quinta-feira, 31 julho, 2014. 09:25 UTC

Notícias / Estados Unidos

John Boehner contestado mas reeleito presidente da Câmara dos Representantes

Acusado pelos seus partidários de não ter conduzido devidamente as recentes negociações em matéria fiscal com a Casa Branca, o líder dos Republicanos no Congresso enfrentou críticas vindas do interior do seu partido

Nancy Pelosi chefe da minoria Democrata na Câmara dos Representantes, apresentando o reeleito líder Republicano, John Boehner no momento da chegada de novos congressitas para a tomada de posse
Nancy Pelosi chefe da minoria Democrata na Câmara dos Representantes, apresentando o reeleito líder Republicano, John Boehner no momento da chegada de novos congressitas para a tomada de posse

Multimédia

Áudio
Redacção VOA
Depois de um primeiro mandato agitado, marcado por disputas em torno dos impostos e gastos federais, o republicano John Boehner acabou por ser reeleito ontem como líder da Câmara dos Representantes.

Analistas afirmam no entanto que Bohner deverá fazer face a novas turbulências por parte de membros do seu próprio partido que estão contra qualquer compromisso com o presidente Barack Obama e democratas no Congresso.
 
Houve alguns momentos de tensão durante a demorada votação para a escolha do novo líder da Câmara dos Representantes, órgão controlado maioritariamente pelo partido Republicano. Apenas dois nomes foram inscritos na lista, o líder cessante John Boehner e a democrata e antiga líder desse órgão, Nancy Pelosi. Nenhum outro republicano sentiu-se com coragem para desafiar o então ainda líder John Boehner.

Alguns membros gritavam outros nomes em protesto, tal como o antigo Secretário de Estado Collin Powell e o cessante Representante Allen West que se notabilizou pelo apoio recebido do Tea Party.

No final da contagem dos votos, apesar de 10 votos de protesto contra si, John Boehner vencia a sua adversária Nancy Pelosi, pela margem de 220 – 192. Pelosi saudou o vencedor e apelou aos democratas e republicanos para juntos trabalharem.

“Speaker Boehner, sei demasiadamente bem, que não iremos sempre nos concordar, mas espero do meu coração que iremos encontrar sempre uma base comum de acordo.” 

Num claro sinal que já anunciam as rígidas disputas a acontecer em breve sobre a supressão das leis de facilitação aos ricos, e que é apoiada pelos Democratas, Boehner indicou que iria concentrar-se na redução da galopante dívida nacional.

“O nosso governo endividou-se demasiadamente; a nossa economia não produz empregos suficientes – e estes não são problemas separados.”

No recente debate do “fiscal cliff” – precipício fiscal – Boehner esteve em linha de ruptura com os Republicanos e teve que se apoiar nos votos dos Democratas para conseguir a aprovação da proposta-lei que evitou a subida exponencial esta semana dos impostos e o corte imediato de despesas do governo federal.

O analista Thomas Mann da Brookings Instituition diz que Boehner tem enfrentado situações difíceis desde o início, com os membros dos Tea Party uma ala do seu partido, a oporem-se as suas acções.

“Quero dizer que no fundo, ele…o Boehner… não foi enfraquecido, porque ele nunca foi um líder de peso.”

Alguns membros do grupo conservador fiscal, Tea Party ainda tentaram protestar perante a plenária como forma de travar a reeleição de Boehner, mas esse s esforços acabaram sem efeito.

Os analistas políticos consideram que a grande demonstração a ter lugar dentro de meses, vai ser os debates no Congresso para aumentar o tecto da dívida nacional, e afirmam que essas discussões poderão colocar Boehner em dificuldade com os seus partidários republicanos.
O forúm foi encerrado
Comentários
     
Năo existem comentários. Seja o primeiro

Siga-nos

Rádio

AudioAngola Fala Só: Ao Vivo I Mp3

Sexta 16:30 - 17:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Seg-Sexta 17:00 - 18:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Sáb-Dom 17:00 - 18:00 UTC

Os Nossos Vídeos

Your JavaScript is turned off or you have an old version of Adobe's Flash Player. Get the latest Flash player.
Vilma Nhambi - Participante Yalii
X
30.07.2014 12:56
Vilma Nhambi - Participante Yali. Veio de Moçambique e tem um projecto com mulheres e adolescentes nas zonas rurais.
Vídeo

Vídeo Vilma Nhambi - Participante Yali

Vilma Nhambi - Participante Yali. Veio de Moçambique e tem um projecto com mulheres e adolescentes nas zonas rurais.
Vídeo

Vídeo Selma Neves - Participante Yali

Selma Neves - Participante Yali, veio de Cabo Verde. É Presidente da Incubadora, uma cooperativa de empoderamento de mulheres e fica por mais dois meses para um estágio em Nova Iorque
Vídeo

Vídeo Manchetes Americanas 29 Julho 2014

Os principais assuntos que fazem a actualidade dos Estados Unidos da América, com Bruna Ladeira
Vídeo

Vídeo Majo Joseph - Participante Yali

Majo Joseph - Participante Yali veio de Moçambique e a sua área de acção é a sociedade civil e seu empoderamento
Vídeo

Vídeo Akiules Neto - Participante Yali

Akiules Neto - Participante Yali. Veio de Angola e a sua vida são os números
Vídeo

Vídeo Mamografias 3D revolucionam detecção do cancro da mama

Durante anos as mamografias desempenharam um papel vital na detecção do cancro da mama. Mas nem sempre conseguem identificar tumores perigosos. A tecnologia a três dimensões pode revolucionar a triagem e salvar vidas
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 25 Julho 2014

Os títulos que encerraram a semana no continente africano. Dos ataques do Boko Haram à expansão do vírus do ébola
Vídeo

Vídeo Manchetes Americanas 24 Julho 2014

Os principais acontecimentos que marcam a actualidade americana na penúltima semana do mês de Julho
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 24 Julho 2014

Os principais títulos que marcam a actualidade de África nesta Quinta-feira
Mais Vídeos