sábado, 20 setembro, 2014. 22:02 UTC

Moçambique

Policia moçambicana acusada de contribuir para abstenção nas eleiçõee

Nas eleições intercalares de Inhamabane, a polícia, deteve um número considerável de membros do MDM

Mapa Comunitário de Inhambane
Mapa Comunitário de Inhambane
Faizal Ibramugy
“É um facto real que no dia de votação, os eleitores moçambicanos, faltam as urnas, com o medo de represálias por parte de polícia”, começou por dizer o Presidente da Comissão Política Provincial do Partido Para Paz, Democracia e Desenvolvimento, PDD em Nampula. 

Isidro Ali Assane que falava em exclusivo à VOA, sobre as perspectivas do seu partido em relação as eleições autárquicas deste ano, disse que neste momento a sua formação política encontra-se num trabalho de mobilização às populações sobre o papel dos agentes da polícia no período eleitoral.


O objectivo principal, segundo ele, é evitar que as urnas fiquem sem eleitores, uma vez que maior parte das pessoas preferem ficar em casa, como o medo de torturas e ameaças por parte dos agentes da Lei e Ordem.

“O papel da polícia é de proteger o processo e não violentar as pessoas”, disse Isidro Ali Assane, para quem isso, tornou-se numa causa assustadora para os eleitores, principalmente para àqueles que são conhecidos ao nível das comunidades como membros de partidos políticos da oposição.

Isidro Ali Assane, disse que os incidentes registados durante as eleições intercalares em Inhambane ano passado são  o exemplo, de que a polícia contribui para a crescente taxa de abstenção.

Recorde-se que durante a campanha eleitoral e no dia de votação nas eleições intercalares de Inhamabane, a polícia, deteve um número considerável de membros do MDM.

“Não é verdade que a policia não esta interessada com a mudança, é necessário de um trabalho político de sensibilização”, disse Ali Assane, para quem o sucesso das eleições autárquicas deste ano, passam pela boa sensibilização dos eleitores e da policia.

“Queremos um país democrático e queremos evitar que as eleições sejam uma farsa, tal como aconteceu nas últimas eleições autárquicas e gerais de 2008/2009”, precisou aquele político.
O forúm foi encerrado
Comentários
     
Năo existem comentários. Seja o primeiro

Galeria de fotos Dos cartazes aos comícios, a campanha de norte a sul

Moçambique vai a votos dia 15 de Outubro


Galeria de fotos Campanha Eleitoral Moçambique - Partidos percorrem país

MDM, FRELIMO e RENAMO na corrida aos votos


Galeria de fotos Campanha eleitoral em Moçambique

Veja as imagens da campanha eleitoral da RENAMO, FRELIMO e MDM . Os moçambicanos vão votar no dia 15 de Outubro para escolher o presidente e membros do parlamento.

Manifesto Eleitoral do MDM

Manifesto Eleitoral da RENAMO

Manifesto Eleitoral da FRELIMO