quarta-feira, 10 fevereiro, 2016. 15:47 UTC

    Notícias / Estados Unidos

    Johnnie Carson defende intervenção francesa no Mali

    Secretário Assistente para Assuntos Africanos esteve no Congresso para justificar a demora dos Estados Unidos em responder ao pedido de ajuda do governo francês

    Militares francesas asseguram o controlo da zona onde se registou a explosão de uma bomba dos rebeldes, a entrada da cidade de Gao, Fev. 10 2013
    Militares francesas asseguram o controlo da zona onde se registou a explosão de uma bomba dos rebeldes, a entrada da cidade de Gao, Fev. 10 2013
    Redacção VOA
    Membros da administração Obama defenderam a forma como os Estados Unidos têm respondido ao pedido de assistência da França para as operações militares no Mali.

    O Secretário Assistente para Assuntos Africanos, Johnnie Carson durante a sua auscultação pelo Comité de Relações Externas da Câmara dos Representantes disse que os Estados Unidos vão continuar a apoiar a França em prol da estabilidade a longo prazo no Mali, mesmo depois da solução da presente crise.

    O presidente do Comité de Relações Externas da Câmara dos Representantes, Ed Royce, um membro do partido Republicano, saudou a França pela sua decisiva acção, e repreendeu a administração Obama por não ter respondido com prontidão a solicitação de ajuda do governo francês.

    “Quando a França pediu a assistência dos Estados Unidos, a administração americana não mostrou entusiasmo na resposta aos nossos aliados. Parece que a burocracia atrasou o execução do nosso apoio.”

    Mas altos responsáveis do Departamento do Estado presentes a sessão de auscultação, defenderam a resposta do governo americano. O Secretário Assistente para Assuntos Africanos, Johnnie Carson, deu até pormenores de como a administração americana tem ajudado no Mali.

    “Os Estados Unidos apoiam fortemente os esforços da França e têm activamente comprometido em assistir o governo francês no Mali. Até 13 de Fevereiro, realizamos 22 missões de abastecimento em combustíveis.”

    Johnnie Carson adiantou ainda que a força aérea americana realizou igualmente 43 voos com aviões C-17 de apoio ao pessoal francês e chadiano, em abastecimentos e equipamentos assim como em informações secretas.
    O congressista democrata, Brad Sherman disse por sua vez que os Estados Unidos não podem e não devem estar sempre na liderança da luta contra os terroristas no mundo.

    “O facto é que, precisamos de aliados e não podemos estar sempre a frente e em todos os teatros desse conflito. Neste caso, estamos atrás, e devemos ficar atrás da França e aplaudir os seus esforços no Mali.”

    A França já começou a reduzir os esforços de sua missão no Mali, enquanto as tropas africanas vão se chegando. As Nações Unidas estão a analisar planos para assumir o controlo de uma força internacional de capacetes azuis naquele país.
    Mas o congressista republicano Ed Royce alertou que até agora receia que haja no Mali, condições para a manutenção da paz, e afirmou serem sim, necessárias, forças de combates tais como os membros da Legião Estrangeira da França.

    O Secretário Assistente para Assuntos Africanos, Johnnie Carson disse por sua vez que uma transição de forças da CEDEAO para uma missão de capacetes azuis da ONU podia até não ser precipitada ou prematura, mas que seria um plano importante.
    O forúm foi encerrado
    Comentários
         
    Năo existem comentários. Seja o primeiro

    Siga-nos

    Rádio

    AudioAngola Fala Só: Ao Vivo I Mp3

    Sexta 16:30 - 17:30 UTC
     

    AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

    Seg-Qui 17:00 - 18:30 UTC
     

    AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

    Sexta-feira 17:30 UTC
     

    AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

    Sáb-Dom 17:00 - 18:00 UTC

    Os Nossos Vídeos

    Your JavaScript is turned off or you have an old version of Adobe's Flash Player. Get the latest Flash player.
    Filas intermináveis para a vacinação da febre amarela em Viana, Luandai
    X
    10.02.2016 06:32
    Vídeo

    Vídeo Manchetes Americanas 9 de Fevereiro 2016

    Bernie Sanders continua a "dar luta" a Hillary Clinton mas nada está decidido! Já Donald Trump começa a deixar os seus assessores com os nervos a flor da pele
    Vídeo

    Vídeo Passadeira Vermelha #52: Adele, Trump, Kanye West, Will Smith, Jay Z e Akon!

    Adele não quer que Trump use as suas músicas em campanha. Afinal qual é a opinião de Will Smith sobre controvérsia dos Oscars? Kanye West alugou a maior arena de basquetebol de Nova Iorque! Jay-z processado por 18 milhões E a VOA recebeu um verdadeiro VIP esta semana!
    Vídeo

    Vídeo Como Chegar à Casa Branca #3

    Debates e sondagens à opinião pública - é uma azáfama constante entre os candidatos e até canais de televisão. Este é o 3º vídeo que explica como decorre a campanha presidencial nos Estados Unidos até ao dia da eleição do Presidente
    Mais Vídeos