quarta-feira, 20 agosto, 2014. 22:23 UTC

Notícias / Mundo

Botswana outra vez o menos corrupto em África

Relatório da Transparência Internacional confirma a diferença do governo botswano mas críticos apontam outras anomalias, entre elas o menosprezo dos povos indígenas

Índice Mundial de Corrupção 2012  da Transparência Internacional
Índice Mundial de Corrupção 2012 da Transparência Internacional

Multimédia

Áudio
Redacção VOA
O Botswana obteve mais uma vez o título de país menos corrupto de África, de acordo com relatório anual da Transparência Internacional. Um porta-voz da agência anti-corrupção do Botswana disse que o país rico em minérios tem trabalhado de forma a manter as mãos limpas.

O mapa de África da Transparência Internacional é maioritariamente marcado pelas cores intensas de vermelho e laranja – com o vermelho carregado a assinalar os países onde as percepções de corrupção são mais profundas.

Mas o Botswana parece ficar de fora desse colorido e aparece com a coloração amarela. O mesmo nível que países como a Espanha e os Estados Unidos, e não tanto como a Noruega ou a Austrália.

Lentswe Motshoganetsi um porta-voz da agência anti-corrupção do Botswana diz que o governo tem feito esforços para sensibilizar os cidadãos acerca da corrupção assim como tem levado a justiça os casos de corrupção.

“Temos feito bastante, e por isso mesmo a nossa média de prossecuções é alta de acordo com as normas internacionais. Quero acreditar que essas são algumas das questões, ou áreas que Transparência Internacional analisa quando faz a sua lista ou pesquisas.”

Motshoganetsi adianta que a protecção contra a corrupção é importante para uma pequena nação rica em recursos minerais como o Botswana. O país tem bons e valiosos minérios, incluindo os diamantes, que têm sido a causa da corrupção e violência em nações como a Libéria e República Democrática do Congo.

“A corrupção pode causar guerras no país como este; a corrupção pode anular todas as conquistas que o país tiver. Portanto é importante que nós tenhamos garantias e expectativas através da agência anti-corrupção, de forma que os minérios continuam sendo um recurso que o país actualmente dispõe para a sua sobrevivência.”

As 5 nações menos corrompidas de África têm uma coisa em comum: são Estados pequenos em população. O Botswana tem apenas 2 milhões de habitantes.
O Botswana tem sido também dirigido por um mesmo partido desde a independência em 1966, o que dá campo as criticas sobre a sua reputação.

Uma organização internacional de promoção dos direitos dos povos indígenas – a Survival International – também criticou o governo do Botswana por perseguir e maltratar injustamente o povo San – um grupo indígena no país.

O porta-voz da agência anti-corrupção no Botswana diz que não pode falar sobre as questões de governação, mas concordou que o país tem mais trabalho a fazer no que toca a protecção dos direitos dos povos que compõem a nação.
O forúm foi encerrado
Comentários
     
Năo existem comentários. Seja o primeiro

Siga-nos

Rádio

AudioAngola Fala Só: Ao Vivo I Mp3

Sexta 16:30 - 17:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Seg-Sexta 17:00 - 18:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Sáb-Dom 17:00 - 18:00 UTC

Os Nossos Vídeos

Your JavaScript is turned off or you have an old version of Adobe's Flash Player. Get the latest Flash player.
Manchetes Africanas 20 Agosto 2014i
|| 0:00:00
...
 
🔇
X
20.08.2014 19:17
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 19 Agosto 2014

E se uma aplicação lhe dissesse qual o seu valor como noiva? Pois já existe!
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 18 Agosto 2014

As notícias que marcam o início da penúltima semana de Agosto, no continente africano
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 15 Agosto 2014

As notícias de África em 60 segundos
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 14 Agosto 2014

Os assuntos que marcam a actualidade africana em apenas 60 segundos
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 13 Agosto 2014

As principais notícias que marcam a actualidade do continente africano
Vídeo

Vídeo "É preciso criar financiamento para mulheres no negócio informal", Lígia Fonseca

Entrevista nos estúdios da VOA com Lígia Fonseca, primeira-dama de Cabo Verde e advogada de profissão, que esteve em Washington, por ocasião da cimeira EUA/ África. Agosto 2014 ......
Mais Vídeos