quarta-feira, 23 julho, 2014. 13:57 UTC

Notícias / Moçambique

Moçambique: Raptos provocam ameaça de desobediência civil

Muçulmanos, Hindus e Ismaelitas querem acção do governo contra onda de raptos. Ameaçam nâo pagar impostos e boicotar eleições

Capital dos raptos - Maputo
Capital dos raptos - Maputo
As comunidades muçulmana, Hindu e ismaelita residentes em Maputo, ameaçaram hoje com manifestações e desobediências públicas á escala nacional, para protestar a ineficácia policial contra a onda de raptos no país.


A ameaça, que pela primeira vez atingiu o pior tom de sempre em termos de ameaças, foi feita nesta Sexta-feira, após uma reunião das três comunidades, em resposta a mais um sequestro ocorrido na noite desta quinta-feira em Maputo.

A mais recente vítima é uma jovem, sobrinha de um ex empresário de origem asiática, assassinado há dois meses, a saída de uma mesquita em Maputo.
Segundo o deputado da Assembleia da república, Ismael Mussá, que foi o porta-voz do encontro, para além de manifestações pacíficas, as três comunidades ameaçam com acções de desobediência fiscal e boicote aos próximos ciclos eleitorais.

Depois de ter vindo a público apresentar supostos autores dos sequestros, mais dois casos e uma tentativa de rapto foi registado em Maputo.

Reagindo a estas situações, a polícia veio a público dizer que afinal, poderia haver outros grupos por detrás dos raptos, contudo, o facto é que a polícia continua a ser posta a prova situação que é agora extensiva a todo o governo.
O forúm foi encerrado
Comentário
Comments page of 2
    Próximo 
por: Salomão Araujo de: Maputo
31.08.2012 13:22
Vejamos se depois deste "abananço" a Policia, Governo, etc, ACORDAM, e a segurança e integridade física de todos os Moçambicanos é levada para o 1º plano. Há "males" que vêm para o bem. A insegurança é geral, independentemente das origens, credos, raças, regões, etc. Este "abananço" poderá beneficiar TODOS os Moçambicanos....se houver seriedade dos governantes e vontade política. Que venham mais, para se pôr tudo na linha...


por: Antonio lagres de: Nampula
31.08.2012 10:05
Antes destes serem "Muçulmanos, Hindus e Ismaelitas" são moçambicanos (nativos ou adquiridos), tem seus direitos e deveres como qualquer outros moçambicano (incluindo de DEFENDER A PATRIA).
É claro que todos nós temos o direito de maminifestar, mas temos de manifestar como moçambicanos e não com base em caracteristicas especificas (da nossa mocambicanidade) como tribos, religiões, etc. Sinto que estes grupos são fundamentalistas e chantagistas.
Os nossos politicos estão a colaborar com estes grupos (em alguma coisa - como disse o Camal disse). Eles deram o dedo, a mão, o braço e agora os outros querem o corpo todo. Isto para mim é falta de postura de estado. CUIDADO!
Fico agastado com moçambicanos que não poem a moçambicanidade em primeiro lugar. Eu tenho uma identidade politica e religiosa, mas nenhuma delas esta acima da minha moçambicanidade. SOU MOÇAMBICANO, TENHO DE SER TRATADO COMO MOÇAMBIÇAMBICANO E NÃO COMO CATOLICO OU FRELIMISTA.


por: Kleber de: Nampula
28.08.2012 10:08
Manifestar é um direito para qualquer pessoa , Grupo ou comunidade. A criminalidade é uma realidade que cada vez mais cercea a vida e liberdade das pessoas. Cabe ao Estado prover pela segurança dos seus cidadaos. Nao venham com desculpas esfarrrapadas que de nao existem meios para se fazer o combate a criminalidade. Na verdade, há falta de vontade para o seu combate efectivo. Todas as pessoas de bem podem e devem manifestar a sua indignaçao para com a franca operatividade do Estado no combate a criminalidade,


