quarta-feira, 23 abril, 2014. 23:31 UTC

Notícias / Angola

Apartamentos do Kilamba serão alugados na ausência de compradores

Ministro angolano do Urbanismo e Habitação, José da Silva, muda de planos depois das críticas do presidente José Eduardo dos Santos sobre o elevado custo dos apartamentos da cidade de Kilamba

Tamanho das letras - +
Venâncio Rodrigues
A venda dos apartamentos da centralidade urbana do Kilamba, em Luanda voltou a ser notícia este fim de semana na capital angolana com o ministro do Urbanismo e Habitação, José da Silva a desmentir a imprensa pública sobre as intenções do Presidente da República manifestadas na passada sexta-feira.


Vinte e quatro horas depois da visita presidencial ao Kilamba, a ANGOP citava o ministro da Habitação como tendo dito que José Eduardo dos Santos, não exigiu a redução dos preços, mas a procura dos mecanismos que permitam aos interessados o acesso fácil às habitações.

O ministro disse que tais mecanismos deverão ter como base a figura da renda resoluvel, ou arrendamento, tendo em conta que a modalidade de pagamento a pronto não permite que as pessoas possam adquirir tais moradias.

O argumento de José da Silva é de que o que inibe a ocupação das casas não são os preços, mas as modalidades de acesso ou pagamento das habitações.

O activista Rafael Morais, da Associação S.O.S Habitat disse entretanto que o problema da  habitação em Angola não será resolvido com a construção de habitações do género dos condomínios.

“Kilamba é uma cidade fantasma construída para uma classe média que não existe em Angola” disse.

O Presidente da República, visitou o Kilamba, na sexta-feira, tendo lamentado a fraca taxa de ocupação das cerca de 20 mil habitações disponíveis, desde Julho último. 

Eduardo dos Santos admitiu ter havido excessiva burocratização, desorganização e indisciplina no processo de aquisição das casas.  

Os preços foram fixados entre 125 e 200 mil dólares americanos, conforme os modelos disponíveis.
O forúm foi encerrado
Comentário
Comentários
     
por: João pedro de: Luanda
19.11.2012 16:15
Sao esses camaradinhos que fazem desacreditar o Chefe. O Chefe fala outra coisa e ele no dia seguinte diz outra. Assim não da. Daria mesmo exoneração imediata porque o chefe e mesmo grande Chefe.


por: jose antonio de: lobito
15.11.2012 18:25
essa e uma cidade zumbi por isso e que so se ve cimento e mais nada ou por outrqas palavras sao cidades do outro mundo desculpa o absurdo inedito


por: Por: Manuel Morais de: Luanda-Luanda
14.11.2012 17:21
A ordem do Presidente da Republica deve ser cumprida integralmente por todas entidades que intervêm no processo de vendas ou renda resoluvel no Kilamba. A não ser assim o Senhor Ministro está a desobedecer uma orientação publica do Chefe do Estado. E pode der as suas consequências, que acredito que o Senhor Ministro novo que é, decerto, não as conhece.


por: Pantera-Negra de: Luanda-Angola
13.11.2012 14:35
Esse gajo está a contrariar o chefe???

O acto de insubordinação é a característica quase que reinante no seio do Mpla.

Vejam lá, o ministro a desrespeitar a ordem superior!!!

Siga-nos

Rádio

AudioAngola Fala Só: Ao Vivo I Mp3

Sexta 16:30 - 17:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Seg-Sexta 17:00 - 18:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Sáb-Dom 17:00 - 18:00 UTC

Os Nossos Vídeos

Your JavaScript is turned off or you have an old version of Adobe's Flash Player. Get the latest Flash player.
Morte de dançarino da Globo culmina em protestos violentos no Brasili
|| 0:00:00
...
 
🔇
X
23.04.2014 18:02
Mais Vídeos