domingo, 20 abril, 2014. 03:11 UTC

Notícias / Mundo

Afeganistão: Presença do Irão cada vez mais palpável

Mais de um milhão de afegãos refugiaram-se durante a guerra no país vizinho e estão agora a voltar trazendo consigo a cultura e religião do Irão.

Universidade Islâmica Khatam al Nabeyeen financiada pelos iranianos
Universidade Islâmica Khatam al Nabeyeen financiada pelos iranianos
Tamanho das letras - +
Redacção VOA
No momento em que os Estados Unidos avaliam a sua futura presença no Afeganistão depois da partida das forças de combate em 2014, analistas afegãos salientaram à VOA em Kabul que o Irão também está interessado em influenciar o futuro do país vizinho.

Na estrada de Darul Aman em Kabul pode ver-se uma grande mesquita azul e branca. Por detrás do templo encontra-se a Universidade Islâmica Khatam al Nabeyeen e os dormitórios dos estudantes. O complexo foi erigido com a ajuda do Irão e lá estuda-se a versão islâmica do Irão.

Naquela zona ocidental de Kabul a maior parte da população é constituída por muçulmanas chitas afegãs. Muitos deles regressaram do Irão depois da queda dos talibãs.


De acordo com Ahmad Saeedi, um analista político e ex-diplomata, a influência do Irão é cada vez mais pronunciada: “O Afeganistão está cercado pela influência iraniana. Actualmente dispomos de 6 canais de televisão pró-iranianos. Por outro lado 21 estações de rádio e grande número de publicações são também pró-iranianas. A guerra cultural é mais importante do que a guerra das armas”.

O analista político Khalid Mafton afirma por seu lado que a estratégia do Irão destina-se a aumentar a sua base de apoio junto da minoria chita e contrabalançar a influência americana e ocidental no Afeganistão: “A sua agenda a longo prazo é ter na sociedade afegã algumas pessoas que apoiem o regime e a cultura iranianas. A curto e médio prazos trata-se de prejudicar as forças militares americanas no Afeganistão.”

De algum modo o relacionamento entre o Afeganistão e o Irão é natural. Mais de um milhão de afegãos refugiaram-se durante a guerra no país vizinho e estão agora a voltar depois de uma estadia de 3 anos. Muitos deles trazem consigo a cultura e a religião do Irão.

O Afeganistão tem uma longa fronteira com o Irão e depende grandemente do país vizinho no que se refere à suas importações de combustíveis. No total o Irão exporta todos os anos para o Afeganistão bens no valor de 2 mil milhões de dólares.
O forúm foi encerrado
Comentários
     
Năo existem comentários. Seja o primeiro

Siga-nos

Rádio

AudioAngola Fala Só: Ao Vivo I Mp3

Sexta 16:30 - 17:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Seg-Sexta 17:00 - 18:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Sáb-Dom 17:00 - 18:00 UTC

Os Nossos Vídeos

Your JavaScript is turned off or you have an old version of Adobe's Flash Player. Get the latest Flash player.
Manchetes Africanas 18 de Abrili
|| 0:00:00
...
 
🔇
X
18.04.2014
Vídeo

Vídeo "Temos muitos problemas na Guiné-Bissau", Abel Incada, candidato presidencial

Os guineenses foram às urnas a 13 de Abril e estão expectantes num novo Governo de paz e estável
Vídeo

Vídeo África do Sul vai a votos a 7 de Maio

Na África do Sul, o ANC está em campanha difícil para segurar o seu domínio no Limpopo, onde ganhou 85 por cento dos votos em 2009.
Vídeo

Vídeo Pistorius está no banco dos réus e a acusação tem sido dura

Os acusadores tentaram descrever o atleta sul-africano Oscar Pistorius como egoísta e abusivo durante o segundo dia de interrogatório no seu julgamento por homicídio.
Mais Vídeos