sábado, 29 novembro, 2014. 09:39 UTC

Notícias / África

Aristides Ocante da Silva, candidato à liderança do PAIGC

Para observadores da política guineense trata-se de uma decisão que visa a reconciliação interna da família PAIGC

Sede do PAIGC em Bissau
Sede do PAIGC em Bissau
Lassana Casamá
O antigo Ministro da Defesa da Guiné-Bissau, Aristides Ocante da Silva, apresentou hoje oficialmente a sua candidatura a liderança do PAIGC.

Uma cerimonia, durante a qual, apresentou igualmente o seu manifesto, intitulado: pelo PAIGC, Força, Luz e Guia do Nosso Povo Sou continuador de Cabral.

No documento de 14 páginas, Aristides Ocante da Silva, que exerceu várias funções de Governação, apontou as razoes da sua candidatura. Defendeu nesta perspectiva, a necessidade de uma reforma profunda e estrutural no seio do PAIGC. 

Sobre uma visão Geral do país, se bem que seria uma segunda etapa de desafio de Aristides Ocante, caso vença o congresso do seu partido.

Aristides Ocante da Silva, varias ocasiões ministro no Governo do PAIGC, assume a candidatura para a liderança do PAIGC, partido libertador da Guine e Cabo-Verde.


O congresso está marcado para Maio deste ano e muitos interesses políticos internos estão em jogo.

Até aqui, das intenções registadas e conhecidas publicamente, além de Aristides Ocante da Silva, podemos apontar as candidaturas do presidente cessante do partido, Carlos Gomes Júnior, Domingos Simões Pereira, ex-Secretário Executivo da CPLP e Braima Câmara, actual Presidente da Câmara do Comercio, Industria, Agricultura e Serviços.

De referir ainda que o PAIGC vai ao congresso num quadro muito controverso, consequência de últimas eleições presidenciais e do Golpe de Estado de 12 de Abril, tendo, contudo, os seus órgãos internos, recentemente, terem perdoado os dirigentes e militantes que, neste contexto, violaram os princípios estatutários.

Para observadores da política guineense trata-se de uma decisão que visa a uma reconciliação interna da família PAIGC.
O forúm foi encerrado
Comentários
     
Năo existem comentários. Seja o primeiro

Siga-nos

Rádio

AudioAngola Fala Só: Ao Vivo I Mp3

Sexta 16:30 - 17:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Seg-Qui 17:00 - 18:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Sexta-feira 17:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Sáb-Dom 17:00 - 18:00 UTC

Os Nossos Vídeos

Your JavaScript is turned off or you have an old version of Adobe's Flash Player. Get the latest Flash player.
Perseguição aos vendedores de ruai
X
28.11.2014 20:08
O Conselho municipal de Nairobi, no Quénia, foi acusado de brutalidade na forma como trata os vendedores de rua no distrito central de negócios – por forma a impedir que eles vendam ilegalmente a sua mercadoria nas ruas.
Vídeo

Vídeo Perseguição aos vendedores de rua

O Conselho municipal de Nairobi, no Quénia, foi acusado de brutalidade na forma como trata os vendedores de rua no distrito central de negócios – por forma a impedir que eles vendam ilegalmente a sua mercadoria nas ruas.
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 28 Novembro 2014

A actualidade africana em apenas 60 segundos
Vídeo

Vídeo Branca de Neve e os 7 Anões em Luanda

Estúdio de Actores de Mel Gamboa apresenta Branca de Neve e os 7 Anões em Luanda, no Elinga Teatro.
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 27 Novembro 2014

A actualidade noticiosa do continente africano
Vídeo

Vídeo Bobby Smith o benfeitor

No dia de Acção de Graças nos Estados Unidos, agradece-se as bênçãos recebidas ao longo do ano. Bobby Smith, imigrante nos EUA, vindo da Serra Leoa, criou uma pequena organização de voluntários Hope for Lives in Sierra Leone, para ajudar os desfavorecidos na sua terra Natal
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 26 Novembro 2014

As imagens das noticias de Africa
Vídeo

Vídeo Manchetes Americanas 25 Novembro 2014

A actualidade americana num minuto!
Vídeo

Vídeo A Voz da América nas manifestações em Ferguson

O polícia que matou Michael Brown não será acusado.
Vídeo

Vídeo Protestos violentos causam caos em Ferguson, Estados Unidos

Uma decisão de um Grande Júri no Misssouri de não indiciar o policia branco Darren Wilson pela morte a tiro do jovem africano-americano Michael Brown resultou em mais violência e destruição em Ferguson. Isto apesar dos apelos a manifestações pacíficas por parte dos lideres comunitário
Mais Vídeos