segunda-feira, 21 abril, 2014. 14:42 UTC

Notícias / África

Uganda: Parlamentares do Norte falam de separação

Milhões de dólares destinados ao desenvolvimento do norte do Uganda foram alegadamente roubados

Mercado informal no Uganda
Mercado informal no Uganda
Tamanho das letras - +
— Um grupo de membros do parlamento da região norte do Uganda, furiosos com o mau uso da ajuda ao desenvolvimento, acusou o governo de negligenciar a sua região.

Alguns ameaçam com a separação das áreas que representam.

O ano passado o Uganda foi abalado por um escândalo de um desfalque em que milhões de dólares destinados ao desenvolvimento do norte do Uganda foram alegadamente roubados pelo gabinete do Primeiro-Ministro.

Os doadores estrangeiros suspenderam o envio de ajuda, tendo parte sido já reembolsado.

No entanto, na passada semana, o Grupo Parlamentar Acholi, constituído por parlamentares do norte do Uganda, foram um passo mais adiante. Anunciaram a intensão de separar-se do Uganda, e formar um novo estado denominado de República do Nilo.

Gilbert Olanya, um elemento do grupo, referiu que uma tal separação será a melhor decisão para a população do Norte.

“Consideramos que o país deve ser dividido. Queremos que a população do Norte tenha o seu próprio país”, referiu.

Os habitantes do norte estão igualmente furiosos pelo facto de até este momento ninguém ter sido acusado judicialmente pelo escândalo, sublinha Olanya.


O governo do Uganda tem desmentido repetidamente que tenha marginalizado o norte. Todavia a reacção do norte tem aumentado durante anos, causado em parte pelos abusos cometidos pelas tropas do governo durante as duas décadas de guerra contra o Exercito de Resistência do Senhor de Joseph Kony.

Olanya acrescenta que muitos nortenhos acreditam mesmo que o governo não efectuou o suficiente para conter Kony, e que agora que a guerra terminou, os habitantes do norte são marginalizados de outras formas.

“Isto não é o principal. A sensação de marginalização iniciou-se há vários anos atrás. Se olharmos para a educação, e para o sector dos postos de trabalho, a nossa população é marginalizada. E qualquer dinheiro que seja enviado para o desenvolvimento do Norte, é roubado”, sublinha ainda Olanya.

Apenas 15 deputados estão envolvidos no processo de separação, mas Olanya afirma esperar que outros do norte se lhes juntem.

O grupo Parlamentar Acholi tenciona utilizar as próximas semanas recolhendo assinaturas de nortenhos que desejem igualmente a separação, e apresenta-las ao parlamento.
O forúm foi encerrado
Comentários
     
Năo existem comentários. Seja o primeiro

Siga-nos

Rádio

AudioAngola Fala Só: Ao Vivo I Mp3

Sexta 16:30 - 17:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Seg-Sexta 17:00 - 18:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Sáb-Dom 17:00 - 18:00 UTC

Os Nossos Vídeos

Your JavaScript is turned off or you have an old version of Adobe's Flash Player. Get the latest Flash player.
Manchetes Africanas 18 de Abrili
|| 0:00:00
...
 
🔇
X
18.04.2014
Vídeo

Vídeo "Temos muitos problemas na Guiné-Bissau", Abel Incada, candidato presidencial

Os guineenses foram às urnas a 13 de Abril e estão expectantes num novo Governo de paz e estável
Vídeo

Vídeo África do Sul vai a votos a 7 de Maio

Na África do Sul, o ANC está em campanha difícil para segurar o seu domínio no Limpopo, onde ganhou 85 por cento dos votos em 2009.
Vídeo

Vídeo Pistorius está no banco dos réus e a acusação tem sido dura

Os acusadores tentaram descrever o atleta sul-africano Oscar Pistorius como egoísta e abusivo durante o segundo dia de interrogatório no seu julgamento por homicídio.
Mais Vídeos