quarta-feira, 05 agosto, 2015. 12:26 UTC

Notícias / Angola

Prédio desaba em Malanje causando um morto e vários feridos

Uma pessoa morreu e cinco outras foram internadas sexta-feira última,no Hospital Geral de Malanje, depois da queda de um prédio ex – pertença da empresa diamantífera Diamang.

Buscas nos escombros do prédio que desabou
Buscas nos escombros do prédio que desabou
Isaías Soares
Uma pessoa morreu e cinco outras foram internadas sexta-feira última, no banco de urgências de cirurgia e ortopedia do Hospital Geral de Malanje, depois da queda de um prédio nesta cidade, ex – pertença da empresa diamantífera Diamang.

O sistema de protecção civil e bombeiros foi accionado pouco depois das 14 horas e 20 minutos, quando o edifício localizado na Rua António Enes, também conhecida como do Comércio, começou a desmoronar.

Arminda Magalhães foi retirada dos escombros sem vida, Benedito
Miguel, de 11 anos de idade, apenas sofreu algumas escoriações, precisou o chefe adjunto do banco de urgências de cirurgia e ortopedia do Hospital Geral de Malanje, Francisco da Conceição António que confirmou a entrada de outros quatro pacientes.

“Temos neste momento como internada a Vanda Milton António, de 23 anos, vinda com um antecedente há dias atrás, já esteve cá na nossa unidade hospitalar sobre cuidados do neurocirurgião tinha problema de trauma craniano-cefálico”, explicitou, acrescentando que “houve aquele sucedido e ela voltou novamente no nosso banco, o diagnóstico dela é contusão cerebral e que não está grave”.

As causas desabamento do edifício que encurralou os 12 usurários do salão de beleza Tanya anexa ao mesmo, ainda não são conhecidas, mas o administrador adjunto de Malanje, Osvaldo Naval dos Santos admite erros de remodelação.

“Mas não se conseguiu ter a certeza na altura, porque também não temos o cadastro exacto deste edifício, em termos da estrutura do edifício, e notou-se que houve subtracção de pilares, houve algumas alterações que já haviam sido feitas mesmo antes da obra ser licenciada”, confirmou Naval dos Santos.

O quadro sombrio levou a Administração Municipal de Malanje a “embargar de imediato a obra até ser feito um estudo, para que os trabalhos pudessem continuar que fosse também regularizada toda documentação”, concluiu.

A estrutura demolida por completo por ordem expressa do governador de Malanje, Norberto Fernandes dos Santos, não é a única que periga a segurança das pessoas nesta capital e, para minorar a ameaça, novas medidas serão adoptadas em breve.

“A solução será de orientações para que este prédio vá para baixo e depois, também para atacar o chamado Prédio Verde que é um perigo para as populações e possamos evitar aquilo que aconteceu aqui”, disse o governador.


A evacuação das dezenas de famílias que habitam no Prédio Verde é um dilema que se arrasta há décadas, mas o administrador adjunto do município sede, Osvaldo Naval dos Santos garante que o executivo local tem tudo condimentado para evitar dissabores.

“Temos a informar é que está já a decorrer o processo, mesmo de reposicionamento destas famílias na zona da Catepa, o terreno já existe, estão a ser criadas as condições para urbanização do espaço para que possamos remover essas famílias e colocar num lugar seguro”, confirmou o responsável.

Com excepções do prédio da seguradora três “AS” todos outros habitacionais da urbe foram construídos durante a época colonial e apresentam inúmeras deficiências na sua estrutura.
O forúm foi encerrado
Comentários
     
Năo existem comentários. Seja o primeiro

Siga-nos

Rádio

AudioAngola Fala Só: Ao Vivo I Mp3

Sexta 16:30 - 17:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Seg-Qui 17:00 - 18:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Sexta-feira 17:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Sáb-Dom 17:00 - 18:00 UTC

Os Nossos Vídeos

Your JavaScript is turned off or you have an old version of Adobe's Flash Player. Get the latest Flash player.
Graça Sanches gostava de ver uma África menos corruptai
X
05.08.2015 10:18
Graça é participante YALI 2015, veio de Cabo Verde e advoga pela igualdade e equidade de género na esfera política do seu país
Vídeo

Vídeo Graça Sanches gostava de ver uma África menos corrupta

Graça é participante YALI 2015, veio de Cabo Verde e advoga pela igualdade e equidade de género na esfera política do seu país
Vídeo

Vídeo Manuel Jeque Francisco sonha com um Moçambique onde toda a criança tem educação

Manuel Francisco é professor na Beira, em Moçambique. O seu maior sonho é que a educação e a saúde cheguem a todas as crianças moçambicanas. É um dos 500 participantes YALI 2015
Vídeo

Vídeo Passadeira Vermelha #26: 50 Cent falido, ultimo adeus a Bobbi Kristina

Esta semana temos mais tribunais na via! O rapper 50 Cent vai a tribunal mas diz que está tão pobre que as jóias e carros que usa são emprestados e que tem que devolver às lojas depois de tirar a foto básica para postar no Instagram!
Mais Vídeos