segunda-feira, 26 janeiro, 2015. 00:19 UTC

Moçambique

Policia moçambicana acusada de contribuir para abstenção nas eleiçõee

Nas eleições intercalares de Inhamabane, a polícia, deteve um número considerável de membros do MDM

Mapa Comunitário de Inhambane
Mapa Comunitário de Inhambane
Faizal Ibramugy
“É um facto real que no dia de votação, os eleitores moçambicanos, faltam as urnas, com o medo de represálias por parte de polícia”, começou por dizer o Presidente da Comissão Política Provincial do Partido Para Paz, Democracia e Desenvolvimento, PDD em Nampula. 

Isidro Ali Assane que falava em exclusivo à VOA, sobre as perspectivas do seu partido em relação as eleições autárquicas deste ano, disse que neste momento a sua formação política encontra-se num trabalho de mobilização às populações sobre o papel dos agentes da polícia no período eleitoral.


O objectivo principal, segundo ele, é evitar que as urnas fiquem sem eleitores, uma vez que maior parte das pessoas preferem ficar em casa, como o medo de torturas e ameaças por parte dos agentes da Lei e Ordem.

“O papel da polícia é de proteger o processo e não violentar as pessoas”, disse Isidro Ali Assane, para quem isso, tornou-se numa causa assustadora para os eleitores, principalmente para àqueles que são conhecidos ao nível das comunidades como membros de partidos políticos da oposição.

Isidro Ali Assane, disse que os incidentes registados durante as eleições intercalares em Inhambane ano passado são  o exemplo, de que a polícia contribui para a crescente taxa de abstenção.

Recorde-se que durante a campanha eleitoral e no dia de votação nas eleições intercalares de Inhamabane, a polícia, deteve um número considerável de membros do MDM.

“Não é verdade que a policia não esta interessada com a mudança, é necessário de um trabalho político de sensibilização”, disse Ali Assane, para quem o sucesso das eleições autárquicas deste ano, passam pela boa sensibilização dos eleitores e da policia.

“Queremos um país democrático e queremos evitar que as eleições sejam uma farsa, tal como aconteceu nas últimas eleições autárquicas e gerais de 2008/2009”, precisou aquele político.
O forúm foi encerrado
Comentários
     
Năo existem comentários. Seja o primeiro

Siga-nos

Rádio

AudioAngola Fala Só: Ao Vivo I Mp3

Sexta 16:30 - 17:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Seg-Qui 17:00 - 18:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Sexta-feira 17:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Sáb-Dom 17:00 - 18:00 UTC

Os Nossos Vídeos

Your JavaScript is turned off or you have an old version of Adobe's Flash Player. Get the latest Flash player.
Prisioneiros do Quenia Batalha pela reintegraçãoi
|| 0:00:00
...  
🔇
X
23.01.2015 20:54
Depois de ter estado na prisao é difícil encontrar trabalho e ser aceite na cidade. Um grupo de ex-presos em Nairobi querem provar que ha vida depois do crime. (Janeiro 2015)
Vídeo

Vídeo Prisioneiros do Quenia Batalha pela reintegração

Depois de ter estado na prisao é difícil encontrar trabalho e ser aceite na cidade. Um grupo de ex-presos em Nairobi querem provar que ha vida depois do crime. (Janeiro 2015)
Vídeo

Vídeo Vacinas para o Ebola

A pior crise do Ebola na historia do mundo entrou no segundo ano. Os cientistas estao a desenvolver uma vacina contra este virus mortal. (Janeiro 2015)
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 23 Janeiro 2015

As imagens das noticias de Africa
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 22 Janeiro 2015

As imagens das noticias africanas
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 21 Janeiro 2015

Imagens noticiosas afrcianas
Vídeo

Vídeo American Sniper: A história de um atirador americano que matou mais de 160 pessoas

Nomeado para o Oscar de Melhor Drama, o filme de Clint Eastwood baseia-se na história real de Chris Kyle, um oficial da Marinha americana que serviu no Iraque por quatro vezes como atirador profissional. O filme explora o efeito da guerra na psique humana
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 20 Janeiro 2015

As imagens noticiosas de Africa
Mais Vídeos