sexta-feira, 29 maio, 2015. 20:14 UTC

Notícias / Angola

Cerca de 3 mil famílias recebem ajuda alimentar no Kwanza-Sul

Governo apontou os municípios do Sumbe e Porto-Amboím como os mais afectados pela seca e confirma a chegada do primeiro carregamento de ajuda de emergência

A seca destruiu as colheitas e milhares de pessoas correm risco de crise alimentar em Angola (Arquivo)
A seca destruiu as colheitas e milhares de pessoas correm risco de crise alimentar em Angola (Arquivo)

Multimédia

Áudio
Fernando Caetano
Os municípios do Sumbe e Porto-Amboim foram os primeiros a serem contemplados no âmbito do combate a fome e a pobreza.

O governo através do ministério de assistência e reinserção social acabou de anunciar o apoio alimentar a cerca de 3 mil famílias nesses dois municípios provinciais.

Ernestina Faustudo tem 90 anos de idade e está entre os beneficiários da ajuda governamental. Residente na periferia da cidade do Sumbe, a idosa diz que jamais assistiu a seca por esta altura do ano. Nunca segundo ela se registou em tal situação para as populações se dependerem de ajudas humanitárias. Com as chuvas que já começaram a cair a anciã antevê dias melhores.

O director provincial de assistência e reinserção social, Manuel Macedo, que anunciou a distribuição da ajuda humanitária do governo, através da Rádio local, disse que as autoridades estão conscientes das responsabilidades impostas pela seca e que num tal contesto de penúria elas são cada vez mais acrescidas.

Manuel Macedo tranquiliza a população sobretudo aos populares cujas localidades foram identificadas como sinistradas pela estiagem, que os produtos para colmatar a fome chegarão as suas  zonas de residência proximamente.

“Serão beneficiadas cerca de duas mil e setecentas e noventa e uma famílias, com uma média de 6 quilos per capita semanais e hoje mesmo chegou também um carregamento para o município do Sumbe. Embora não completo, chegou cerca de três toneladas de arroz e esta quantidade é complementada com outros produtos. Penso que dentro de alguns dias os outros produtos vão chegar mas a verdade é que os municípios que nós apontamos, como aqueles que tiveram o problema da estiagem vão ser contemplados.”

Os municípios contemplados são os do Sumbe, Porto-Amboím, como primeiros a receberem ajuda humanitária.
O forúm foi encerrado
Comentários
     
Năo existem comentários. Seja o primeiro

Siga-nos

Rádio

AudioAngola Fala Só: Ao Vivo I Mp3

Sexta 16:30 - 17:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Seg-Qui 17:00 - 18:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Sexta-feira 17:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Sáb-Dom 17:00 - 18:00 UTC

Os Nossos Vídeos

Your JavaScript is turned off or you have an old version of Adobe's Flash Player. Get the latest Flash player.
Sakala: "Huambo é caso para tribunal internacional; Cabinda devia ser região autónoma"i
X
29.05.2015 15:05
Alcides Sakala, porta-voz da UNITA, principal partido da oposição em Angola, fala do caso Kalupeteka (dezenas de pessoas morreram de forma misteriosa), considerando-o o ponto mais alto das violações dos direitos humanos. Cabinda por seu lado devia ser autónoma como a Madeira. Entrevista a 22 de Maio
Vídeo

Vídeo Sakala: "Huambo é caso para tribunal internacional; Cabinda devia ser região autónoma"

Alcides Sakala, porta-voz da UNITA, principal partido da oposição em Angola, fala do caso Kalupeteka (dezenas de pessoas morreram de forma misteriosa), considerando-o o ponto mais alto das violações dos direitos humanos. Cabinda por seu lado devia ser autónoma como a Madeira. Entrevista a 22 de Maio
Vídeo

Vídeo Protestos em Bujumbura

O ambiente em Bujumbura continua sob muita tensao. Hoje foi dia de protestos na capital do Burundi
Vídeo

Vídeo Manchetes do Mundo 25 de Maio 2015

As imagens noticiosas do mundo
Mais Vídeos