sexta-feira, 24 outubro, 2014. 06:58 UTC

Notícias / África

São Tomé: Arroz adulterado volta à ordem do dia

A oposição está indignada com uma carta endereçada às alfândegas dos Camarões por um aliado do governo facilitando a importação do produto.

Óscar Medeiros
Em São Tomé e Príncipe a questão do arroz impróprio para consumo voltou à ordem do dia. Desta feita a oposição está indignada com uma carta que foi endereçada às alfândegas dos Camarões por um aliado do governo facilitando a importação do produto.
Numa carta endereçada a Directora das alfândegas dos Camarões, o Deputado e Vice-presidente do PCD classificou o povo são-tomense de faminto com o objectivo de obter isenção fiscal no processo de importação do polémico arroz impróprio para o consumo humano. 

A atitude de Delfim Neves chocou a opinião pública são-tomense e esta manhã em conferência de imprensa o maior partido da oposição no país ADI, também manifestou-se profundamente chocado com a atitude do dirigente do PCD.

A ADI acusa Delfim Neves de ter usado desonesta e abusivamente o nome do povo são-tomense para obter para si e a sua firma comercial a isenção das taxas alfandegárias de exportação das suas 900 toneladas de arroz que deveria pagar as autoridades camaronesas.

A ADI critica também o envolvimento do Ministério dos Negócios Estrangeiros e Cooperação de São Tomé e Príncipe nesta diligência de Delfim Neves que para o efeito enviou a embaixada dos Camarões em Libreville uma nota verbal a dar cobertura a este acto de desonestidade.

Ainda na conferência de imprensa o maior partido da oposição são-tomense mostrou-se apreensivo com relação a demora do Governo na divulgação do resultado da nova análise ao arroz solicitada a um laboratório no estrangeiro.

Entretanto, esta terça-feira o governo de Gabriel Costa deu ordens às autoridades competentes para procederem à recolha imediata do arroz dos mercados e proibiu a sua comercialização em todo o território nacional.
O forúm foi encerrado
Comentário
Comentários
     
por: mina téla de: portugal
04.07.2013 20:52
desse jeito nos os são-tomenses vamos acabar por nos matar a nós próprios, a culpa é dos grandes e quem acaba por pagar? R: são os piquenos, o povo, aqueles que vos põem la em cima, ja está na altura de dizer basta, chega.
PF, UZEM A CONSCIÊNCIA, UZARAM O NOME DO POVO MAS AO MENOS MANDA VIR ARROZ DE QUALIDADE...

Siga-nos

Rádio

AudioAngola Fala Só: Ao Vivo I Mp3

Sexta 16:30 - 17:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Seg-Sexta 17:00 - 18:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Sáb-Dom 17:00 - 18:00 UTC

Os Nossos Vídeos

Your JavaScript is turned off or you have an old version of Adobe's Flash Player. Get the latest Flash player.
Manchetes Africanas 23 Outubro 2014i
|| 0:00:00
...
 
🔇
X
23.10.2014 18:54
As noticias de Africa em imagens
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 23 Outubro 2014

As noticias de Africa em imagens
Vídeo

Vídeo Mãe Trabalhadora - trailler do filme

O filme explora a dupla responsabilidade das mulheres moçambicanas, como mães e trabalhadoras. Gentilmente cedido pelo Organização Internacional do Trabalho
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 22 Outubro 2014

As noticias de Africa em imagens
Vídeo

Vídeo Ébola e os órfãos da Serra Leoa

Centenas de crianças ficaram órfãos na Serra Leoa devido ao surto do vírus do Ébola, são vítimas do estigma e da rejeição. Os familiares não querem saber deles. A Serra Leoa abriu o primeiro orfanato de vítimas do Ébola no distrito de Kailahun.
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 21 Outubro 2014

As noticias de Africa em imagens
Vídeo

Vídeo Ébola: Um Poema para os Vivos

O filme da Chocolate Moose é uma animação desmistificando o Ébola, explicando a doença através do caso de um menino infectado. A VOA fez a dobragem do vídeo original na voz de Mayra de Lassalette. Saiba mais no link http://tinyurl.com/l7vgtjv
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 17 Outubro 2014

As noticias de Africa em video
Vídeo

Vídeo Nascimentos na Libéria em tempos de Ébola

O hospital JFK na Libéria tinha encerrado a maternidade, devido ao Ébola, mas urge agora reabrir o serviço que já fez 93 partos desde que voltou a abrir
Mais Vídeos