sábado, 02 agosto, 2014. 02:26 UTC

Notícias / Moçambique

Moçambique: Banco Mundial apoia vitimas das cheias

O Banco Mundial anunciou um apoio de cerca de 80 milhões de dólares.

William Mapote
Responsáveis do Banco Mundial estiveram reunidos com o presidente moçambicano Armando Guebuza tendo sido anunciado o apoio a vários projectos incluindo ajuda para as vítimas das recentes cheias.




Depois do abrandamento das chuvas e normalização dos níveis hidrométricos do rio Limpopo, as autoridades moçambicanas e instituições humanitárias nacionais e internacionais estão agora com as atenções concentradas na assistência dos milhares de vítimas concentradas nos centros de abrigo temporário.

Só na província de Gaza, a mais afectada pelas cheias no país, cerca de 140 mil pessoas, entre mulheres, crianças e velhos vivem o drama de deslocados em 26 centros de acomodação criados.

Com o crescimento do número de pessoas nos centros de acomodação, também crescem a cada dia as necessidades, desde alimentos, vestuário, lonas e tendas para abrigo.

O governo continua a apelar à solidariedade interna e as respostas vêem de todos os lados.

O Banco Mundial, através do seu vice-presidente para África, Makhtar Diop, encontrou-se hoje com o Presidente da República, Armando Guebuza, e anunciou um apoio de cerca de 80 milhões.

Ainda hoje o Banco Mundial (BM) anunciou também um novo empréstimo no valor de 700 milhões para o apoio ao Orçamento Geral do Estado e outros projectos de interesse nacional, nos próximos dois anos.

“O governo poderia usar esses recursos para financiar diferentes tipos de actividades, nomeadamente, o Orçamento Geral do Estado, mas ao mesmo tempo investir no sector de infra-estruturas. O presidente mencionou que gostaria de receber apoio do Banco Mundial para a construção de estradas rurais e também investir no sector da agricultura para a diversificação da economia”, disse Diop aos jornalistas à saída da audiência com Guebuza.

Numa breve avaliação á situação do país, o Banco Mundial defendeu a necessidades de acelerar a redução da pobreza, a criação de emprego e reformas no sector da educação.

“A gente concordou que o desafio futuro é a criação do emprego e acelerar a redução da pobreza. Para fazer isso é importante que haja um maior desenvolvimento do sector da agricultura para aumentar a produção e a produtividade e criar mais emprego” salientou aquele alto responsável do Banco Mundial.
O forúm foi encerrado
Comentários
     
Năo existem comentários. Seja o primeiro

Siga-nos

Rádio

AudioAngola Fala Só: Ao Vivo I Mp3

Sexta 16:30 - 17:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Seg-Sexta 17:00 - 18:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Sáb-Dom 17:00 - 18:00 UTC

Os Nossos Vídeos

Your JavaScript is turned off or you have an old version of Adobe's Flash Player. Get the latest Flash player.
Manchetes Africanas 1 Agosto 2014i
X
01.08.2014 20:33
Os títulos que marcaram o início do mês de Agosto
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 1 Agosto 2014

Os títulos que marcaram o início do mês de Agosto
Vídeo

Vídeo Ivan Collinson - Participante Yali

Ivan Collinson - Participante Yali. Veio de Moçambique e é director adjunto do registo académico da Universidade Eduardo Mondlane. Ivan sente-se mais africano depois de participar na Iniciativa Jovens Líderes Africanos nos EUA
Vídeo

Vídeo Manchetes Americanas 31 Julho 2014

Câmara dos Representantes indicia processo contra Presidente Barack Obama
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 31Julho 2014

Da propagação do vírus do ébola, aos ataques do Boko Haram. Os títulos que marcam a actualidade de África
Vídeo

Vídeo Cadija Mané - Participante Yali

Cadija Mané - Participante Yali. Veio da Guiné-Bissau, onde trabalha como coordenadora da Casa dos Direitos. Regressa para a Guiné com mais determinação e força de vontade para mudar as coisas
Vídeo

Vídeo Vilma Nhambi - Participante Yali

Vilma Nhambi - Participante Yali. Veio de Moçambique e tem um projecto com mulheres e adolescentes nas zonas rurais.
Vídeo

Vídeo Selma Neves - Participante Yali

Selma Neves - Participante Yali, veio de Cabo Verde. É Presidente da Incubadora, uma cooperativa de empoderamento de mulheres e fica por mais dois meses para um estágio em Nova Iorque
Vídeo

Vídeo Manchetes Americanas 29 Julho 2014

Os principais assuntos que fazem a actualidade dos Estados Unidos da América, com Bruna Ladeira
Vídeo

Vídeo Majo Joseph - Participante Yali

Majo Joseph - Participante Yali veio de Moçambique e a sua área de acção é a sociedade civil e seu empoderamento
Vídeo

Vídeo Akiules Neto - Participante Yali

Akiules Neto - Participante Yali. Veio de Angola e a sua vida são os números
Mais Vídeos