quinta-feira, 31 julho, 2014. 23:40 UTC

Notícias / Estados Unidos

Estados Unidos evitam "precipício fiscal"

Numa sessão pouco habitual no dia de Ano Novo o Senado aprovou a legislação por 89 votos contra 8.

Redacção VOA
Os senadores americanos chegaram a um acordo de compromisso para evitar o denominado “precipício fiscal”, um conjunto de medidas programadas para o início deste ano e que poderiam mergulhar de novo os Estados Unidos numa recessão.

Numa sessão pouco habitual no dia de Ano Novo os senadores aprovaram a legislação por 89 votos contra 8.

O presidente americano, Barack Obama, congratulou-se com o acordo alcançado no Senado e apelou à Câmara dos Representantes para que aprove sem demoras a sua versão da legislação.

O líder da minoria republicana no Senado, Mitch McConnell, afirmou que o compromisso era contudo “um acordo imperfeito” mas que vai impedir qie os aumentos de impostos afectem  a maioria dos americanos.

De acordo com o plano, os americanos ganhando mais de 400 mil dólares por ano ou os casais com rendimentos superiores a 450 mil dólares serão objecto do primeiro aumento de impostos dos últimos 20 anos.

O pacote prorroga igualmente os subsídios de desemprego por um ano e aumenta os impostos sobre as heranças.

Quanto aos cortes no orçamento federal as decisões ficam adiadas por dois meses.
O forúm foi encerrado
Comentário
Comentários
     
por: mendes da conceicao de: Luanda
01.01.2013 21:28
a primeira e fundamental victoria da governação Barack Obama no exercício fiscal 2013, que podera mitigar os impactos negativos da sua economia...nao por acaso que interrompeu as ferias familiares para se dedicar a nação...

Siga-nos

Rádio

AudioAngola Fala Só: Ao Vivo I Mp3

Sexta 16:30 - 17:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Seg-Sexta 17:00 - 18:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Sáb-Dom 17:00 - 18:00 UTC

Os Nossos Vídeos

Your JavaScript is turned off or you have an old version of Adobe's Flash Player. Get the latest Flash player.
Ivan Collinson - Participante Yalii
X
31.07.2014 20:06
Ivan Collinson - Participante Yali. Veio de Moçambique e é director adjunto do registo académico da Universidade Eduardo Mondlane. Ivan sente-se mais africano depois de participar na Iniciativa Jovens Líderes Africanos nos EUA
Vídeo

Vídeo Ivan Collinson - Participante Yali

Ivan Collinson - Participante Yali. Veio de Moçambique e é director adjunto do registo académico da Universidade Eduardo Mondlane. Ivan sente-se mais africano depois de participar na Iniciativa Jovens Líderes Africanos nos EUA
Vídeo

Vídeo Manchetes Americanas 31 Julho 2014

Câmara dos Representantes indicia processo contra Presidente Barack Obama
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 31Julho 2014

Da propagação do vírus do ébola, aos ataques do Boko Haram. Os títulos que marcam a actualidade de África
Vídeo

Vídeo Cadija Mané - Participante Yali

Cadija Mané - Participante Yali. Veio da Guiné-Bissau, onde trabalha como coordenadora da Casa dos Direitos. Regressa para a Guiné com mais determinação e força de vontade para mudar as coisas
Vídeo

Vídeo Vilma Nhambi - Participante Yali

Vilma Nhambi - Participante Yali. Veio de Moçambique e tem um projecto com mulheres e adolescentes nas zonas rurais.
Vídeo

Vídeo Selma Neves - Participante Yali

Selma Neves - Participante Yali, veio de Cabo Verde. É Presidente da Incubadora, uma cooperativa de empoderamento de mulheres e fica por mais dois meses para um estágio em Nova Iorque
Vídeo

Vídeo Manchetes Americanas 29 Julho 2014

Os principais assuntos que fazem a actualidade dos Estados Unidos da América, com Bruna Ladeira
Vídeo

Vídeo Majo Joseph - Participante Yali

Majo Joseph - Participante Yali veio de Moçambique e a sua área de acção é a sociedade civil e seu empoderamento
Vídeo

Vídeo Akiules Neto - Participante Yali

Akiules Neto - Participante Yali. Veio de Angola e a sua vida são os números
Mais Vídeos