sexta-feira, 29 maio, 2015. 20:01 UTC

Notícias / Angola

Paludismo e outras doenças enchem hospital de Porto Amboim

No município do Amboim as doenças diarreicas e respiratórias agudas dominam o tecido de enfermidades com que se debatem as populações.

Fernando Caetano
No município do Amboim as doenças diarreicas e respiratórias agudas dominam o tecido de enfermidades com que se debatem as populações.
Associado a estas enfermidades está também o paludismo que cada dia que passa vai ganhando mais corpo e o índice de internamento tende a aumentar.

No hospital regional do Amboim, cerca de cento e vinte pacientes estão internados pelas causas atrás referenciadas sendo as  crianças as mais  vulneráveis.

O director administrativo do referido hospital  Armando Fernando disse que por essa altura do ano, essas têm sido as doenças que mais afectam as populações.

Instado a pronunciar-se sobre a existência de fármacos e onde se regista a doença com maior intensidade, Armando Fernando, sustentou que fármacos existem, a periferia da cidade e demais comunidades são as zonas mais afectadas.

O grande problema como fez referência consiste na falta de especialistas de saúde pois como disse a unidade tem recorrido a especialistas já reformados e os que estão à porta da reforma:

«Em termos de internamento, nesse tempo normalmente os números tendem a crescer. Nesse preciso momento temos cerca de 120 internados. Na sua maior parte o número é mais em pediatria. Pediatria nesse momento temos 46 pacientes mas com tendências de subir cada dia que passa mas, tudo está controlado. Normalmente o que as vezes aflige um pouco é o problema do pessoal que está passar a reforma e que não tivemos nenhuma substituição durante o ano e do concurso, estamos a aguardar até presente momento».

Era o director administrativo do hospital regional do Amboim Armando Fernando e o quadro das enfermidades que se registam no município do Amboim, província do Kwanza-Sul. De recordar que a situação da falta de quadros para o sector da saúde sobretudo para os municípios vem se arrastando há anos e a direcção da saúde nunca veio à público esclarecer os motivos que estão na base da não injeção de recursos humanos lá onde é mais necessário.
O forúm foi encerrado
Comentários
     
Năo existem comentários. Seja o primeiro

Siga-nos

Rádio

AudioAngola Fala Só: Ao Vivo I Mp3

Sexta 16:30 - 17:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Seg-Qui 17:00 - 18:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Sexta-feira 17:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Sáb-Dom 17:00 - 18:00 UTC

Os Nossos Vídeos

Your JavaScript is turned off or you have an old version of Adobe's Flash Player. Get the latest Flash player.
Sakala: "Huambo é caso para tribunal internacional; Cabinda devia ser região autónoma"i
X
29.05.2015 15:05
Alcides Sakala, porta-voz da UNITA, principal partido da oposição em Angola, fala do caso Kalupeteka (dezenas de pessoas morreram de forma misteriosa), considerando-o o ponto mais alto das violações dos direitos humanos. Cabinda por seu lado devia ser autónoma como a Madeira. Entrevista a 22 de Maio
Vídeo

Vídeo Sakala: "Huambo é caso para tribunal internacional; Cabinda devia ser região autónoma"

Alcides Sakala, porta-voz da UNITA, principal partido da oposição em Angola, fala do caso Kalupeteka (dezenas de pessoas morreram de forma misteriosa), considerando-o o ponto mais alto das violações dos direitos humanos. Cabinda por seu lado devia ser autónoma como a Madeira. Entrevista a 22 de Maio
Vídeo

Vídeo Protestos em Bujumbura

O ambiente em Bujumbura continua sob muita tensao. Hoje foi dia de protestos na capital do Burundi
Vídeo

Vídeo Manchetes do Mundo 25 de Maio 2015

As imagens noticiosas do mundo
Mais Vídeos