por: Salomão Araújo de: Maputo
26.08.2012 09:26
Abordemos, de uma forma geral, os raptos, violência, sequestros, agressões, assassinatos, pancadaria, mortos, mutilados e feridos consequência de acidentes derivados de embriaguês e má condução dos motoristas, corrupção, extorsão, assaltos, falta de respeito, consumo de álcool e drogas...tanta maldade .....
Tudo isto resulta da degradação moral, falta de humanismo e respeito pelo ser humano e semelhante.
Um dos elementos importantes para desencorajar e reduzir os actos acima, deve ser a acção de repressão pela polícia punindo, atempadamente e firmemente os infractores. A Polícia deve ser, também, moralmente e psicológicamente preparada para garantir segurança dos cidadãos, com acções complementares de educação, repressão dos infractores e autodisciplina policial. Um país com polícia forte e decidida certamente contribui para melhor segurança e desencoraja a criminalidade. No nosso caso, a Polícia está, de certa forma, despida de valores morais e má utilização dos recursos disponibilizados. A SISE, a PIC também entram neste rol de incapacidades e fraquezas. Podemos acrescentar também a acção desencorajadora, oportunística e corrupta de muitos juízes que, a troco de subornos, soltam criminosos apanhados pela Polícia, desencorajando a acção dos bons polícias.
Nas escolas, na família, a falta de ensino da boa educação moral e respeito, a corrupção dos professores, fraca qualidade do ensino, aliada ao desemprego, contribui para o aumento de consumo de bebidas alcoólicas, droga, vadiagem, frustração, etc.
A deficiente acção policial reflecte-se no aumento do índice da criminalidade, sendo um dos responsáveis o Ministério do Interior e consequentemente a credibilidade do Governo é posta em causa. A confiança diminui e quando o cidadão reclama não recebe resposta, é obrigado a recorrer ao “pneu, gasolina e fósforo”. Ao chegar a este ponto.... o Governo, o Ministérios do Interior, Segurança, Educação deverão actuar de forma mais profissional e consequente, corrigindo as falhas e irregularidades do sistema de defesa, segurança e educação. Os pais e famílas tambem têem um papel muito importante na boa conduta dos membros do seu agregado.
Comece-se por depurar a Polícia, SISE, PIC de criminosos e corruptos infiltrados, melhorar a Educação. Teremos grandes avanços. É tarefa do Governo em primeiro lugar fortalecer o sistema de segurança, controlo e da Educação..


por: pambidum de: Dubai
26.08.2012 07:25
Assim deram inicio muitas guerras tribais e etnicas em Africa. Se realmente queserem ajudar, ao inves de se reunirem para programar desebediencia a desacatos as aoutoridades, descutam as reais motivacoes plo facto das victimas serem duma determinada origem. aposto que ha gato nisso.


por: Salomão Araujo de: Maputo
26.08.2012 06:46
Abordemos, de uma forma geral, os raptos, violência, sequestros, agressões, assassinatos, pancadaria, mortos, mutilados e feridos consequência de acidentes derivados de embriaguês e má condução dos motoristas, corrupção, extorsão, assaltos, falta de respeito, consumo de drogas e drogas...tanta maldade .....
Tudo isto resulta da degradação moral, falta de humanismo e respeito pelo ser humano e semelhante.
Um dos elementos importantes para desencorajar e reduzir os actos acima, deve ser a acção de repressão pela polícia punindo, atempadamente e firmemente os infractores. A Polícia deve ser, também, moralmente e psicológicamente preparada para garantir segurança dos cidadãos, com acções complementares de educação, repressão dos infractores e autodisciplina. Um país com polícia forte e decidida certamente contribui para melhor segurança e desencoraja a criminalidade. No nosso caso, a Polícia está, de certa forma, despida de valores morais e má utilização dos recursos disponibilizados. A SISE, a PIC também entram neste rol de incapacidades e fraquezas. Podemos acrescentar também a acção desencorajadora, oportunística e corrupta de muitos juízes que, a troco de subornos, soltam criminosos apanhados pela Polícia, desencorajando a acção dos bons polícias.
Nas escolas, na família, a falta de ensino da boa educação moral e respeito, a corrupção dos professores, fraca qualidade do ensino, contribui para o aumento de consumo de bebidas alcoólicas, droga, vadiagem, frustração, etc.
A deficiente acção policial reflecte-se no aumento do índice da criminalidade, sendo um dos responsáveis o Ministério do Interior e consequentemente a credibilidade do Governo é posta em causa. A confiança diminui e quando o cidadão reclama não recebe resposta, é obrigado a recorrer ao “pneu, gasolina e fósforo”. Ao chegar a este ponto.... o Governo, o Ministérios do Interior, Segurança, Educação deverão actuar de forma mais profissional e consequente, corrigindo as falhas e irregularidades do sistema de defesa, segurança e educação. Os pais e famílas tambem têem um papel muito importante na boa conduta dos membros do seu agregado.
Comece-se por depurar a Polícia, SISE, PIC de criminosos e corruptos infiltrados, melhorar a Educação. Teremos grandes avanços. É tarefa do Governo em primeiro lugar fortalecer o sistema de segurança, controlo e da Educação..


