quarta-feira, 01 outubro, 2014. 14:15 UTC

Notícias / Mundo

Negociações políticas fracassadas em São Tomé

Perante a crise política sem fim a vista, o Presidente Pinto da Costa vai convocar novamente a o Conselho de Estado depois do fracasso negocial para a formação de um novo governo

Patrice Trovoada, Primeiro-ministro e líder do partido ADI é um dos defensores da convocação de eleições legislativas antecipadas
Patrice Trovoada, Primeiro-ministro e líder do partido ADI é um dos defensores da convocação de eleições legislativas antecipadas

Multimédia

Áudio
Redacção VOA
O investigador e especialista sobre São Tomé e Príncipe no Inistituto Superior de Ciências do Trabalho e Empresas - ISCTE, Gerhard Seibert, disse a da Voz da América que a actual negociação interpartidária da crise política Santomense é complexa.

Seibert acrescentou por outro lado, não haver garantias de que a formação de um governo pelos actuais partidos da oposição ou a convocação de eleições antecipadas seria uma solução plausível para esta crise de luta pelo poder que instalou no arquipélgo e cujo início remonta ao passado mês de Agosto.

“Esta crise estava prevista já há algum tempo. Já havia uma tentativa de moção de censura em Agosto que foi inviabilizada na altura pelo então presidente da Assembleia Nacional, e depois houve mais tensão com as declarações do MLSTP/PSD contra o governo, contra o Primeiro-ministro. E daí acho que já estava previsto, que na próxima oportunidade a oposição iria tentar derrubar o governo.”

Gerhard Seibert afirma que esta crise política tem como causa a luta pelo poder. O especialista além de qualificar de complexa a actual negociação interpartidária solicitada pelo Conselho de Estado para a busca de uma solução a crise política, diz por outro lado haver duas vias de soluções: formação de um governo pelos partidos da oposição no parlamento, ou convocação de eleições legislativas antecipadas.

“Acho que ela pode ser a formação de um novo governo, como é desejado agora pela maioria parlamentar composta pelos 3 partidos da oposição, ou eventualmente através de eleições antecipadas. Mas isso só pode acontecer com a aprovação do Conselho do Estado...”

O pesquisador do ISCTE diz que no actual figurino constitucional o Presidente da República Manuel Pinto da Costa não pode decidir unilateralmente pela convocação de eleições antecipadas isto de acordo com a lei em vigor desde 2006.

Quando questionado sobre quem beneficiaria com a ida antecipada as urnas, Gerhard Seibert, afirma que no actual quadro de polarização não há garantias de que algum partido venha a obter uma maioria absoluta susceptível de confortar o futuro governo que sair das eleições.

“A outra questão disto é o financiamento. São Tomé e Príncipe não tem meios para financiar as suas eleições, e como já disse, não há garantias nenhumas que estas eleições resultem em resultados mais claros que viriam viabilizar um governo do partido ADI com uma maioria absoluta. Mas nós são sabemos se isso realmente vai acontecer.”
O forúm foi encerrado
Comentário
Comentários
     
por: Rui Manuel da Costa de: Bissau
05.12.2012 09:42
é bom não perder muito tempo, eleições anticipadas é unica saida para a crise em são-tomé e principe.

Siga-nos

Rádio

AudioAngola Fala Só: Ao Vivo I Mp3

Sexta 16:30 - 17:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Seg-Sexta 17:00 - 18:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Sáb-Dom 17:00 - 18:00 UTC

Os Nossos Vídeos

Your JavaScript is turned off or you have an old version of Adobe's Flash Player. Get the latest Flash player.
Manchetes Americanas 30 Setembro 2014i
|| 0:00:00
...
 
🔇
X
30.09.2014 18:19
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 30 Setembro 2014

O mundo das noticias africanas em video
Vídeo

Vídeo Hong Kong: palco de manifestações pela democracia

Manifestantes ocupam centro da cidade e recusam-se a dispersar e acusam a polícia de se ter transformado em diabo.
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 29 Setembro 2014

O mundo africano de noticias em video
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 265 Setembro 2014

As noticias de Africa em imagens
Vídeo

Vídeo Libéria suspendeu ritual dos funerais devido ao Ébola

O Ébola matou mais de 1,500 pessoas só na Libéria. Especialistas em saúde pública dizem que as vítimas encontram-se na sua fase mais contagiosa, após a sua morte. As autoridades estão a tentar convencer as pessoas a contratar equipas especializadas para que sejam elas a recolher os corpos dos mortos
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 25 Setembro 2014

As noticias de Africa em video
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 24 Setembro 2014

Noticias africanas em video
Vídeo

Vídeo José Carlos Schwarz - Si bu sta dianti na luta

Homenagem do músico guineense, José Carlos Schwarz, aos seus compatriotas que lutaram pela independência da Guiné-Bissau
Vídeo

Vídeo Manchetes Americanas 23 Setembro 2014

Temas da actualidade americana em video
Mais Vídeos