sexta-feira, 01 agosto, 2014. 03:44 UTC

Notícias / Angola

Lubango aguarda com expectativa decisões do novo governador sobre demolições

O plano de reordenamento da cidade iniciado em 2008 pelo então governador, Isaac dos Anjos, ficou marcado por contestadas e polémicas demolições.

Senhora do Monte, Lubango (Angola)
Senhora do Monte, Lubango (Angola)
Teodoro Albano
As organizações da sociedade civil aguardam com expectativa a forma como o novo governador da Huíla, João Marcelino Tchipingui, irá lidar com o processo de requalificação da cidade do Lubango.

O programa iniciado em 2008 pelo então governador, Isaac dos Anjos, ficou marcado pelas contestadas e polémicas demolições em 2010 que deixaram mais de duas mil famílias ao relento mas teve o mérito de dar origem a novos e muito cobiçados bairros também designados por novas centralidades.

A Associação Construindo Comunidades, ACC, ligada a defesa dos direitos humanos na Huíla espera que o novo governador, João Marcelino Tchipingui, continue com o projecto de requalificação da cidade com base no respeito da dignidade humana.

O padre Jacinto Pio Wakussanga acredita na sensibilidade do actual gestor da província, com quem, refere, já trocou impressões sobre o assunto enquanto apenas 1º secretário do partido no poder;

“Acredito de facto que já há uma base de diálogo cimentada a nível pessoal neste sentido, só auguramos ao novo governador que realmente, enfim, não haja mudança radical no sentido de reverter os pontos de vistas já construídos a partir daquela altura haja de facto compromisso com o cidadão compromisso com as leis nacionais e os pactos internacionais”.



E a associação Mãos Livres, na voz do advogado, David Mendes, duvida que possa haver mudanças significativas na atitude de João Marcelino Tchipingui na gestão do processo; “Este governador foi o 1º secretário do MPLA durante todos estes anos e durante o mandato dele enquanto 1º secretário do MPLA não vimos nenhuma acção dele contra as demolições por isso temos algumas dúvidas”.

E João Marcelino Tchipingui garante que a requalificação da capital da Huíla está entre as prioridades do seu governo.

O chefe do executivo da Huíla não detalha como irá proceder, mas faz saber que é preciso acabar com a anarquia provocada pelo tempo de guerra; “Foi um momento difícil momento de guerra que não se podia impedir que as populações construíssem onde pudessem também nessa altura a administração perdeu capacidade porque o assalto era muito grande, mas agora chegou o momento de irmos resolvendo paulatinamente o problema dessas populações e fazer com que as vias possam interligar e acabarmos com o problema dos engarrafamentos desnecessários e temos que tomar conta do Lubango”,  governador da Huíla, João Marcelino Tchipingui.
O forúm foi encerrado
Comentários
     
Năo existem comentários. Seja o primeiro

Siga-nos

Rádio

AudioAngola Fala Só: Ao Vivo I Mp3

Sexta 16:30 - 17:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Seg-Sexta 17:00 - 18:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Sáb-Dom 17:00 - 18:00 UTC

Os Nossos Vídeos

Your JavaScript is turned off or you have an old version of Adobe's Flash Player. Get the latest Flash player.
Ivan Collinson - Participante Yalii
X
31.07.2014 20:06
Ivan Collinson - Participante Yali. Veio de Moçambique e é director adjunto do registo académico da Universidade Eduardo Mondlane. Ivan sente-se mais africano depois de participar na Iniciativa Jovens Líderes Africanos nos EUA
Vídeo

Vídeo Ivan Collinson - Participante Yali

Ivan Collinson - Participante Yali. Veio de Moçambique e é director adjunto do registo académico da Universidade Eduardo Mondlane. Ivan sente-se mais africano depois de participar na Iniciativa Jovens Líderes Africanos nos EUA
Vídeo

Vídeo Manchetes Americanas 31 Julho 2014

Câmara dos Representantes indicia processo contra Presidente Barack Obama
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 31Julho 2014

Da propagação do vírus do ébola, aos ataques do Boko Haram. Os títulos que marcam a actualidade de África
Vídeo

Vídeo Cadija Mané - Participante Yali

Cadija Mané - Participante Yali. Veio da Guiné-Bissau, onde trabalha como coordenadora da Casa dos Direitos. Regressa para a Guiné com mais determinação e força de vontade para mudar as coisas
Vídeo

Vídeo Vilma Nhambi - Participante Yali

Vilma Nhambi - Participante Yali. Veio de Moçambique e tem um projecto com mulheres e adolescentes nas zonas rurais.
Vídeo

Vídeo Selma Neves - Participante Yali

Selma Neves - Participante Yali, veio de Cabo Verde. É Presidente da Incubadora, uma cooperativa de empoderamento de mulheres e fica por mais dois meses para um estágio em Nova Iorque
Vídeo

Vídeo Manchetes Americanas 29 Julho 2014

Os principais assuntos que fazem a actualidade dos Estados Unidos da América, com Bruna Ladeira
Vídeo

Vídeo Majo Joseph - Participante Yali

Majo Joseph - Participante Yali veio de Moçambique e a sua área de acção é a sociedade civil e seu empoderamento
Vídeo

Vídeo Akiules Neto - Participante Yali

Akiules Neto - Participante Yali. Veio de Angola e a sua vida são os números
Mais Vídeos