por: Manuel William - Nelinho de: Beira
26.08.2012 04:31
na minha óptica, penso que as comunidades asiáticas, deviam reforçar mais ligação com a policia, pós os mandantes poderão fazer parte da mesma comunidade, e levando-se a pratica de manifestações violentes poderá terminar e se acompanhar que mais um cidadão foi vitima.


por: beckel de: Nampula
26.08.2012 02:13

Eh triste e deploravel a situaxao dos raptos, mas estes muxulmanos, hindus e ismaelitas sao uns tontos, so porque teem umas lojinhas e uns com riquezas acumuladas estao a criar agitaxao neste Moz. Eles que se mandem para as suas origens pork aki ha diariamente violaxoes, assassinatus e roubos mas nunca a populaxao optou em criar manifestaxoes. A ser assim k voltem as suas origens, porque mesmo antes da independncia nao haviam monhes, ismaelitas por ca com tanta riqueza.

Guebas, nao perimite k t subestimentm pork parece k querem k mandes policias pra todos cantos k esses se encontram. JAMAIS PERMITA K UM ESTADO DE DIREITO POSSA SER POSTO EM CAUSA com um grupinho.

Esse grupo eh de mapto(maioria), pokus em nampula e beira. O resto do pais n existem quem deles se fassa sentir mto.


por: Billal Bonnou de: Maputo
25.08.2012 22:35
Analisemos. Ao meu ponto de vista acho que a principio eram raptos orquestrados pelas proprias vitimas a fim de poderem tirrar os dolares para fora do pais sem seguirem os devidos tramites e vieram a perder o controle porque a coisa s tornou tao publica que os criminosos vieram a ter ideias de procura informar se dos que sao os verdadeiros manda chuvas no pais. Recuemos um pouco analisando o nivel de crimes que eram cometidos antes de termos os canais de TV privados? E apos? O nivel de crimes mudou isto é da escala de 1 a 10 passou para 9, os criminosos sao mais agis que a propria policia que ate hoje mantem a mesma maneira de operar e investigar enquanto que o criminoso ja esta 7 niveis acima da capacidade da policia em todos os sentidos. Ixaminemos de quem é a culpa??????????????? Paro por aqui. BB


por: Miguel Amorim de: Nampula
25.08.2012 06:38
O tal mandante que indicaram na televisao de raca Indiana e nome Danish ja foi preso ou continua foragido?

Comments page of 2
    Próximo 

Siga-nos

Rádio

AudioAngola Fala Só: Ao Vivo I Mp3

Sexta 16:30 - 17:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Seg-Sexta 17:00 - 18:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Sáb-Dom 17:00 - 18:00 UTC

Os Nossos Vídeos

Your JavaScript is turned off or you have an old version of Adobe's Flash Player. Get the latest Flash player.
Manchetes Americanas 22 Julho 2014i
X
23.07.2014 12:19
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 22 Julho 2014

Os principais acontecimentos de 22 de Julho no continente africano
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 17 Julho 2014

Os principais acontecimentos que marcaram a actualidade desta Quinta-feira
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 16 Julho 2014

Os principais acontecimentos que marcaram esta Quarta-feira, no continente africano
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 15 Julho 2015

Os acontecimentos que fizeram a actualidade desta Terça-feira, no continente africano
Vídeo

Vídeo Brasileiros felizes com vitória alemã

A Alemanha ganhou o Mundial de Futebol derrotando a Argentina no Domingo por uma bola a zero no prolongamento. A VOA no Rio de Janeiro
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 14 Julho 2014

Os acontecimentos que marcaram esta Segunda-feira, 14 de Julho
Mais Vídeos