sábado, 02 agosto, 2014. 04:31 UTC

Notícias / África

Bissau: ONU preocupada com lentidão da restauração da ordem constitucional

Os membros do Conselho de Segurança expressaram também a sua grande preocupação pelas notícias do aumento do tráfico da droga.

Eduardo Ferro
O Conselho de Segurança das Nações Unidas expressou a sua preocupação pela ausência de progresso na restauração da ordem constitucional na Guiné-Bissau e também pelo aumento do tráfico de drogas através daquele país.

Num comunicado divulgado depois de uma reunião sobre a situação na Guiné-Bissau, o Conselho de Segurança da ONU afirma que a estabilização do país, “só pode ser conseguida através de um processo de transição consensual, inclusivo e nacional baseado num diálogo genuíno e numa supervisão eficaz dos militares pelo poder civil”.

Nesse contexto, prossegue o comunicado, o Conselho de Segurança congratulou-se com a abertura da sessão 2012-2013 da Assembleia Nacional guineense considerando-a como o primeiro passo no sentido da inclusão política e esperando que a mesma chegue a “um acordo sobre um calendário claro e digno de crédito para a realização de eleições presidenciais e legislativas, livres, justas e transparentes integrando-se na legislação nacional e nos padrões internacionais”.

O Conselho de Segurança encoraja também a CEDEAO, a CPLP, a União Africana e a União Europeia a colaborarem com a ONU para apoiar esse processo político.

Realçando a importância da coordenação internacional para resolver a crise na Guiné-Bissau, o Conselho de Segurança acolheu com agrado o envio de uma missão conjunta daquelas organizações a Bissau a partir do próximo domingo para avaliar a situação política e de segurança e facilitar a formulação de recomendações acerca do melhor modo de apoiar a Guiné-Bissau em várias áreas com o objectivo da estabilidade a longo prazo.

Os membros do Conselho de Segurança expressaram também a sua grande preocupação pelas notícias do aumento do tráfico da droga através da Guiné-Bissau desde o golpe militar de 12 de Abril passado apelando às lideranças civil e militar do país que demonstrem um maior empenhamento nos esforços internacionais para combater o tráfico de drogas.

Salientaram igualmente a sua disposição em recolher mais informações sobre a identidade e as actividades daqueles que se encontram envolvidos no tráfico de drogas e no crime organizado na Guiné-Bissau.

O comunicado manifesta ainda preocupação pelas ameaças e actos de intimidação de que foram alvo o pessoal das Nações Unidas na Guiné-Bissau reafirmando a necessidade de garantir a segurança do pessoal da UNIOGBIS de modo a que a missão possa levar a cabo o seu mandato de acordo com as resoluções do Conselho de Segurança.
O forúm foi encerrado
Comentário
Comentários
     
por: joao antonio de: lobito
17.12.2012 10:37
o que entendem de ordem constitucional quando os autotones querem dirigir os seus propios interesses o que devem fazer e ajuda'los pois sofreram muito com a colonizacao portuguesa e obrigado

Siga-nos

Rádio

AudioAngola Fala Só: Ao Vivo I Mp3

Sexta 16:30 - 17:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Seg-Sexta 17:00 - 18:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Sáb-Dom 17:00 - 18:00 UTC

Os Nossos Vídeos

Your JavaScript is turned off or you have an old version of Adobe's Flash Player. Get the latest Flash player.
Manchetes Africanas 1 Agosto 2014i
X
01.08.2014 20:33
Os títulos que marcaram o início do mês de Agosto
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 1 Agosto 2014

Os títulos que marcaram o início do mês de Agosto
Vídeo

Vídeo Ivan Collinson - Participante Yali

Ivan Collinson - Participante Yali. Veio de Moçambique e é director adjunto do registo académico da Universidade Eduardo Mondlane. Ivan sente-se mais africano depois de participar na Iniciativa Jovens Líderes Africanos nos EUA
Vídeo

Vídeo Manchetes Americanas 31 Julho 2014

Câmara dos Representantes indicia processo contra Presidente Barack Obama
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 31Julho 2014

Da propagação do vírus do ébola, aos ataques do Boko Haram. Os títulos que marcam a actualidade de África
Vídeo

Vídeo Cadija Mané - Participante Yali

Cadija Mané - Participante Yali. Veio da Guiné-Bissau, onde trabalha como coordenadora da Casa dos Direitos. Regressa para a Guiné com mais determinação e força de vontade para mudar as coisas
Vídeo

Vídeo Vilma Nhambi - Participante Yali

Vilma Nhambi - Participante Yali. Veio de Moçambique e tem um projecto com mulheres e adolescentes nas zonas rurais.
Vídeo

Vídeo Selma Neves - Participante Yali

Selma Neves - Participante Yali, veio de Cabo Verde. É Presidente da Incubadora, uma cooperativa de empoderamento de mulheres e fica por mais dois meses para um estágio em Nova Iorque
Vídeo

Vídeo Manchetes Americanas 29 Julho 2014

Os principais assuntos que fazem a actualidade dos Estados Unidos da América, com Bruna Ladeira
Vídeo

Vídeo Majo Joseph - Participante Yali

Majo Joseph - Participante Yali veio de Moçambique e a sua área de acção é a sociedade civil e seu empoderamento
Vídeo

Vídeo Akiules Neto - Participante Yali

Akiules Neto - Participante Yali. Veio de Angola e a sua vida são os números
Mais Vídeos