquilidade e sustentabilidade.

"Finalizarmos o processo de redimensionamento, definir de uma vez por todas qual será a nossa frota... já temos um 737-700, com certeza que o equipamento para Boston que será um avião de longo alcance ... fechando todos esses elementos importantes, penso que a Cabo Verde Airlines terá as condições para não continuar a ser um fervedouro do erário público", afirma Évora.

Para o também ex-dirigente, contrariamente ao que muitos propalam, não se deve sempre pensar somente nas contas passadas, uma vez que isso acontece com quase todas transportadoras áreas mundiais que têm tido prejuízos, mas sim deve-se ver a importância da transportadora mormente para um país como Cabo verde fortemente ligado ao turismo e com várias comunidades emigradas.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG