quinta-feira, 17 abril, 2014. 15:37 UTC

Notícias / Moçambique

Policia moçambicana acusada de contribuir para abstenção nas eleiçõee

Nas eleições intercalares de Inhamabane, a polícia, deteve um número considerável de membros do MDM

Mapa Comunitário de Inhambane
Mapa Comunitário de Inhambane
Tamanho das letras - +
Faizal Ibramugy
— “É um facto real que no dia de votação, os eleitores moçambicanos, faltam as urnas, com o medo de represálias por parte de polícia”, começou por dizer o Presidente da Comissão Política Provincial do Partido Para Paz, Democracia e Desenvolvimento, PDD em Nampula. 

Isidro Ali Assane que falava em exclusivo à VOA, sobre as perspectivas do seu partido em relação as eleições autárquicas deste ano, disse que neste momento a sua formação política encontra-se num trabalho de mobilização às populações sobre o papel dos agentes da polícia no período eleitoral.


O objectivo principal, segundo ele, é evitar que as urnas fiquem sem eleitores, uma vez que maior parte das pessoas preferem ficar em casa, como o medo de torturas e ameaças por parte dos agentes da Lei e Ordem.

“O papel da polícia é de proteger o processo e não violentar as pessoas”, disse Isidro Ali Assane, para quem isso, tornou-se numa causa assustadora para os eleitores, principalmente para àqueles que são conhecidos ao nível das comunidades como membros de partidos políticos da oposição.

Isidro Ali Assane, disse que os incidentes registados durante as eleições intercalares em Inhambane ano passado são  o exemplo, de que a polícia contribui para a crescente taxa de abstenção.

Recorde-se que durante a campanha eleitoral e no dia de votação nas eleições intercalares de Inhamabane, a polícia, deteve um número considerável de membros do MDM.

“Não é verdade que a policia não esta interessada com a mudança, é necessário de um trabalho político de sensibilização”, disse Ali Assane, para quem o sucesso das eleições autárquicas deste ano, passam pela boa sensibilização dos eleitores e da policia.

“Queremos um país democrático e queremos evitar que as eleições sejam uma farsa, tal como aconteceu nas últimas eleições autárquicas e gerais de 2008/2009”, precisou aquele político.
O forúm foi encerrado
Comentários
     
Năo existem comentários. Seja o primeiro

Siga-nos

Rádio

AudioAngola Fala Só: Ao Vivo I Mp3

Sexta 16:30 - 17:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Seg-Sexta 17:00 - 18:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Sáb-Dom 17:00 - 18:00 UTC

Os Nossos Vídeos

Your JavaScript is turned off or you have an old version of Adobe's Flash Player. Get the latest Flash player.
Manchetes Africanas 16 de Abrili
|| 0:00:00
...
 
🔇
X
16.04.2014
Vídeo

Vídeo "Temos muitos problemas na Guiné-Bissau", Abel Incada, candidato presidencial

Os guineenses foram às urnas a 13 de Abril e estão expectantes num novo Governo de paz e estável
Vídeo

Vídeo África do Sul vai a votos a 7 de Maio

Na África do Sul, o ANC está em campanha difícil para segurar o seu domínio no Limpopo, onde ganhou 85 por cento dos votos em 2009.
Vídeo

Vídeo Pistorius está no banco dos réus e a acusação tem sido dura

Os acusadores tentaram descrever o atleta sul-africano Oscar Pistorius como egoísta e abusivo durante o segundo dia de interrogatório no seu julgamento por homicídio.
Vídeo

Vídeo A luta dos medicamentos baratos

O Governo da África do Sul vai aprovar reformas sobre propriedade intelectual – incluindo patentes de medicamentos – que para activistas de saúde poderão permitir que mais sul-africanos possam ter acesso a medicamentos genéricos,
Mais Vídeos