quarta-feira, 23 abril, 2014. 14:21 UTC

Notícias / Angola

Agrava-se a situação dos camponeses no Kuando Kuabango retirados das suas terras pelos chineses

Raul Danda: Os angolanos escravos de chineses

Secretário-geral UNITA, Vitorino Nhany
Secretário-geral UNITA, Vitorino Nhany
Tamanho das letras - +
Manuel José
— A situação dos camponeses no Kuando Kuabango retirados das suas terras pelos chineses vai se agravando a cada dia que passa.

Os cidadãos angolanos continuam a trabalhar nas plantações de arroz, para os asiáticos, sem receberem qualquer tipo de remuneração.


A informação que nos foi dada pelo secretário-geral da UNITA, Victorino Nhany diz não restar outra saída se não levar o caso a discussão na Assembleia Nacional.

Victorino Nhany espera que até lá não surjam outros elementos, para escamotear a verdadeira situação que se vive no Kuando Kubango.

“Só esperamos que até lá não haja fintas, outras trapaças que façam com que a informação que colhemos no terreno seja completamente invertida”.

Segundo o secretário-geral da UNITA, a vida destes co-cidadãos está cada vez mais difícil sem as suas terras.

“A terra é que iria fazer com que
eles pudessem fazer a sua produção e são as mesmas baixas que eles utilizam para o pasto, significa que o nível de pobreza piora cada vez mais”.

Um assunto que o chefe da bancada parlamentar do partido do Galo Negro confirma ir ao parlamento, Raul Danda caracteriza a situação de vergonhosa.

“Põem as pessoas como está a acontecer no Kuando Kubango a trabalhar os angolanos escravos de um chinês isto é vergonhoso”.

Danda chama a atenção para que os milhões de dólares da China não sirvam para ultrajar os direitos e a dignidade dos angolanos.

“Não se pode olhar para a China como sendo apenas a fonte de alguns milhares de milhões de dólares que são gastos sabe Deus como. Tem que se olhar para defesa do cidadão”.

Por isso o líder do grupo parlamentar da UNITA questiona a seriedade do executivo de Jose Eduardo dos Santos.

“Um executivo, um regime que não saiba defender o seu cidadão, não serve, então é preciso que de facto o senhor presidente da república e o seu executivo repensem de facto qual o seu papel neste país”.

Recentemente em entrevista a VOA, o responsável do MPLA de Luanda, Norberto Garcia, havia reconhecido que certos males sociais precisam ser corrigidos pelo seu partido, da mesma maneira reiterou que o MPLA ainda é o melhor para Angola e seus cidadãos.
O forúm foi encerrado
Comentário
Comentários
     
por: Prof.Kiluange NYC de: New York City-Manhattan
24.11.2012 00:58
Angola vive um momento extremamente crítico.Estamos à beira do abismo moral e social. O homem que se crê ser o "pai da nação" já há muito provou que é incompetente, inconfiável ao cargo e erário público.José Eduardo dos Santos não está em condições física ou psicológica para entrentar os grandes desafios dessa República. Por além dos problemas da ética e consciência moral, Dos Santos confronta no seu quotidiano o enigma de ter de responder perante o Tribunal de Justiça as acusações que incidem sobre si.E é muito provável que o faça antes do término do seu mandato de cinco anos, dependo da conjuntura política e econômica internacional, e sobretudo da pressão da sociedade civil, em geral! Contudo, a filiação de Dos Santos à máfia internacional constitui o maior perigo para uma eventual transferência pacífica do poder político e económico ao verdadeiro proprietário dessa terra – O POVO ANGOLANO! “ As cláusulas contratuais gerais” da criação da China Sonangol International Holding Limited, préstamos contraídos ao governo chinês, a presença de mais de 156 mil chinos no nosso território nacional, aquisição de terras por estrangeiros, contas bancárias, bens e propriedades do Presidente da República e sua família nuclear, RNB (Rendimento Nacional Bruto),etc., devem ser de domínio público por conterem informações importantes ao cidadão nacional. Por conseguinte, o ideal neste momento seria a demissão imediate e incondicional de Dos Santos,criação de uma comissão de transição,retirada dos chineses,reestruturação do sistema jurídico,dissolver o parlamento – tudo isso para evitar que mergulhemos numa chacina sem precentes na história deste país.A escolha é nossa!!!
Prof.Kiluangenyc@yahoo.com


por: Miranda de: USA
23.11.2012 16:49
Caros irmaos Angolanos. Tenham cuidados com a UNITA. Querem dividir o povo Angolana e criar violencias. Sempre foram assim desde o tempo de Savimbi, fabricando confusoes e desordens no seio do povo, dando-lhes possibilidades de cometer novos massacres como faziam naqueles tempos. Tratem bem todos aqueles estranhos que imigrem em Angola para invistir. So assim Angola podera desenvolver. Abaixo o racismo e divisionismo. Viva o desenvolvimento de Angola, abaixo a confusao da UNITA.

Resposta

por: Pantera-Negra de: Luanda-Angola
27.11.2012 12:50
Óh Miranda, no mínimo tu és um daqueles parasitas que sobrevive à expensa do regime sanguinário e pouco te importas com o sofrimento da maioria, seja um pouco mais sensível e solidário com os outros.

Achas mesmo que o Mpla é a solução dos angolanos??? Achas que da maneira como Angola está a ser (des)governado tem rumo??? Pode até ter mas garanto-te que estamos a ir directinho para o ABISMO porque uma sociedade sem água potável e luz eléctrica jamais desenvolver-se-á. Reflita!!!

A Unita pode também nã ser a solução mas, por favor deiam a oportunidade de governar aos outros para puderem demonstrar se são ou não capazes

Siga-nos

Rádio

AudioAngola Fala Só: Ao Vivo I Mp3

Sexta 16:30 - 17:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Seg-Sexta 17:00 - 18:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Sáb-Dom 17:00 - 18:00 UTC

Os Nossos Vídeos

Your JavaScript is turned off or you have an old version of Adobe's Flash Player. Get the latest Flash player.
Manchetes Africanas 22 de Abrili
|| 0:00:00
...
 
🔇
X
22.04.2014 16:03
Mais Vídeos