domingo, 25 janeiro, 2015. 10:15 UTC

Notícias / Angola

Fome na Huíla

Governo tenta acudir às populações afectadas mas alguns dizem não ser suficiente.

Teodoro Albano
A fome que grassa muitas zonas da província da Huíla derivada a estiagem do ano agrícola 2011/12 está a deixar em dificuldades as autoridades municipais que se desdobram em apelos para a acudir a situação de centenas de famílias.




Depois dos Gambos no sul da província onde o governo começou a distribuir bens alimentares, é agora a vez de Quipungo a 120 quilómetros do Lubango onde mais de trezentas famílias padecem de fome.

Os apoios do governo para minimizar a fome têm-se revelado poucos, segundo a responsável do sector Social de Quipungo Ana Bela.

“ Temos recebido alguns bens a partir da direcção provincial do MINARS, apesar de que, as vezes não chegam, mas tem ajudado bastante,” disse

A directora provincial da assistência e reinserção social, Catarina Manuel, admitiu o momento de dificuldade de algumas regiões por força da estiagem do último ano agrícola. Sem falar em quantidades a responsável assegura condições para acudir a crise.

“A nível do governo as condições estão criadas, temos alimentação para acudir a situação destas famílias,” disse

Desconhece-se o número efectivo de famílias afectadas pela fome, mas os relatos de crise vêm de quase toda a província.

O padre Jacinto Pio Wakussanga, da Associação Construindo Comunidades, ACC, louva o gesto do executivo em distribuir comida para acudir a miséria das populações carentes, mas adverte que só isto não resolve o problema.

“ Levar comida é uma coisa provisória, mas é preciso envolver as comunidades numa espécie de soluções duradoiras,” disse.

“Estou lembrado que a anos atras a ADRA fez uma experiência de mandioca e batata-doce naquela região, que deu muito bem, quem sabe incentivar-se certo tipo de culturas complementares para se poderem enriquecer a dieta alimentar e se aumentar os níveis de segurança alimentar poderia ser uma das soluções,” acrescentou.
O forúm foi encerrado
Comentários
     
Năo existem comentários. Seja o primeiro

Siga-nos

Rádio

AudioAngola Fala Só: Ao Vivo I Mp3

Sexta 16:30 - 17:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Seg-Qui 17:00 - 18:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Sexta-feira 17:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Sáb-Dom 17:00 - 18:00 UTC

Os Nossos Vídeos

Your JavaScript is turned off or you have an old version of Adobe's Flash Player. Get the latest Flash player.
Prisioneiros do Quenia Batalha pela reintegraçãoi
|| 0:00:00
...  
🔇
X
23.01.2015 20:54
Depois de ter estado na prisao é difícil encontrar trabalho e ser aceite na cidade. Um grupo de ex-presos em Nairobi querem provar que ha vida depois do crime. (Janeiro 2015)
Vídeo

Vídeo Prisioneiros do Quenia Batalha pela reintegração

Depois de ter estado na prisao é difícil encontrar trabalho e ser aceite na cidade. Um grupo de ex-presos em Nairobi querem provar que ha vida depois do crime. (Janeiro 2015)
Vídeo

Vídeo Vacinas para o Ebola

A pior crise do Ebola na historia do mundo entrou no segundo ano. Os cientistas estao a desenvolver uma vacina contra este virus mortal. (Janeiro 2015)
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 23 Janeiro 2015

As imagens das noticias de Africa
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 22 Janeiro 2015

As imagens das noticias africanas
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 21 Janeiro 2015

Imagens noticiosas afrcianas
Vídeo

Vídeo American Sniper: A história de um atirador americano que matou mais de 160 pessoas

Nomeado para o Oscar de Melhor Drama, o filme de Clint Eastwood baseia-se na história real de Chris Kyle, um oficial da Marinha americana que serviu no Iraque por quatro vezes como atirador profissional. O filme explora o efeito da guerra na psique humana
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 20 Janeiro 2015

As imagens noticiosas de Africa
Mais Vídeos