sexta-feira, 31 outubro, 2014. 21:24 UTC

Notícias / África

Embaixador americano em Bissau: "Há líderes militares e civis envolvidos no tráfico de drogas"

Estados Unidos apelam aos líderes guineenses a demonstrarem os seus compromissos em defenderem as obrigações e ideais internacionais.

Lassana Casamá
O embaixador dos Estados Unidos para Guiné-Bissau e Senegal afirmou que existem provas do continuo envolvimento de alguns lideres civis e militares no trafico de drogas.

Lewis Lukens falava hoje em conferência de imprensa no termo de visita de algumas horas a Bissau, durante a qual, esteve reunido com o presidente da república, Manuel Serifo Nhamadjo e membros do parlamento guineense.


Com uma visão sobre o decurso do período de transição política, o diplomata americano encorajou a CPLP e a União Europeia, em colaboração com as Nações Unidas e a União Africana, a apoiar o processo transitório em curso liderado pela CEDEAO e ressalvou que não existe solução militar para a Guiné-Bissau.

Os Estados Unidos aguardam de momento os planos para a organização de eleições presidenciais e legislativas livres, justas e transparentes, de acordo com a legislação nacional e as normas internacionais. Um assunto que, segundo Lukens, foi tema de abordagem com o presidente Nhamadjo, tendo na ocasião pedido ao chefe de estado guineense, a fixação de uma data para o escrutínio.

A preocupação de Washington assenta também nos «relatos de violações de direitos humanos na Guiné-Bissau» e a propósito, os Estados Unidos apelam «aos líderes guineenses a demonstrarem os seus compromissos de defender as obrigações e ideais internacionais, de implementar a justiça e faze-la com base no respeito pelos direitos humanos de todos», rematou o embaixador americano para a Guiné-Bissau e Senegal.

Começaram entretanto hoje os contactos das várias delegações internacionais com as autoridades guineenses. O primeiro encontro foi  com o ministro dos negócios estrangeiros e da cooperação internacional, Faustino Imbali.

Na ocasião, o director do departamento da União Africana para paz e segurança, El Ghassim Wane, lembrou que o objectivo das organizações aqui representadas visa auscultar, constatar e avaliar a real situação por que passa a Guiné-Bissau. Dai que estão previstos vários encontros, nomeadamente com os responsáveis governamentais, da sociedade civil e dos partidos políticos.

O chefe da missão conjunta da União Africana, das Nações Unidas, da CEDEAO, CPLP e da União Europeia, falava à imprensa à saída do encontro no palácio do governo com o ministro dos negócios estrangeiros guineense. Ainda para hoje, a missão tem encontros agendados com os partidos políticos, legalmente constituídos, líderes religiosos e representantes do poder tradicional, meios de informação públicos e privados, ordem de advogados e os bancos privados sedeados em Bissau. Os contactos terminam na quinta-feira, devendo a delegação partir na sexta-feira.
O forúm foi encerrado
Comentário
Comentários
     
por: VITAL PEREIRA de: Bissau
19.12.2012 18:40
A droga nao e produzida na Guine. Ela vem da America Latina, todos sabemos! A placa giratoria do narcotrafico sabemos que e Cabo Verde. Porque que este pais nao e citado? Porque compra a comunicaçao social? Sobre os direitos humanos? Porque que a dita comunidade internacional ignora o ataque terrorrista ao quartel dos Para-Comandos, provocado por Pansau Intchama? Essa Cominidade Internacional esta metida como o narcotrafico. E a conclusao que se pode tirar do seu silencio! Na Guine-Bissau nao vao safar! O salazarismo nunca mais!

Siga-nos

Rádio

AudioAngola Fala Só: Ao Vivo I Mp3

Sexta 16:30 - 17:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Seg-Sexta 17:00 - 18:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Sáb-Dom 17:00 - 18:00 UTC

Os Nossos Vídeos

Your JavaScript is turned off or you have an old version of Adobe's Flash Player. Get the latest Flash player.
Levando a vida no cemitério: Reportagem sobre pobreza persistente em Moçambiquei
X
31.10.2014 18:08
Com as suas ricas reservas de gás natural por explorar, Moçambique poderá tornar-se num dos maiores abastecedores de energia – facto central nas recentes eleições nacionais. Mas nem todos usufruem das riquezas acumuladas. Há uma pobreza persistente, veja como alguns residentes de Maputo sobrevivem
Vídeo

Vídeo Levando a vida no cemitério: Reportagem sobre pobreza persistente em Moçambique

Com as suas ricas reservas de gás natural por explorar, Moçambique poderá tornar-se num dos maiores abastecedores de energia – facto central nas recentes eleições nacionais. Mas nem todos usufruem das riquezas acumuladas. Há uma pobreza persistente, veja como alguns residentes de Maputo sobrevivem
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 31 Outubro 2014

As noticias de Africa em video
Vídeo

Vídeo Manchetes Americanas 30 Outubro 2014

As principais notícias que marcam a última semana do mês de Outubro, nos Estados Unidos
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 30 Outubro 2014

As noticias de Africa em video
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 29 Outubro 2014

As noticias de Africa em video
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 28 Outubro 2014

As noticias de Africa em video
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 24 Outubro 2014

As noticias de Africa em imagens
Vídeo

Vídeo Levados pelo Boko Haram

O mundo espera para ver se a Nigéria consegue negociar a libertação das 219 raparigas da escola de Chibok, raptadas pelo grupo islâmico Boko Haram em Abril. Activistas dizem que o Boko Haram já raptou centenas de jovens rapazes, mulheres e crianças, desde 2009.
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 23 Outubro 2014

As noticias de Africa em imagens
Vídeo

Vídeo Mãe Trabalhadora - trailler do filme

O filme explora a dupla responsabilidade das mulheres moçambicanas, como mães e trabalhadoras. Gentilmente cedido pelo Organização Internacional do Trabalho
Mais Vídeos