sexta-feira, 31 outubro, 2014. 15:36 UTC

Notícias / Angola

Governo de Cabinda deve 82 milhões de dólares a empresas locais

Muitas empresas estão endividadas e com atrasos na regulação de impostos e no pagamento de salários aos trabalhadores

Plataforma petrolifera em Cabinda (Novo Jornal)
Plataforma petrolifera em Cabinda (Novo Jornal)
José Manuel
O governo da província de Cabinda deve mais de 82 milhões de dólares a empresas do ramo de prestação de serviços no enclave.

A dívida já remonta à governação de Aníbal Rocha em 2009, e se arrastou ao executivo de Mwet João Baptista que foi entretanto acusado por empresários, num documento tornado publico em meados deste ano, de ter asfixiado o empresariado local por alegadas questões politicas.

O não pagamento da divida, segundo alguns empresários interpelados pela Voz da América, está a contribuir para o empobrecimento da classe e a levar algumas empresas a declararem, prematuramente, a sua falência.


Entretanto, o governo central, nas vésperas das eleições gerais, anunciou o pagamento da dívida.

A promessa já não se efectivou por alegada falta de capitalização no tesouro nacional, devido à contradição de dados entre o valor real da dívida e o valor autorizado na altura pela presidência da República, para se resolver o diferendo.
O forúm foi encerrado
Comentário
Comentários
     
por: Filho de Cabinda de: Tchiowa
27.11.2012 20:41
O MPLA, nunca se interexou pelo povo de Cabinda,82 milhoes, como acabar com crise em Cabinda? paralem dixo, vamos ao Campo Petrolifero do Malongo, saber o salario de miseria que 1 Cabinda recebe (usd290), faz sentido?


por: Anónimo
23.11.2012 15:13
MAIS UMA FINTA VINDA NA ......ORDEMS SUPERIORES...

Resposta

por: Babakakua de: Paris (França)
29.11.2012 06:48
Esse comportamento, já conhecido do povo do enclave, há-de trazer as suas consequências em tempo próprio pois, a cada fase pré-eleitoral, o mpla faz promessas ao poovo de cabinda apenas para fins eleitoralistas; tal foi o caso do porto há mais de 20 anos, um tal fundo FICA desde 2008, e agora estradas modernas, outra vez o porto, e o pagamento da dívida de quase 82 milhões de usd. O povo deixou de ser aquele dos anos 60, e o silêncio não deve continuar a ser visto como um acto de medo, mas por vezes de reflexão. A seguir. . . . . . . .

Siga-nos

Rádio

AudioAngola Fala Só: Ao Vivo I Mp3

Sexta 16:30 - 17:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Seg-Sexta 17:00 - 18:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Sáb-Dom 17:00 - 18:00 UTC

Os Nossos Vídeos

Your JavaScript is turned off or you have an old version of Adobe's Flash Player. Get the latest Flash player.
Manchetes Americanas 30 Outubro 2014i
X
30.10.2014 21:02
As principais notícias que marcam a última semana do mês de Outubro, nos Estados Unidos
Vídeo

Vídeo Manchetes Americanas 30 Outubro 2014

As principais notícias que marcam a última semana do mês de Outubro, nos Estados Unidos
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 30 Outubro 2014

As noticias de Africa em video
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 29 Outubro 2014

As noticias de Africa em video
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 28 Outubro 2014

As noticias de Africa em video
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 24 Outubro 2014

As noticias de Africa em imagens
Vídeo

Vídeo Levados pelo Boko Haram

O mundo espera para ver se a Nigéria consegue negociar a libertação das 219 raparigas da escola de Chibok, raptadas pelo grupo islâmico Boko Haram em Abril. Activistas dizem que o Boko Haram já raptou centenas de jovens rapazes, mulheres e crianças, desde 2009.
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 23 Outubro 2014

As noticias de Africa em imagens
Vídeo

Vídeo Mãe Trabalhadora - trailler do filme

O filme explora a dupla responsabilidade das mulheres moçambicanas, como mães e trabalhadoras. Gentilmente cedido pelo Organização Internacional do Trabalho
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 22 Outubro 2014

As noticias de Africa em imagens
Vídeo

Vídeo Ébola e os órfãos da Serra Leoa

Centenas de crianças ficaram órfãos na Serra Leoa devido ao surto do vírus do Ébola, são vítimas do estigma e da rejeição. Os familiares não querem saber deles. A Serra Leoa abriu o primeiro orfanato de vítimas do Ébola no distrito de Kailahun.
Mais Vídeos