terça-feira, 16 setembro, 2014. 07:25 UTC

Notícias / África

Guiné-Bissau: Malam Bacai Sanha recordado no primeiro aniversário da sua morte

A data está a ser assinalada com reflexões académicas, sobretudo históricas, a volta da figura de Malam Bacai Sanha considerado um exemplo da Magistratura Suprema da Nação Guineense.

Malam Bacai SanhaMalam Bacai Sanha
x
Malam Bacai Sanha
Malam Bacai Sanha
Lassana Casamá
Os guineenses assinalaram hoje o primeiro aniversário do falecimento do Presidente Malam Bacai Sanhá , cuja morte foi anunciada a 9 de Janeiro de 2012 no hospital Vâle de Grace, em Paris, onde se encontrava internado.

A data está a ser assinalada com reflexões académicas, sobretudo históricas, a volta da figura de Malam Bacai Sanha considerado um exemplo da Magistratura Suprema da Nação Guineense. Uma nação que carece de paz e estabilidade e foi o que Bacai Sanha importava e defendia durante um ano da sua presidência. Por isso, conseguiu reunir o sentimento dos guineenses a volta destes valores que ainda permanecem longe dos corredores do poder em presença.

Realizou-se uma palestra sob o tema: Vida do Presidente Bacai Sanhá nas últimas três décadas e o Projecto Bacai Ka Na Muri, o que em português, numa tradução literal, significa Bacai Não Vai Morrer.

E na mesma perspectiva, falamos com Agnelo Regala que foi um dos principais conselheiros do falecido Presidente da República, Malam Bacai Sanha:

“Era um homem com uma visão extremamente clara do momento que vivia, das dificuldades a que tinha de fazer frente, mas que procurava as melhores soluções para que os guineenses pudessem de facto chegar a uma plataforma de entendimento. Era uma pessoa que ouvia toda a gente, foi sempre um homem aberto ao dialogo, que um dos aspectos mais marcantes de toda a sua magistratura suprema. O diálogo, a tolerância e a busca de entendimentos entre as diferentes forças políticas, entre a Presidência e o Governo, entre a Presidência, o Governo e os militares, portanto foi uma pessoa que desempenhou um papel de amortecedor das diferentes convulsões e dos diferentes problemas que aconteciam no país”.    

Um ano após a sua morte, guineenses reúnem em reflexão sobre os valores do Presidente Malam Bacai Sanha, numa altura em que o país experimenta mais um período de transição, resultado do último golpe de Estado.
O forúm foi encerrado
Comentários
     
Năo existem comentários. Seja o primeiro

Siga-nos

Rádio

AudioAngola Fala Só: Ao Vivo I Mp3

Sexta 16:30 - 17:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Seg-Sexta 17:00 - 18:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Sáb-Dom 17:00 - 18:00 UTC

Os Nossos Vídeos

Your JavaScript is turned off or you have an old version of Adobe's Flash Player. Get the latest Flash player.
Prostituição infantil em Nairobii
|| 0:00:00
...
 
🔇
X
13.09.2014 03:03
Na favela de Korogocho, em Nairobi, raparigas com apenas 15 anos de idades dedicam-se à prostituição como meio de ganhar a vida. Elas são o alvo de uma organização não-governamental chamada Iniciativa Miss Koch, que tem realizado o trabalho de resgatar essas menores e com resultados positivos.
Vídeo

Vídeo Prostituição infantil em Nairobi

Na favela de Korogocho, em Nairobi, raparigas com apenas 15 anos de idades dedicam-se à prostituição como meio de ganhar a vida. Elas são o alvo de uma organização não-governamental chamada Iniciativa Miss Koch, que tem realizado o trabalho de resgatar essas menores e com resultados positivos.
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 12 Setembro 2014

As noticias de Africa que fazem manchete
Vídeo

Vídeo Manchetes Americanas 11 setembro 2014

Noticias da America em video
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 10 Setembro 2014

As imagens das noticias de Africa
Vídeo

Vídeo Manchetes americanas 9 Setembro 2014

As notícias da America em vídeo
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 9 Setembro 2014

As notícias de África em vídeo
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 8 Setembro 2014

As imagens noticiosas de Africa
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 5 Setembro 2014

O que faz noticia em Africa
Vídeo

Vídeo Chegada de Dhalakama a Maputo

O presidente de Moçambique Armando Guebuza e o líder da Renamo Afonso Dhlakama subscreveram hoje, 5, os documentos que integram o acordo de paz, assinado na semana passada pelo Governo e pelo principal partido da oposição.
Mais Vídeos