domingo, 20 abril, 2014. 00:38 UTC

Notícias / Mundo

Sul-africanos preocupados com a hospitalização de Nelson Mandela

Antigo presidente sul-africano está em tratamento médico desde Sábado, e o governo diz que ele está bem e que a demora dos exames tem a ver com a sua idade avançada

Nelson Mandela foi hospitalizado no Hospital de Pretória
Nelson Mandela foi hospitalizado no Hospital de Pretória

Multimédia

Áudio
Tamanho das letras - +
Redacção VOA
Membros do governo sul-africano disseram que o antigo presidente Nelson Mandela não está no perigo imediato, no dia em que Mandela deve continuar pelo terceiro dia consecutivo no hospital em avaliações médicas.

O ministro da defesa fez hoje o anúncio com milhões de sul-africanos a esperavam informações sobre o estado de saúde do querido líder da luta anti-apartheid.

Mandela de 94 anos foi internado no hospital de Pretória no Sábado para testes médicos descritos por um comunicado da presidência sul-africana como de consistentes com a sua idade.

A hospitalização pela segunda vez este ano do antigo presidente sul-africano, Nelson Mandela, levantou preocupações não só entre os sul-africanos como em torno do mundo acerca do futuro, apesar do governo ter assegurado tratar-se de um acto para testes de rotina.

A correspondente da VOA em Joanesburgo, Anita Powell disse que o presidente Jacob Zuma afirmou que Mandela estava “confortável” e com bons espíritos.
 
O Senhor Mandela passou a noite de Sábado no hospital e pareceu-se “confortável e bom estado” no Domingo de manhã, disse o presidente Jacob Zuma. Ainda assim, as mensagens de boa recuperação continuam a chegar. A Igreja Regina Mundi no Soweto esteve repleta no Domingo de fiéis que rezaram por Mandela.

Chelsea Clinton a filha de Bill e Hillary Clinton publicou no Tweeter na noite de Sábado, uma mensagem de simpatia afirmando estar a pensar em Madiba e na família Mandela inteira – e que esperava que o Madiba voltasse logo à casa.

Pouco se sabe sobre o estado e os prognósticos de Mandela. Mac Maharaj um porta-voz da presidência, deu poucos detalhes citando a confidencialidade.

“Eu acredito que não apenas os sul-africanos mas milhões de pessoas pelo mundo vão estar a rezar por Madiba, e estamos a apelar as pessoas para que respeitem a sua privacidade. Não queremos que o seu tratamento seja impedido. Que seja feito com menos stress, e para os médicos que tenham a liberdade em atende-lo. Estou certo que toda gente deseja-lhe isso.”

Nas ruas de Joanesburgo no bairro de Hillbrow, uma comerciante de 33 anos, Sharon Zinle disse estar preocupada acerca do estado de saúde do antigo presidente.

“É realmente mau. Porque se o perdermos, não sabemos o que irá acontecer a este país, realmente. Durante o mandato de Madiba não houve corrupção, penso eu. Mas com este novo, oh, a corrupção, é demasiada.”

Nelson Mandela tornou-se no primeiro presidente negro da África do Sul em 1994 após 27 anos na prisão por ter liderado a luta contra o apartheid. Foi galardoado em conjunto com o antigo presidente Frederick De Klerk do Prémio Nobel da Paz em 1993.

Mandela dirigiu o país apenas durante um único mandato e em 2004 retirou-se da vida pública. Desde então tem evitado com pouco sucesso cultivar o culto de personalidade. No mês passado o governo sul-africano decidiu imprimir novas notas bancárias com a sua efígie.
O forúm foi encerrado
Comentários
     
Năo existem comentários. Seja o primeiro

Siga-nos

Rádio

AudioAngola Fala Só: Ao Vivo I Mp3

Sexta 16:30 - 17:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Seg-Sexta 17:00 - 18:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Sáb-Dom 17:00 - 18:00 UTC

Os Nossos Vídeos

Your JavaScript is turned off or you have an old version of Adobe's Flash Player. Get the latest Flash player.
Manchetes Africanas 18 de Abrili
|| 0:00:00
...
 
🔇
X
18.04.2014
Vídeo

Vídeo "Temos muitos problemas na Guiné-Bissau", Abel Incada, candidato presidencial

Os guineenses foram às urnas a 13 de Abril e estão expectantes num novo Governo de paz e estável
Vídeo

Vídeo África do Sul vai a votos a 7 de Maio

Na África do Sul, o ANC está em campanha difícil para segurar o seu domínio no Limpopo, onde ganhou 85 por cento dos votos em 2009.
Vídeo

Vídeo Pistorius está no banco dos réus e a acusação tem sido dura

Os acusadores tentaram descrever o atleta sul-africano Oscar Pistorius como egoísta e abusivo durante o segundo dia de interrogatório no seu julgamento por homicídio.
Mais Vídeos