sexta-feira, 01 agosto, 2014. 03:44 UTC

Notícias / África

Pentágono presta apoio logístico à França

Leon Panetta elogiou a França por ter assumido a liderança no combate aos militantes

Bamako
Bamako
Redacção VOA
— Responsáveis do Pentágono indicaram que os Estados Unidos estão preparados para oferecer apoio logístico à França que continua a efectuar ataques aéreos contra militantes islâmicos no norte do Mali.

O Pentágono já presta assistência às forças francesas com informações que tem ajudado a fazer retroceder os avanços dos militantes, mas os Estados Unidos alertaram contra qualquer acção que possa contribuir para um maior caos na região.


Os caças franceses têm estado a realizar contínuas operações de bombardeamento, atingindo campos de treino e outras posições dos rebeldes Islâmicos no norte do Mali.

Entidades do Pentágono indicaram, na semana passada, que estavam próximo de decidir que género de apoio logístico a oferecer à França no Mali. As mesmas fontes referiram que os Estados Unidos fornecem informações recolhidas por aviões não tripulados operando na região.

O secretário da Defesa Leon Panetta elogiou a França por ter assumido a liderança no combate aos militantes do norte e da região ocidental de África incluindo a al-Qaida no grupo Islâmico do Magrebe.

“Temos a responsabilidade de assegurar que a al-Qaida não estabeleça uma base para operações no Norte de África e no Mali. Temos estado muito preocupados com as tentativas de estabelecerem uma base forte naquela área”.

Panetta prometeu ajudar a França embora sublinhando que o apoio será limitado à logística, recolha de informações e transporte.

A porta-voz do Departamento de Estados Victoria Nuland indicou que Washington está a analisar vários pedidos Franceses de apoio na companha militar contra os terroristas aliados da al-Qaida no Mali.

Nuland indicou que a administração Obama está preparada para enviar pessoal para treino a fim de preparar as tropas dos países vizinhos que venham a ser enviadas para o Mali em apoio do governo de transição em Bamako.

Os analistas referem existir razão para que Washington não tenham um papel mais directo afim de não agravar o conflito civil no norte do Mali, e não encorajar os grupos locais a pegarem em armas, uns contra os outros.

O objectivo dos Estados Unidos é de combater os militantes da al-Qaida em África, conforme a nova estratégia do presidente Obama, sem intervenção directa, centrando-se em vez disso no treino de militares das nações aliadas.

O objectivo imediato da França reside no retrocesso do avanço dos militantes para permitir à força africana de intervenção avançar e obter segurança no norte do Mali a fim de permitir o regresso do controlo governamental.

A intervenção francesa foi feita a pedido dos dirigentes interinos do Mali, a que se seguira a tarefa de substituir os dirigentes por um governo legítimo e estável que seja capaz de controlar o Norte.

Antes que isso aconteça, os analistas dizem que o Mali terá de resolver problemas políticos que incluem as queixas dos separatistas Tuaregues cuja rebelião, o ano passado, levou ao golpe de estado e à ocupação do norte pelos islamitas.
O forúm foi encerrado
Comentários
     
Năo existem comentários. Seja o primeiro

Siga-nos

Rádio

AudioAngola Fala Só: Ao Vivo I Mp3

Sexta 16:30 - 17:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Seg-Sexta 17:00 - 18:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Sáb-Dom 17:00 - 18:00 UTC

Os Nossos Vídeos

Your JavaScript is turned off or you have an old version of Adobe's Flash Player. Get the latest Flash player.
Ivan Collinson - Participante Yalii
X
31.07.2014 20:06
Ivan Collinson - Participante Yali. Veio de Moçambique e é director adjunto do registo académico da Universidade Eduardo Mondlane. Ivan sente-se mais africano depois de participar na Iniciativa Jovens Líderes Africanos nos EUA
Vídeo

Vídeo Ivan Collinson - Participante Yali

Ivan Collinson - Participante Yali. Veio de Moçambique e é director adjunto do registo académico da Universidade Eduardo Mondlane. Ivan sente-se mais africano depois de participar na Iniciativa Jovens Líderes Africanos nos EUA
Vídeo

Vídeo Manchetes Americanas 31 Julho 2014

Câmara dos Representantes indicia processo contra Presidente Barack Obama
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 31Julho 2014

Da propagação do vírus do ébola, aos ataques do Boko Haram. Os títulos que marcam a actualidade de África
Vídeo

Vídeo Cadija Mané - Participante Yali

Cadija Mané - Participante Yali. Veio da Guiné-Bissau, onde trabalha como coordenadora da Casa dos Direitos. Regressa para a Guiné com mais determinação e força de vontade para mudar as coisas
Vídeo

Vídeo Vilma Nhambi - Participante Yali

Vilma Nhambi - Participante Yali. Veio de Moçambique e tem um projecto com mulheres e adolescentes nas zonas rurais.
Vídeo

Vídeo Selma Neves - Participante Yali

Selma Neves - Participante Yali, veio de Cabo Verde. É Presidente da Incubadora, uma cooperativa de empoderamento de mulheres e fica por mais dois meses para um estágio em Nova Iorque
Vídeo

Vídeo Manchetes Americanas 29 Julho 2014

Os principais assuntos que fazem a actualidade dos Estados Unidos da América, com Bruna Ladeira
Vídeo

Vídeo Majo Joseph - Participante Yali

Majo Joseph - Participante Yali veio de Moçambique e a sua área de acção é a sociedade civil e seu empoderamento
Vídeo

Vídeo Akiules Neto - Participante Yali

Akiules Neto - Participante Yali. Veio de Angola e a sua vida são os números
Mais Vídeos