quarta-feira, 30 julho, 2014. 15:09 UTC

Notícias / Angola

Empresários norte americanos querem investir em Malanje

Os ramos da construção civil, agro – indústria e turismo poderão brevemente ser explorados conjuntamente por empresários norte-americanos e angolanos na província de Malanje

Fazenda Pedras Negras em Malanje
Fazenda Pedras Negras em Malanje
Isaías Soares
               Os ramos da construção civil, agro – indústria, turismo e pescas poderão brevemente ser explorados conjuntamente por empresários norte-americanos e angolanos na província de Malanje com um potencial agrícola e turístico semelhante ao do Estado da Luisiana, Estados Unidos da América.

                 A presidente da Câmara de Comércio Estados Unidos da América – Angola (USACC), Jeanine Scott à frente de uma delegação de empresários daquele país avistou-se com o governador de Malanje, Norberto Fernandes dos Santos, onde foi manifestada a intenção da instituição e da missão diplomática americana em Luanda.

                 “O papel da USACC tem por missão promover relações comerciais entre os Estados Unidos e Angola e, também, em relação a intimidades por investimentos em fazer isso”, disse, afirmando por outro lado que “nós estamos a encontrar maneiras em que podemos ver áreas para cooperação e parcerias entre empresas dos dois lados e estamos a encontrar maneiras de conseguir apoios de ambos governo”.

                 Relativamente pode ser que nós promovemos o desenvolvimento privado, mas também parcerias público – privadas”, prognosticou.

                 O governador de Malanje que foi convidado a visitar no próximo ano o Estado de Luisiana, mostrou a disponibilidade do executivo local em conceder terrenos para o desenvolvimento das actividades de acordo com as prioridades.

                 “Aqui tirando a agricultura há também o turismo que é uma coisa fundamental aqui na província de Malanje, deve ser aproveitada tão só pelos turistas, mas também pelos próprios cidadãos angolanos”, afirmou Norberto Fernandes dos Santos justificando o facto com alusão às Quedas de Calandula e os Rápidos do Kwanza”.

                 “Em termos de terrenos, nós não temos problemas com terrenos, o que temos demais em Malanje é terra, nós precisamos é de investidores como também só estou aqui há dois meses, estou a fazer convites a todos aqueles que querem investir aqui na província vão encontrar uma receptividade da parte do governo e da minha própria parte”, prometeu.

                 O governante defendeu que sejam encontradas formas práticas para as partes começarem a trabalhar, onde a Câmara de Comércio Angola é o principal intermediário.

                 O director executivo da Câmara de Comércio Estados Unidos da América – Angola, Pedro Godinho Domingos, apresentou as vantagens para Angola em geral e para a província de Malanje, em particular com a geminação desta região com o Estado de Luisiana.

                 “Uma boa parte dos produtos produzidos na província de Malanje, como o arroz, o feijão e a soja também é feita nessa região dos Estados Unidos”, exemplificou referindo que “as vantagens são inúmeras, não será demais repetir que os Estados Unidos têm tecnologia de ponta, dominam a ciência como ninguém, tem recursos financeiros e, naturalmente, se a província de Malanje estiver receptiva para esses investimentos e essas relações, e essa interacção, naturalmente, será sempre bem-vinda para o país”.

                 A comitiva de homens de negócios americanos visitou incubadoras, as fazendas Pedras Negras e Pungo Andongo e o projecto Biocom, vocacionado a produção de biocombustíveis localizadas no município de Cacuso.
O forúm foi encerrado
Comentários
     
Năo existem comentários. Seja o primeiro

Siga-nos

Rádio

AudioAngola Fala Só: Ao Vivo I Mp3

Sexta 16:30 - 17:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Seg-Sexta 17:00 - 18:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Sáb-Dom 17:00 - 18:00 UTC

Os Nossos Vídeos

Your JavaScript is turned off or you have an old version of Adobe's Flash Player. Get the latest Flash player.
Vilma Nhambi - Participante Yalii
X
30.07.2014 12:56
Vilma Nhambi - Participante Yali. Veio de Moçambique e tem um projecto com mulheres e adolescentes nas zonas rurais.
Vídeo

Vídeo Vilma Nhambi - Participante Yali

Vilma Nhambi - Participante Yali. Veio de Moçambique e tem um projecto com mulheres e adolescentes nas zonas rurais.
Vídeo

Vídeo Selma Neves - Participante Yali

Selma Neves - Participante Yali, veio de Cabo Verde. É Presidente da Incubadora, uma cooperativa de empoderamento de mulheres e fica por mais dois meses para um estágio em Nova Iorque
Vídeo

Vídeo Manchetes Americanas 29 Julho 2014

Os principais assuntos que fazem a actualidade dos Estados Unidos da América, com Bruna Ladeira
Vídeo

Vídeo Majo Joseph - Participante Yali

Majo Joseph - Participante Yali veio de Moçambique e a sua área de acção é a sociedade civil e seu empoderamento
Vídeo

Vídeo Akiules Neto - Participante Yali

Akiules Neto - Participante Yali. Veio de Angola e a sua vida são os números
Vídeo

Vídeo Mamografias 3D revolucionam detecção do cancro da mama

Durante anos as mamografias desempenharam um papel vital na detecção do cancro da mama. Mas nem sempre conseguem identificar tumores perigosos. A tecnologia a três dimensões pode revolucionar a triagem e salvar vidas
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 25 Julho 2014

Os títulos que encerraram a semana no continente africano. Dos ataques do Boko Haram à expansão do vírus do ébola
Vídeo

Vídeo Manchetes Americanas 24 Julho 2014

Os principais acontecimentos que marcam a actualidade americana na penúltima semana do mês de Julho
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 24 Julho 2014

Os principais títulos que marcam a actualidade de África nesta Quinta-feira
Mais Vídeos