terça-feira, 30 setembro, 2014. 19:52 UTC

Notícias / Mundo

Emissões da Radio da MONUSCO suspensas na República Democática do Congo

Em Kinshasa governo mantém o silêmcio, e o Conselho Superior de Audiovisual diz que a Radio Okapi não clarificou o seu estatuto legal e nem os propósitos dos seus programas

A Radio Okapi era uma das peças da presença das tropas das Nações Unidas no leste da Republica Democratica do Congo
A Radio Okapi era uma das peças da presença das tropas das Nações Unidas no leste da Republica Democratica do Congo

Multimédia

Áudio
Nick Long
A autoridade de supervisão da radiodifusão na República Democrática do Congo suspendeu as emissões de uma rádio das Nações Unidas no passado fim-de-semana.

O Conselho Superior Audiovisual congolês – CSAC – alega que os sinais da Rádio Okapi foram suspensos, por ter recusado submeter alguns documentos e que há também questões envolvendo alguns programas dessa estação emissora.
 
A Rádio Okapi foi criada há 11 anos pela missão de paz das Nações Unidas na República Democrática do Congo, a MONUSCO. A mesma chegou a ser premiada em resultado do bom trabalho feito na cobertura informativa do país, e o presidente do Conselho Superior Audiovisual congolês, Jean Bosco Bahala disse na Segunda-feira pelas suas próprias palavras que a rádio tem feito um bom trabalho.

Contudo desde Sábado que as emissões da Rádio Okapi foram suspensas, por razões que a própria MONUSCO considera de pouco claras.
Manodge Mounoubai é porta-voz da MONUSCO e diz que até então não houve explicações das autoridades congolesas.

Ele adianta que desde que o grupo rebelde M23 entrou na cidade de Goma no leste da RDC no mês passado, os sinais de rádio foram todos cortados com excepção das rádios Okapi e Nacional, que tornaram-se num desafio para os rebeldes. Se a Rádio for silenciada as pessoas no Norte Kivu poderão ficar sem informação, concluiu o porta-voz da MONUSCO.

Entretanto o presidente do Conselho Superior Audiovisual congolês Jean Bosco Bahala, disse a Voz da América que foi pedida a Rádio Okapi para submeter a aprovação algumas documentações incluindo a sua grelha de programas e o seu estatuto legal no Congo.

Bahala afirmou que a Rádio Okapi recusou-se em apresentar esses documentos, apesar da intervenção do ministério dos negócios estrangeiros, e que mais tarde informou as autoridades sem cortesia, de que não estava sujeita as leis congolesas.
Bahal acrescentou ainda que, falou com a direcção da Okapi acerca desta situação no Sábado, e negou as informações veiculadas pela imprensa que afirmam que a razão da suspensão das emissões tivessem a ver com a difusão de uma entrevista com o líder político do M23 Jean-Marie Runida.

Jean Bosco Bahala adiantou contudo que a Rádio das Nações Unidas faz um bom trabalho e que os seus programas vão além da missão da MONUSCO, e que as vezes os programas com intervenções telefónicas directas podem conduzir ao que descreveu como erros, e citou como o exemplo um dos programas em que um homem político chegou a ser insultado pelos ouvintes.
O forúm foi encerrado
Comentários
     
Năo existem comentários. Seja o primeiro

Siga-nos

Rádio

AudioAngola Fala Só: Ao Vivo I Mp3

Sexta 16:30 - 17:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Seg-Sexta 17:00 - 18:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Sáb-Dom 17:00 - 18:00 UTC

Os Nossos Vídeos

Your JavaScript is turned off or you have an old version of Adobe's Flash Player. Get the latest Flash player.
Manchetes Americanas 30 Setembro 2014i
|| 0:00:00
...
 
🔇
X
30.09.2014 18:19
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 30 Setembro 2014

O mundo das noticias africanas em video
Vídeo

Vídeo Hong Kong: palco de manifestações pela democracia

Manifestantes ocupam centro da cidade e recusam-se a dispersar e acusam a polícia de se ter transformado em diabo.
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 29 Setembro 2014

O mundo africano de noticias em video
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 265 Setembro 2014

As noticias de Africa em imagens
Vídeo

Vídeo Libéria suspendeu ritual dos funerais devido ao Ébola

O Ébola matou mais de 1,500 pessoas só na Libéria. Especialistas em saúde pública dizem que as vítimas encontram-se na sua fase mais contagiosa, após a sua morte. As autoridades estão a tentar convencer as pessoas a contratar equipas especializadas para que sejam elas a recolher os corpos dos mortos
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 25 Setembro 2014

As noticias de Africa em video
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 24 Setembro 2014

Noticias africanas em video
Vídeo

Vídeo José Carlos Schwarz - Si bu sta dianti na luta

Homenagem do músico guineense, José Carlos Schwarz, aos seus compatriotas que lutaram pela independência da Guiné-Bissau
Vídeo

Vídeo Manchetes Americanas 23 Setembro 2014

Temas da actualidade americana em video
Mais Vídeos