segunda-feira, 01 setembro, 2014. 23:24 UTC

Notícias / África

São Tomé: Presidente e ADI trocam acusações

Novo governo ainda por formar

Manuel Pinto da Costa, Presidente de São Tomé e Príncipe
Manuel Pinto da Costa, Presidente de São Tomé e Príncipe
Óscar Medeiros
A Acção Democrática Independente de Patrice Trovoada acusou o presidente Pinto da Costa de continuar a agir “como se estive num regime de partido único”.




A ADI respondia a acusações do presidente segundo o qual Trovoada, enquanto primeiro ministro do governo que caiu recentemente no parlamento, tinha provocado “coluntáriamente e com premeditação” a crise que afecta o país.

O presidente, lê-se num comunicado da ADI, “revelou uma profunda ignorância da constituição da República”.

A ADI disse não ter havido evolução no modo de pensar e agir do presidente “como muitos acreditaram durante a campanha eleitoral”.

Para este patido São Tomé faz face a “uma profunda crise política institucional e de valores” que o presidente não quer vêr “porque não quer resolver”.

O chefe de estado são tomense nomeouou ontem Gabreil da Costa como primeiro-ministro  depois de ter rejeitado o nome de Patrice trovoada, presidente da ADI, demitido do cargo de primeiro-ministro por decreto presidencial depois da aprovação no parlamento de uma moção de censura ao seu governo.

Gabriel costa conta com apoio das três formações políticas da oposição nomeadamente o MLSTP/PSD, PCD e MDFM/PL.

A ADI disse que vai continuar a lutar pelo respeito da constituição.

Anteriormente o presidente Pinto da Costa tinha defendido  a sua decisão  afirmando ser “a única solução constitucionalmente possível parassem recurso a eleições resolver esta crise artificialmente criada”.

Pinto da Costa acusou Patrice Trovoada de ter provocado "voluntariamente, e com premeditação", a crise que afeta o país, "tendo em vista fins meramente políticos e interesses partidários".

O chefe de Estado explicou que, durante os encontros que teve com o ex primeiro-ministro e líder do partido Acção Democrática Independente (ADI), não encontrou "um comportamento baseado na responsabilidade e sentido de Estado que a situação do país exige".

"Apenas fui confrontado com atitudes de intransigência, arrogância e até falta de respeito para com um chefe de Estado eleito democraticamente por sufrágio directo e universal há pouco mais de um ano, atitude essas que inviabilizaram uma solução rápida para a crise, em estabilidade, continuidade e com um mínimo de custos para o país", sublinhou Pinto da Costa.

Referindo-se às exigências do ADI de convocação de eleições legislativas antecipadas, o Presidente são-tomense lembrou que a marcação de eleições é uma competência exclusiva do chefe de Estado, mediante procedimentos constitucionalmente previstos.

O chefe de Estado considerou ainda que, "qualquer cidadão responsável, com bom senso e preocupado com o futuro do país, sabe que mesmo realizando eleições não há garantia de que da vontade popular resulte uma composição parlamentar diferente à que existe atualmente, o que significaria que, passado alguns meses, o país estaria na mesma situação em que se encontra, com a agravante dos custos resultantes de uma consulta popular numa situação económica tão difícil".
O forúm foi encerrado
Comentário
Comentários
     
por: MANDJUANDADI de: EUROPA
21.12.2012 14:59
...concluo dizendo o seguinte :
porque é que o ex.1° ministro, Patrice Trovoada, apresentou de novo o nome dele na lista dos candidatos para o pôsto pelo qual o presidente Pinto da Costa o fez demitir? Serà para provocar? Que esperava ele da decisao do P.da Costa, quanto a sua candidatura para substitui-lo?é muito ridculo da parte dele...hà uma muito mà fé.
Enfim!!!!

Mandjwa


por: Mandjuandadi de: LEuropa
21.12.2012 14:49
Diga-se de passagem, que o Pinto DA COSTA e os TROVOADAS (pai e filho), nunca poderao se entender...lembrar os anos 80, em que 2° constou o ambiçioso M.Trovoada, montou um golpe de Estado ( que falhou, certo...), contra o P. da COSTA, 2° se disse, no plano M.T. era de eliminar fisicamente o P.da Costa.

Siga-nos

Rádio

AudioAngola Fala Só: Ao Vivo I Mp3

Sexta 16:30 - 17:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Seg-Sexta 17:00 - 18:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Sáb-Dom 17:00 - 18:00 UTC

Os Nossos Vídeos

Your JavaScript is turned off or you have an old version of Adobe's Flash Player. Get the latest Flash player.
Manchetes Africanas 29 Agosto 2014i
|| 0:00:00
...
 
🔇
X
29.08.2014 18:11
As noticias de Africa em video
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 29 Agosto 2014

As noticias de Africa em video
Vídeo

Vídeo Ferguson olha para o Futuro

Um grande júri no estado de Missouri continua a ouvir testemunhos do caso que envolve a morte a tiro de um jovem africano-americano por um agente policial branco. O caso ocorreu no dia 9 de Agosto na cidade de Ferguson.
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 28 Agosto 2014

Noticias de Africa em video
Vídeo

Vídeo Manchetes Americanas 28 Agosto 2014

As principais notícias que encerram a última semana do mês de Agosto, nos Estados Unidos
Vídeo

Vídeo Lei Russa Contra a Profanação

A Rússia promulgou em Julho uma lei que ameaça multar actos de profanação nos media, filmes, literatura, na música e no teatro. A restrição foi bem recebida por quem diz que a blasfémia está fora do controlo, outros rejeitam a decisão por considerarem tratar-se de paternalização e censura
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 27 Agosto 2014

Noticias de Africa em video
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 26 Agosto 2014

Noticias de Africa em video
Vídeo

Vídeo Manchetes Americanas 26 Agosto 2014

Os principais títulos americanos na última semana de Agosto
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 25 Agosto 2014

As noticias de Africa em video
Mais Vídeos