quinta-feira, 17 abril, 2014. 06:57 UTC

Notícias / Estados Unidos

Bento XVI anunciou resignação

A resignação apanhou de surpresa responsáveis do Vaticano

Resignação do Papa - a primeira em 600 anos
Resignação do Papa - a primeira em 600 anos
Tamanho das letras - +
VOA Português
— O papa Bento XVI  anunciou a resignação do Papado, tornando-se no primeiro Papa em quase 600 anos a resignar do cargo.

O papa, de 85 anos de idade, anunciou a decisão, em Latim, durante um encontro com os cardeais, indicando que se sentia sem forças para desempenhar o cargo.

“Convoquei este consistório, não apenas para três canonizações, bem como para vos comunicar uma decisão de grande importação para a vida da Igreja” referiu Bento XVI o qual indicou que a sua saída acontecer  a 28 de Fevereiro.

O porta-voz do Vaticano, o padre Federico Lombardi, afirmou que o anuncio constitui uma surpresa para os responsáveis do Vaticano.

Após aquela data será convocado um conclave de cardeais para eleger um novo pontífice.

A partir das 20 horas (hora de Roma) do próximo dia 28 de Fevereiro, a Igreja Católica fica em estado de "Sé Vacante", período que começa com a renúncia do Papa e durante o qual é feita a convocação do Conclave e a eleição do seu sucessor.

Até que seja conhecido o nome do futuro Papa, a direcção da Igreja Católica fica sob a responsabilidade do Colégio Cardinalício ou Colégio dos Cardeais.

Reagindo ao anúncio da resignação o padre Grant Emmanuel, secretário-geral da Conferencia Episcopal do Sul de África, afirmou existir já no final do ano passado a indicação de que o Papa se encontrava doente.

A notícia da resignação do papa surpreendeu o sul do continente africano.

Na África do Sul, o arcebispo William Slattery, arcebispo de Pretória, afirmou que a notícia o apanhou de surpresa, sublinhando que os 170 milhões de católicos do continente vão recordar-se do papa.

Dezoito dos 120 cardeais que vão escolher o próximo papa são africanos e o arcebispo considera que vão ter oportunidade de escolher o candidato que desejam.

A América do Sul, com cerca de 400 milhões de Católicos, pode vir a escolher um candidato, tal como pode a Ásia, continente onde a Igreja Católica conhece um crescimento rápido.

O arcebispo William Slattery frisa que tudo decorrera de forma aberta, “iremos rezar, e pedir a orientação do espírito de Deus”.
O forúm foi encerrado
Comentários
     
Năo existem comentários. Seja o primeiro

Siga-nos

Rádio

AudioAngola Fala Só: Ao Vivo I Mp3

Sexta 16:30 - 17:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Seg-Sexta 17:00 - 18:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Sáb-Dom 17:00 - 18:00 UTC

Os Nossos Vídeos

Your JavaScript is turned off or you have an old version of Adobe's Flash Player. Get the latest Flash player.
Manchetes Africanas 16 de Abrili
|| 0:00:00
...
 
🔇
X
16.04.2014
Vídeo

Vídeo "Temos muitos problemas na Guiné-Bissau", Abel Incada, candidato presidencial

Os guineenses foram às urnas a 13 de Abril e estão expectantes num novo Governo de paz e estável
Vídeo

Vídeo África do Sul vai a votos a 7 de Maio

Na África do Sul, o ANC está em campanha difícil para segurar o seu domínio no Limpopo, onde ganhou 85 por cento dos votos em 2009.
Vídeo

Vídeo Pistorius está no banco dos réus e a acusação tem sido dura

Os acusadores tentaram descrever o atleta sul-africano Oscar Pistorius como egoísta e abusivo durante o segundo dia de interrogatório no seu julgamento por homicídio.
Vídeo

Vídeo A luta dos medicamentos baratos

O Governo da África do Sul vai aprovar reformas sobre propriedade intelectual – incluindo patentes de medicamentos – que para activistas de saúde poderão permitir que mais sul-africanos possam ter acesso a medicamentos genéricos,
Mais Vídeos