Links de Acesso

Ébola leva director-geral da OMS à República Democrática do Congo


Tedros Adhanom Ghebreyesus, director-geral da OMS.

Segundo a OMS, até 11 de maio foi registada a ocorrência de 34 casos de ébola na zona, incluindo dois casos confirmados, 18 mortes prováveis e 14 casos suspeitos.

O director-geral da Organização Mundial de Saúde (OMS) desloca-se hoje à República Democrática do Congo (RDC) para apoiar a resposta à epidemia de ébola.

A OMS, que já alertou que se "prepara para o pior dos cenários", diz que Tedros Adhanom Ghebreyesus vai ao Congo fazer um balanço da situação, em "apoio das autoridades nacionais”.

A nova epidemia afecta a região de Bikoro, na província do Equador, na fronteira com Congo-Brazzaville.

Segundo a OMS, até 11 de maio foi registada a ocorrência de 34 casos de ébola na zona, incluindo dois casos confirmados, 18 mortes prováveis e 14 casos suspeitos.

A OMS disse, em Genebra, na sexta-feira, que o risco de propagação da epidemia de ébola é "elevado" na RDC e anunciou que se prepara para "o pior dos cenários".

Esta é a nona epidemia de ébola na RDC. A última foi em 2017 e foi rapidamente controlada, após causar quatro mortes.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG