sexta-feira, 29 maio, 2015. 20:17 UTC

Notícias / África

São Tomé - Problemas na base de dados da CNE

As próximas eleições autárquicas estão agendadas para o final do primeiro semestre deste ano.

Óscar Medeiros
Problemas na base de dados da Comissão Eleitoral Nacional estão a atrasar os trabalhos de recenseamento para eleições autárquicas em S. Tomé e Príncipe.


Informação foi tornada pública pela vice-presidente da primeira Comissão Especializada da Assembleia Nacional Elsa Pinto, numa altura em que já deveriam estar em curso os trabalhos da actualização dos cadernos eleitorais com vista as próximas eleições autárquicas agendadas para o final do primeiro semestre deste ano.

O anúncio que dá conta de problemas na base de dados da Comissão Eleitoral Nacional, deixou os responsáveis do Partido Acção Independente inquietados.

Idalécio Quaresma líder parlamentar da ADI, partido que passou a oposição depois da queda do seu governo, garante que vai acompanhar a situação junto à Comissão Eleitoral Nacional, para que não se comprometa a realização das próximas eleições autárquicas no país.
O forúm foi encerrado
Comentários
     
Năo existem comentários. Seja o primeiro

Siga-nos

Rádio

AudioAngola Fala Só: Ao Vivo I Mp3

Sexta 16:30 - 17:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Seg-Qui 17:00 - 18:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Sexta-feira 17:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Sáb-Dom 17:00 - 18:00 UTC

Os Nossos Vídeos

Your JavaScript is turned off or you have an old version of Adobe's Flash Player. Get the latest Flash player.
Sakala: "Huambo é caso para tribunal internacional; Cabinda devia ser região autónoma"i
X
29.05.2015 15:05
Alcides Sakala, porta-voz da UNITA, principal partido da oposição em Angola, fala do caso Kalupeteka (dezenas de pessoas morreram de forma misteriosa), considerando-o o ponto mais alto das violações dos direitos humanos. Cabinda por seu lado devia ser autónoma como a Madeira. Entrevista a 22 de Maio
Vídeo

Vídeo Sakala: "Huambo é caso para tribunal internacional; Cabinda devia ser região autónoma"

Alcides Sakala, porta-voz da UNITA, principal partido da oposição em Angola, fala do caso Kalupeteka (dezenas de pessoas morreram de forma misteriosa), considerando-o o ponto mais alto das violações dos direitos humanos. Cabinda por seu lado devia ser autónoma como a Madeira. Entrevista a 22 de Maio
Vídeo

Vídeo Protestos em Bujumbura

O ambiente em Bujumbura continua sob muita tensao. Hoje foi dia de protestos na capital do Burundi
Vídeo

Vídeo Manchetes do Mundo 25 de Maio 2015

As imagens noticiosas do mundo
Mais Vídeos