domingo, 25 janeiro, 2015. 22:18 UTC

Notícias / Mundo

Mundo tem 200 milhões de desempregados

A Organização Internacional do Trabalho refere que o número de desempregados através do Mundo aumentou 4,2% em 2012.

Guy Ryder, dirctor-geral da OIT
Guy Ryder, dirctor-geral da OIT
Redacção VOA
A Organização Internacional do Trabalho, OIT, afirma no seu último relatório que 200 milhões de pessoas não têm trabalho neste momento através do planeta e manifesta a sua preocupação pelo elevado índice de desemprego.

A Organização Internacional do Trabalho refere que o número de desempregados através do Mundo aumentou 4,2% em 2012 depois de baixar durante dois anos consecutivos.

A OIT acrescenta que um quarto desse aumento se verificou nos países industrializados e os restantes três quartos nos países em desenvolvimento no leste e no sul da Ásia e também na África subsaariana.

O relatório salienta que outros 39 milhões de pessoas desistiram de tentar arranjar emprego e não são portanto contabilizadas como desempregadas.

O director-geral da OIT, Guy Ryder, afirma que as perspectivas não são boas visto que as previsões de crescimento económico não são suficientemente fortes para reduzirem rapidamente o desemprego: “ Verificamos que o desemprego se preparar para aumentar de novo. As nossas projecções apontam para mais 5 milhões e cem mil desempregados em 2013 e outros 3 milhões em 2014. As previsões são portanto negativas.”

De acordo com a OIT, o número de pessoas à procura de emprego aumentará mais de 210 milhões nos próximos 5 anos , salientando que o mercado laboral  tem sido particularmente negativo para os jovens. De facto, cerca de 74 milhões de pessoas com idades compreendidas entre os 15 e os 24 anos encontram-se desempregadas através do Mundo.

O relatório da OIT conclui ainda que à medida que os jovens encontram mais dificuldades para arranjar trabalho, têm tendência para ficarem desencorajados e abandonarem o mercado laboral. Isso, conclui a OIT, prejudica as suas perspectivas de emprego a longo prazo e impede os jovens de adquirirem experiência no local de trabalho.

Ryder diz ainda que o prosseguimento da elevada taxa de desemprego juvenil poderá levar a instabilidade social acrescentando que a promoção de empregos para as populações mais jovens deve ser prioritária.
O forúm foi encerrado
Comentário
Comentários
     
por: Miranda de: USA
28.01.2013 01:28
Sempre existem comentarios mas infelizmente o vosso jornal nao aceitam as entrevistas que nao sejam contra Angola. Angola é um grande Pais e constitue um grande presidente Jose E doss Santos apoiado pelo partido da vanguarda MPLA. VIVAAAAAAAAAAAA....

Siga-nos

Rádio

AudioAngola Fala Só: Ao Vivo I Mp3

Sexta 16:30 - 17:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Seg-Qui 17:00 - 18:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Sexta-feira 17:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Sáb-Dom 17:00 - 18:00 UTC

Os Nossos Vídeos

Your JavaScript is turned off or you have an old version of Adobe's Flash Player. Get the latest Flash player.
Prisioneiros do Quenia Batalha pela reintegraçãoi
|| 0:00:00
...  
🔇
X
23.01.2015 20:54
Depois de ter estado na prisao é difícil encontrar trabalho e ser aceite na cidade. Um grupo de ex-presos em Nairobi querem provar que ha vida depois do crime. (Janeiro 2015)
Vídeo

Vídeo Prisioneiros do Quenia Batalha pela reintegração

Depois de ter estado na prisao é difícil encontrar trabalho e ser aceite na cidade. Um grupo de ex-presos em Nairobi querem provar que ha vida depois do crime. (Janeiro 2015)
Vídeo

Vídeo Vacinas para o Ebola

A pior crise do Ebola na historia do mundo entrou no segundo ano. Os cientistas estao a desenvolver uma vacina contra este virus mortal. (Janeiro 2015)
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 23 Janeiro 2015

As imagens das noticias de Africa
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 22 Janeiro 2015

As imagens das noticias africanas
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 21 Janeiro 2015

Imagens noticiosas afrcianas
Vídeo

Vídeo American Sniper: A história de um atirador americano que matou mais de 160 pessoas

Nomeado para o Oscar de Melhor Drama, o filme de Clint Eastwood baseia-se na história real de Chris Kyle, um oficial da Marinha americana que serviu no Iraque por quatro vezes como atirador profissional. O filme explora o efeito da guerra na psique humana
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 20 Janeiro 2015

As imagens noticiosas de Africa
Mais Vídeos