Links de Acesso

África do Sul levanta restrições à venda de álcool e tabaco


Cyril Ramaphosa

O presidente sul-africano, Cyril Ramaphosa, anunciou que as regulamentações rigorosas do coronavírus são relaxadas nesta segunda-feira, uma vez que a taxa de infecção do país está a diminuir.

Em um discurso televisionado no sábado, Ramaphosa disse que o governo acabaria com a proibição da venda de álcool e tabaco, permitiria que restaurantes e tavernas voltassem ao normal - sujeito a rígidas regulamentações de higiene - e removeria a proibição de viagens entre as províncias.

Todas as indicações são de que a África do Sul atingiu o pico e ultrapassou o ponto de inflexão da curva, disse Ramaphosa.

A África do Sul impôs em março um dos bloqueios mais rígidos do mundo como parte dos esforços para conter a disseminação do coronavírus.

As vendas de álcool foram proibidas para aliviar a pressão sobre os hospitais, permitindo que os médicos em enfermarias de emergência se concentrassem na Covid-19 em vez de acidentes rodoviários e outras lesões relacionadas com a bebida.

COVID-19: Associação desinfecta táxis de graça em Malanje
please wait

No media source currently available

0:00 0:02:39 0:00

Os produtos do tabaco foram restringidos devido aos impactos do fumo na saúde, bem como ao risco de contaminação entre as pessoas que partilhavam cigarros.

A África do Sul tem até esta segunda-feira 587 mil casos confirmados do novo coronavírus dos quais 472 mil recuperados e 11,839 óbitos.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG