sábado, 25 outubro, 2014. 05:32 UTC

Notícias / Angola

Pescadores de Benguela revoltaram-se no Namibe

Os pescadores benguelenses já voltaram ao mar, onde se fala de capturas fabulosas

Armando Chicoca
As disputas pela rede, entre pescadores bengueleses e fiscalização do sector de pescas do Namibe tiveram um desfecho em cima da mesa, que satisfaz ambas partes, valendo o velho adágio segundo o qual, só conversando os homens se entendem.

Aliciados pelas quantidades e qualidade de capturas, os pescadores da província de Benguela, numa composição de 30 chatas de pesca, instalaram um acampamento na orla marítima do Saco-mar, Município do Namibe, onde exercem legalmente a sua actividade.


«Estamos chateados, nos chamam de benguelenses, nos nossos corpos, nas nossas testas não está escrito benguelenses, somos angolanos e não somos estrangeiros, deixam os Chimenez em paz e nos perseguem sem razão» replicou um dos jovens pescadores, inconformado com o cenário.

A apreensão da rede de pescas de uma das chatas dos Benguelenses, nos últimos dias, em alto mar, levou a paralisação da actividade em solidariedade do companheiro vítima. Os pescadores em causa amotinaram-se defronte a direcção provincial das pescas exigindo a entrega imediata da rede apreendida pelos fiscais do sector, deixando os responsáveis em apuros que tiveram que recorrer a intervenção da polícia.

“Não sairemos daqui, fronte a direcção das pescas se não nos entregarem a rede que os fiscais apreenderam, esta arte nos foi legadas pelos nossos avós, pais, pescamos curvinhas e não podemos aceitar discriminação, hoje e aqui, no Namibe. Esta rede apreendida custou cem mil Kzs, dinheiro de crédito, o que será de nós se não agirmos ” reagiu um dos benguelenses, pescador.

A polícia tentou nos intimidar, neste momento estamos calmos mas isto não significa que sairemos daqui sem a rede. Ou acabam com os fabricantes das tais redes ou nos deixam em paz, porque nós estamos legais, pagamos impostos, temos licenças e não sei porque é que nos perseguem, lamentou outro kamutangre.

Os excessos policiais não se fizeram esperar, os jornalistas da imprensa privada como sempre, foram empurrados, ameaçados e proibidos de exercerem a sua actividade, enquanto os reivindicadores coagidos ao silêncio.

Valeu a intervenção do Superintendente Joaquim, da esquadra urbana que repôs a ordem, permitindo os jornalistas fazer o seu trabalho, acalmando assim, também os ânimos dos pescadores.

No desfecho do caso, o Director das Pescas, Isaac Cativa disse à VOA que o encontro com os pescadores permitiu encontrar uma mediana que satisfaz as partes envolvidas no conflito.

“Chegámos ao entendimento e conclusão segundo o qual, eles os pescadores vão substituir paulatinamente estas redes por outras, previstas por lei. O assunto está fechado sem sobressaltos, eles voltam ao mar, pois, somos do povo, viemos do povo e somo para o povo, aliás o povo é a razão da nossa existência”, revelou o Director de Pescas, Isaac Herculano Cativa.

O trabalho pedagógico vai continuar no sentido de se cimentar harmonia e cooperação com os vários segmentos de tutela do sector de pescas na província.

“Foram igualmente orientados a contactar o IPA, Instituto de Pesca artesanal, no sentido de serem encaminhados a Associação de Pesca Artesanal e criarem uma cooperativa e a partir desta associação interagirmos dentro dos ditames da parceria existentes, ultrapassarmos este mau estar”, concluiu, o director das pescas.

Os pescadores benguelenses afinal, estão documentados, pagam os seus impostos e exercem a actividade legalmente, se não fosse a polémica da rede apreendida, segundo confirmou, Isaac Herculano Cativa.

Os pescadores benguelenses de mangas arregaçadas, já voltaram ao mar, onde se fala de capturas fabulosas, depois desta tempestade que transbordou o copo.
O forúm foi encerrado
Comentários
     
Năo existem comentários. Seja o primeiro

Siga-nos

Rádio

AudioAngola Fala Só: Ao Vivo I Mp3

Sexta 16:30 - 17:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Seg-Sexta 17:00 - 18:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Sáb-Dom 17:00 - 18:00 UTC

Os Nossos Vídeos

Your JavaScript is turned off or you have an old version of Adobe's Flash Player. Get the latest Flash player.
Manchetes Africanas 24 Outubro 2014i
|| 0:00:00
...
 
🔇
X
24.10.2014 18:05
As noticias de Africa em imagens
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 24 Outubro 2014

As noticias de Africa em imagens
Vídeo

Vídeo Levados pelo Boko Haram

O mundo espera para ver se a Nigéria consegue negociar a libertação das 219 raparigas da escola de Chibok, raptadas pelo grupo islâmico Boko Haram em Abril. Activistas dizem que o Boko Haram já raptou centenas de jovens rapazes, mulheres e crianças, desde 2009.
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 23 Outubro 2014

As noticias de Africa em imagens
Vídeo

Vídeo Mãe Trabalhadora - trailler do filme

O filme explora a dupla responsabilidade das mulheres moçambicanas, como mães e trabalhadoras. Gentilmente cedido pelo Organização Internacional do Trabalho
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 22 Outubro 2014

As noticias de Africa em imagens
Vídeo

Vídeo Ébola e os órfãos da Serra Leoa

Centenas de crianças ficaram órfãos na Serra Leoa devido ao surto do vírus do Ébola, são vítimas do estigma e da rejeição. Os familiares não querem saber deles. A Serra Leoa abriu o primeiro orfanato de vítimas do Ébola no distrito de Kailahun.
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 21 Outubro 2014

As noticias de Africa em imagens
Vídeo

Vídeo Ébola: Um Poema para os Vivos

O filme da Chocolate Moose é uma animação desmistificando o Ébola, explicando a doença através do caso de um menino infectado. A VOA fez a dobragem do vídeo original na voz de Mayra de Lassalette. Saiba mais no link http://tinyurl.com/l7vgtjv
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 17 Outubro 2014

As noticias de Africa em video
Mais Vídeos