sábado, 02 agosto, 2014. 06:30 UTC

Notícias / Moçambique

Atraso no pagamento dos salários leva a greve do sector de educação em Nampula

Agentes e assistentes de educação estão há seis meses sem salários e subsídios.

Avenida principal de Nampula
Avenida principal de Nampula

Multimédia

Áudio
Faizal Ibramugy
Agentes de serviços e auxiliareis administrativos do sector de educação na província de Nampula, ameaçam desencadear a partir de amanha uma greve generalizada em revindicação de seis meses de salários e respectivos retroactivos.

Inicialmente a greve tinha sido marcada para o passado dia 1, tendo antes disso, o governo provincial na voz de Secretario Permanente Provincial prometido pagar os seis meses de salários até o passado dia 12 de Novembro, algo que não veio a concretizar-se.

“Quando no dia 12 fomos reclamar, disseram-nos que ia transferir os salários para as nossas contas o mais tardar dia 19. Dia 19 não aconteceu, voltamos a perguntar e agora não nos dessem nada. Estamos cansados de promessas falsas”, disseram alguns dos auxiliares ouvidos pela VOA.

Este momento, o grupo já emitiu um aviso de manifestação, tendo distribuído para todas as instituições do estado, incluindo a polícia da República de Moçambique.

“Devido ao prolongado tempo de espera dos nossos salários, já suspeitamos que a Direcção provincial de Educação consumiu os nossos salários com outras despesas” refere o pré-aviso hoje tornado público.

A VOA tentou sem sucesso ouvir os responsáveis da educação e finanças ao nível de Nampula. Na Educação, o porta-voz, Fernão Salinha disse que não podia dizer nada a respeito agentes e auxiliares que clamam pelos seus salários, alegando que estava envolvido no processo dos exames.

“Eu estou concentrado no processo dos exames, procure ouvir as estruturas mais altas”, disse aquele porta-voz.

Já o Director provincial da Planificação e finanças de Nampula, Tomas Nhane, abordado pela VOA telefonicamente limitou-se apenas a dizer: “ estou ocupado”

Críticos na cidade de Nampula já avançam informações de que os salários daquele grupo de funcionários sumiram dos cofres do Estado através dos frequentes roubos que acontecem naquele sector desde ano passado.

Recorde-se que o número dos agentes e auxiliares da educação com os problemas de atraso salário excede o número de mil.
O forúm foi encerrado
Comentário
Comentários
     
por: Pantera-Negra de: Luanda-Angola
22.11.2012 16:46
O satanás que ilumina e dirige os governantes moçambicanos é o mesmo o de Angola.

Insensíveis e desavergonhados.

Siga-nos

Rádio

AudioAngola Fala Só: Ao Vivo I Mp3

Sexta 16:30 - 17:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Seg-Sexta 17:00 - 18:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Sáb-Dom 17:00 - 18:00 UTC

Os Nossos Vídeos

Your JavaScript is turned off or you have an old version of Adobe's Flash Player. Get the latest Flash player.
Manchetes Africanas 1 Agosto 2014i
X
01.08.2014 20:33
Os títulos que marcaram o início do mês de Agosto
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 1 Agosto 2014

Os títulos que marcaram o início do mês de Agosto
Vídeo

Vídeo Ivan Collinson - Participante Yali

Ivan Collinson - Participante Yali. Veio de Moçambique e é director adjunto do registo académico da Universidade Eduardo Mondlane. Ivan sente-se mais africano depois de participar na Iniciativa Jovens Líderes Africanos nos EUA
Vídeo

Vídeo Manchetes Americanas 31 Julho 2014

Câmara dos Representantes indicia processo contra Presidente Barack Obama
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 31Julho 2014

Da propagação do vírus do ébola, aos ataques do Boko Haram. Os títulos que marcam a actualidade de África
Vídeo

Vídeo Cadija Mané - Participante Yali

Cadija Mané - Participante Yali. Veio da Guiné-Bissau, onde trabalha como coordenadora da Casa dos Direitos. Regressa para a Guiné com mais determinação e força de vontade para mudar as coisas
Vídeo

Vídeo Vilma Nhambi - Participante Yali

Vilma Nhambi - Participante Yali. Veio de Moçambique e tem um projecto com mulheres e adolescentes nas zonas rurais.
Vídeo

Vídeo Selma Neves - Participante Yali

Selma Neves - Participante Yali, veio de Cabo Verde. É Presidente da Incubadora, uma cooperativa de empoderamento de mulheres e fica por mais dois meses para um estágio em Nova Iorque
Vídeo

Vídeo Manchetes Americanas 29 Julho 2014

Os principais assuntos que fazem a actualidade dos Estados Unidos da América, com Bruna Ladeira
Vídeo

Vídeo Majo Joseph - Participante Yali

Majo Joseph - Participante Yali veio de Moçambique e a sua área de acção é a sociedade civil e seu empoderamento
Vídeo

Vídeo Akiules Neto - Participante Yali

Akiules Neto - Participante Yali. Veio de Angola e a sua vida são os números
Mais Vídeos