Links de Acesso

África do Sul critica "falha diplomática" dos Estados Unidos


Governo de Cyril Ramaphosa reage a afirmações de Trump

Donald Trump disse ter pedido investigações a "assassinatos de agricultores" na África do Sul

O Governo da África do Sul transmitiu ao encarregado de negócios dos Estados Unidos a sua decepção com o que considera de “falha” de Washington para usar canais diplomáticos, depois de o Presidente Donald Trum, ter deixado o Executivo de pretória irritado com comentários sobre a política agrária do país.

Na quarta-feira, 22, Trump afirmou ter pedido ao secretário de Estado, Mike Pompeo, para investigar “a tomada de terras e propriedades” e os “assassinatos de agricultores” na África do Sul.

Em comunicado divulgado nesta sexta-feira, o Governo de Cyril Ramaphosa disse que “o encarregado de negócios foi instruído a transmitir a Washington que Pretória está decepcionada com a falha de Washington para usar canais diplomáticos disponíveis e que os comentários“servem somente para polarizar o debate sobre este assunto delicado e crucial”.

Os comentários de Trump na rede social “servem somente para polarizar o debate sobre este assunto delicado e crucial”, acrescentou o documento.

As afirmações do Presidente americano colocaram lenha num debate já inflamado sobre a questão agrária na África do Sul, onde a posse de terras ainda cria atritos uma geração após o fim do apartheid porque a maioria das terras continua nas mãos da minoria branca.

Neste momento, há audiências públicas em andamento para medir o apoio a uma proposta do partido governista Congresso Nacional Africano (CNA) para alterar a Constituição de forma a permitir a expropriação de terras sem indemnização para redistribuí-las entre negros pobres.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG