Links de Acesso

Operadores turísticos do Bilene responsabilizam Governo moçambicano de queda nos negócios


Praia de Bilene, Gaza

Em causa a venda, nas estâncias turísticas, de comida confeccionada na via pública

A Associação dos Operadores Turísticos da Praia do Bilene, na província de Gaza, sul de Moçambique, responsabiliza o Governo pela queda dos seus negócios, por permitir a venda, nas estâncias turísticas, de comida confeccionada na via pública.

O rosto da contestação é a presidente da Associação dos Operadores Turísticos do Bilene, Anieta das Freitas, que disse ter sido investido muito dinheiro a contar com o elevado número de turistas moçambicanos e estrangeiros que escalaram as praias daquela vila.

A empresária referiu que praticamente todos os turistas nacionais e estrangeiros que escalam Bilene "trazem um pouco de tudo, incluíndo carvão e tomate, que estão à venda não só aqui como noutras estâncias turísticas do país".

Freitas deplorou a venda de comida confeccionada na via pública, por constituir um atentado à saúde pública, devido às precárias condições em que as refeições são preparadas.

"Frangos são assados na estrada, sem casas de banho, mas ninguém inspecciona isso, mas nós operadores turísticos que temos casas de banho e outras condições, somos inspeccionados", destacou.

Anieta dasFreitas afirmou ainda que este ano o número de turistas até aumentou comparativamente ao ano passado, "e nós investimos muito dinheiro, mas não esperamos nenhum retorno".

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG