domingo, 20 abril, 2014. 08:33 UTC

Notícias / África

Presidentes do Sudão e do Sudão do Sul debatem segurança e economia

Reunidos em cimeira esta Sexta-feira em Adis-Abeba Omar el-Bashir e Salva Kiir vão definir as vias para o inicio de implementação de dois importantes acordos assinados em Setembro

Presidente Omar al-Bashir do Sudão, a esquerda, e Presidente Salva Kiir,do Sudão do Sul, a direita, num aperto de mãos após a conclusão de uma série de acordos bilaterais em finais de Setembro de 2012
Presidente Omar al-Bashir do Sudão, a esquerda, e Presidente Salva Kiir,do Sudão do Sul, a direita, num aperto de mãos após a conclusão de uma série de acordos bilaterais em finais de Setembro de 2012

Multimédia

Áudio
Tamanho das letras - +
Os presidentes do Sudão e do Sudão do Sul reúnem-se hoje para debater o reforço dos acordos de segurança entre os dois estados. Marthe van der Wolf correspondente da Voz da América em Adis-Abeba reporta que esta cimeira destina-se a ultrapassar os obstáculos para a implementação das disposições conjuntas em matéria de segurança.
 
O encontro entre os presidentes Omar el-Bashir do Sudão e Salva Kiir do Sudão do Sul, tem lugar na Etiópia e propõe discutir as questões que têm conduzido ao atraso na implementação do acordo assinado em Setembro sobre a segurança e parcerias económicas.

O embaixador do Sudão do Sul na Etiópia, Arop Deng diz que os dois Chefes de Estados não vão discutir novos assuntos.

“É apenas o compromisso para a implementação do que foi acordado, não existe novas questões a negociar.”

O petróleo produzido no Sudão do Sul não será exportado através dos oleodutos do Sudão pelo menos até a implementação dos acordos. As receitas petrolíferas são uma fonte fundamental de recursos para ambos os países. O embaixador Arop Deng diz ainda que a produção de petróleo pode arrancar a qualquer momento desde que o Sudão o permitir.

“O Sudão do Sul está pronto para enviar o seu petróleo, o ministro dos petróleos foi enviado a Khartoum solicitar a implementação de compromisso, mas Khartoum disse que não – que não haveria o trânsito de petróleo vindo do Sudão do Sul, até que as questões nessas duas áreas fossem resolvidas.”

As questões em matéria de petróleo e segurança continuam a ser consideradas de mais sensíveis. As disputas em torno da região de Abyei e outras reivindicadas pelos dois países assim como questões de fronteiras em outras áreas quase que conduziram a uma guerra total em Abril do ano passado. O Sudão e o Sudão do Sul pretendem definir uma zona desmilitarizada de segurança que deverá passar pela retirada das suas tropas para uma distância de pelo menos 10 quilómetros para lá das zonas em disputa.

O porta-voz da delegação do Sudão, Mutrif Siddiq disse por sua vez que o seu país não vai a Adis-Abeba para reclamar sobre a não implementação dos acordos.

“Nós aceitamos o roteiro que nos foi apresentado pela União Africana. E estamos prontos do nosso lado a implementá-lo. Sudão não tem forças na Zona Desmilitarizada de Segurança. As suas forças não estão para lá dessa zona, e portanto, a maior barreira está do lado do governo do Sudão do Sul em retirar as suas forças que atravessaram essa zona.”

O primeiro-ministro etíope Hailrmariam Desalegn esteve em contactos com Juba e Khartoum em Dezembro para persuadir os dois presidentes a resolver as suas querelas o quanto possível. A iniciativa do governante etíope teve lugar no momento em que o Sudão estava a reforçar os efectivos militares ao longo da fronteira.

A agenda desta cimeira de hoje foi negociada no encontro de ontem entre os negociadores de ambos os países. O antigo presidente sul-africano Thabo Mbeki está a mediar esta cimeira entre os dois presidentes.

O Sudão do Sul é o mais novo país africano, depois da sua independência do Sudão em 2011 como resultado de um acordo de paz que pôs fim a uma guerra civil que durou décadas.
O forúm foi encerrado
Comentário
Comentários
     
por: nguma bavonda de: cabinda
14.01.2013 18:07
Bem haja sudao do sul, sois um povo que muito sofreu mas conseguiram o vosso objectivo. Nos os cabinda, continuemos a lutar para que vencamos a temosia do mpla. viva o povo Binda, viva a FLEC. Havemos de vencer.

Siga-nos

Rádio

AudioAngola Fala Só: Ao Vivo I Mp3

Sexta 16:30 - 17:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Seg-Sexta 17:00 - 18:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Sáb-Dom 17:00 - 18:00 UTC

Os Nossos Vídeos

Your JavaScript is turned off or you have an old version of Adobe's Flash Player. Get the latest Flash player.
Manchetes Africanas 18 de Abrili
|| 0:00:00
...
 
🔇
X
18.04.2014
Vídeo

Vídeo "Temos muitos problemas na Guiné-Bissau", Abel Incada, candidato presidencial

Os guineenses foram às urnas a 13 de Abril e estão expectantes num novo Governo de paz e estável
Vídeo

Vídeo África do Sul vai a votos a 7 de Maio

Na África do Sul, o ANC está em campanha difícil para segurar o seu domínio no Limpopo, onde ganhou 85 por cento dos votos em 2009.
Vídeo

Vídeo Pistorius está no banco dos réus e a acusação tem sido dura

Os acusadores tentaram descrever o atleta sul-africano Oscar Pistorius como egoísta e abusivo durante o segundo dia de interrogatório no seu julgamento por homicídio.
Mais Vídeos