Links de Acesso

África lusófona marca presença no Mundial


William Carvalho, de vermelho, natural de Luanda e joga por Portugal

Jogadores de Cabo Verde e Angola e um técnico nascido em Moçambique

Nenhuma selecção dos países africanos de língua portuguesa está presente no Mundial da Rússia, mas há atletas naturais ou descendentes de Cabo Verde e Angola presentes no maior evento desportivo.

A selecção portuguesa é a que tem mais atletas “estrangeiros” lusófonos, mas a Suíça também tem um e há um técnico que também nasceu no espaço lusófono em África

Na equipa portuguesa, Manuel Fernandes nasceu em Lisboa, mas é descendente de cabo-verdianos e tem dupla nacionalidade.

Fernandes é médio e joga pelo Lokomotiv de Moscovo.

O lateral direito Ricardo Pereira, que também faz de extremo, também nasceu em Lisboa e é descendente de cabo-verdianos.

Na actualidade, joga no Leicester, da Inglaterra.

João Mário, natural do Porto, é filho de angolanos e aos 25 anos joga no West Ham.

A equipa “das quinas” tem também mais dois atletas que, no entanto, não nasceram em Portugal.

O cabo-verdiano Gelson Martins, natural da Praia, e o angolano William Carvalho, que nasceu em Luanda.

Ambos jogam, até agora, no Sporting de Portugal.

Gelson Fernandes (vermelho), cabo-verdiano que joga pela Suíça
Gelson Fernandes (vermelho), cabo-verdiano que joga pela Suíça

De referir que a selecção da Suíça integra um natural de Cabo Verde, Gelson Fernandes, que nasceu na cidade da Praia.

Ao contrário dos seus colegas, Fernandes, a jogar no Eintracht Frankfurt (Alemanha), participa no seu terceiro Mundial, depois de ter estado na África do Sul e no Brasil. William está na sua segunda competição mundial.

A nível de técnicos, o português Carlos Queirós, que comanda a selecção do Irão, nasceu em Moçambique.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG