segunda-feira, 22 setembro, 2014. 10:25 UTC

Notícias

Governo de Maputo "tomou nota" da expulsão dos jornalistas moçambicanos

O governo moçambicano diz não ter ainda elementos suficientes para tirar as conclusões do que efectivamente esteve por detrás do recambiamento dos dois jornalistas

MISA Moçambique e o Sindicatos dos Jornalistas tomaram posição
MISA Moçambique e o Sindicatos dos Jornalistas tomaram posição

Multimédia

Áudio
William Mapote

Sem elementos suficientes

O vice-ministro dos Negócios Estrangeiros e Cooperação, Henrique Banze, disse esta terça-feira que o governo já tomou nota do sucedido com os jornalistas Joana Macie e Nelo Cossa, impedidos de entrar em Luanda e posteriormente recambiados, por motivos ainda não claros.

Numa altura em que organizações que congregam a classe jornalística nacional mostra-se indignada e exige explicações, o governo moçambicano diz não ter ainda elementos suficientes para tirar as conclusões do que efectivamente esteve por detrás do recambiamento dos dois jornalistas, e promete um posicionamento, logo que os tenha.

Entretanto, o Secretariado Executivo do Sindicato Nacional de Jornalistas e a direcção da ala moçambicana do Instituto dos Midia Independente da Africa Austral, MISA-Moçambique, manifestaram hoje o seu repúdio e indignação, pelo sucedido.

Em dois comunicados separados, as duas organizações consideram as medidas tomadas um exagero e desnecessárias e atentam contra a dignidade dos jornalistas e do povo moçambicano, pelo que devem merecer os devidos esclarecimentos.

O MISA-Moçambique diz, nomeadamente, que "as autoridades angolanas agiram de forma intimidatória ao colocarem em causa a sua integridade física, colocando a polícia nacional, daquele país, para os escoltar até ao avião sob ameaça de uso de força aquando da exigência das bagagens e passaportes".

o MISA-Moçambique considera, ainda,"a decisão das autoridades alfandegárias de Angola, de recambiar os jornalistas Moçambicanos, um atentado contra a moral, postura e bom nome da classe jornalistica moçambicana e do povo moçambicano no geral".

A jornalista Joana Macie
A jornalista Joana Macie
Nelo Cossa e Joana Macie continuam sem saber do paradeiro das suas bagagens e prometem remeter amanhã, uma exposição de protesto junto à embaixada angolana em Maputo, que entretanto, continua em silêncio sobre o assunto.

O forúm foi encerrado
Comentários
     
Năo existem comentários. Seja o primeiro

Siga-nos

Rádio

AudioAngola Fala Só: Ao Vivo I Mp3

Sexta 16:30 - 17:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Seg-Sexta 17:00 - 18:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Sáb-Dom 17:00 - 18:00 UTC

Os Nossos Vídeos

Your JavaScript is turned off or you have an old version of Adobe's Flash Player. Get the latest Flash player.
Manchetes Africanas 19 Setembro 2014i
|| 0:00:00
...
 
🔇
X
19.09.2014 17:49
As imagens das noticias de Africa
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 19 Setembro 2014

As imagens das noticias de Africa
Vídeo

Vídeo Aniversário Westgate - Ataque terrorista ainda abala as vítimas

Um ano depois do ataque terrorista ao Centro Comercial Westgate em Nairobi, os sobreviventes continuam abalados com a tragédia. A VOA conta a história das vítimas que ainda questionam: “Como é que isto aconteceu?
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 18 Setembro 2014

Noticias de Africa em imagens
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 17 Setembro 2014

As imagens de Africa que fazem noticia
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 16 Setembro 2014

As noticias de Africa em imagens
Vídeo

Vídeo Prostituição infantil em Nairobi

Na favela de Korogocho, em Nairobi, raparigas com apenas 15 anos de idades dedicam-se à prostituição como meio de ganhar a vida. Elas são o alvo de uma organização não-governamental chamada Iniciativa Miss Koch, que tem realizado o trabalho de resgatar essas menores e com resultados positivos.
Mais Vídeos