sábado, 20 setembro, 2014. 18:00 UTC

Notícias / Angola

Empresa de construção civil no Kuanza Sul pode ser processada judicialmente por incumprimento de prazos.

A ACOR Lda é uma empresa do ramo de construção vocacionada ao serviço de estradas.

Aspecto da cidade do Sumbe
Aspecto da cidade do Sumbe
Fernando Caetano
A ACOR Lda é uma empresa do ramo de construção vocacionada ao serviço de estradas. É esta empresa que o governo cessante de Serafim do Prado contratou para a execução das obras da estrada que liga a localidade do Cruzamento a sede do município de Cassongue.

Um troço de apenas 27 quilómetros e que já dura há mais de três anos e com 50 por cento do valor orçamentado já pago. Por motivos totalmente desconhecidos a empresa ACOR Lda, arrumou todo material e consequentemente paralisou com os trabalhos para insatisfação da população de Cassogue.

No seu périplo aos municípios, o governador inteirou-se da paralisação das obras da estrada. Eusébio Teixeira ficou furioso e promete desde já informar e ser informado pelo Ministério das Obras Públicas as razões que estiveram na base da paralisação das respectivas obras, ao que entende, caso não haver justificação convincente os responsáveis da empresa em referência vão responder judicialmente uma vez que já se procedeu a execução financeira na ordem de 50 por cento:

«Pensamos nós fazer chegar junto do Ministério, de Sua Excelência, o senhor Ministro das Obras Públicas, no sentido de avaliar o desempenho desta empresa. Ela está parada desde que lhe foi adjudicada a obra».

Depois de percorrer os 27 quilómetros do troço Cruzamento/Cassongue, o governador manteve um encontro com responsáveis encarregues da execução dos trabalhos. No final o governante mostrou-se desapontado com a realidade encontrada, pelo que promete a tomada de medidas drásticas para se inverter a situação, num trabalho que deve ser feito de forma séria e responsável para se ultrapassarem tais assimetrias:

«Trabalhar no sentido de criarmos condições de ultrapassarmos essas assimetrias».

Governador do Kwanza-Sul, Eusébio de Brito Teixeira, mostrando-se desapontado pelo facto da empresa ACOR Limitada ter abandonado as obras de reabilitação do troço Cruzamento a sede do município de Cassongue cuja execução financeira foi paga em 50 por cento pelo governo angolano.
O forúm foi encerrado
Comentários
     
Năo existem comentários. Seja o primeiro

Siga-nos

Rádio

AudioAngola Fala Só: Ao Vivo I Mp3

Sexta 16:30 - 17:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Seg-Sexta 17:00 - 18:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Sáb-Dom 17:00 - 18:00 UTC

Os Nossos Vídeos

Your JavaScript is turned off or you have an old version of Adobe's Flash Player. Get the latest Flash player.
Manchetes Africanas 19 Setembro 2014i
|| 0:00:00
...
 
🔇
X
19.09.2014 17:49
As imagens das noticias de Africa
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 19 Setembro 2014

As imagens das noticias de Africa
Vídeo

Vídeo Aniversário Westgate - Ataque terrorista ainda abala as vítimas

Um ano depois do ataque terrorista ao Centro Comercial Westgate em Nairobi, os sobreviventes continuam abalados com a tragédia. A VOA conta a história das vítimas que ainda questionam: “Como é que isto aconteceu?
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 18 Setembro 2014

Noticias de Africa em imagens
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 17 Setembro 2014

As imagens de Africa que fazem noticia
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 16 Setembro 2014

As noticias de Africa em imagens
Vídeo

Vídeo Prostituição infantil em Nairobi

Na favela de Korogocho, em Nairobi, raparigas com apenas 15 anos de idades dedicam-se à prostituição como meio de ganhar a vida. Elas são o alvo de uma organização não-governamental chamada Iniciativa Miss Koch, que tem realizado o trabalho de resgatar essas menores e com resultados positivos.
Mais Vídeos