sexta-feira, 01 agosto, 2014. 15:54 UTC

Notícias / África

Guiné-Bissau inaugura clínica para tratamento de noma

Infra-estrutura foi oferecida por ONG alemã depois de vários anos de presença ocasional de médicos holandeses que asseguravam as cirurgias

Saúde
Saúde
Lassana Casamá
A inauguração deste centro de Noma na Guiné-Bissau, o primeiro do género, representa um sinal forte para a solução de centenas de crianças e adultos que enfrentam esta enfermidade. Uma enfermidade que, até aqui, obrigava a maioria de pacientes a requererem juntas médicas para o exterior.

E como eram difíceis, muitos doentes passaram fatalmente a conviver com a doença, salvo em ocasiões em que alguns são salvos pelas equipas especializadas estrangeiras, sobretudo Interplast Holanda, que por aqui promoveram diferentes campanhas de cirurgia.

E os resultados, segundo dados clínicos, foram extraordinariamente encorajadores, tanto mais que a inauguração do Centro Especializado veio de certa forma conter a doença.
O Primeiro-ministro de Transição, Rui Duarte de Barros, foi quem presidiu a cerimónia de inauguração desde centro baseado na capital guineense.

Com a inauguração do Centro, construído pela ONG Alemã Hilfsaktion NOMA, por sinal dono do projecto, resultado de quatro anos da sua presença no pais, 110 casos diagnosticados, em todo o território nacional, deverão ser submetidos as intervenções cirúrgicas gratuitas a partir do próximo dia 27 deste mês.

A maioria dos pacientes são crianças de 2 a 6 anos de idade e as causas da enfermidade estão ligadas a higiene bocal, má nutrição e higiene de ambiente em que vivem. O Centro Noma, ora inaugurado, tem a capacidade para internamento de 15 pessoas.
O forúm foi encerrado
Comentários
     
Năo existem comentários. Seja o primeiro

Siga-nos

Rádio

AudioAngola Fala Só: Ao Vivo I Mp3

Sexta 16:30 - 17:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Seg-Sexta 17:00 - 18:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Sáb-Dom 17:00 - 18:00 UTC

Os Nossos Vídeos

Your JavaScript is turned off or you have an old version of Adobe's Flash Player. Get the latest Flash player.
Ivan Collinson - Participante Yalii
X
31.07.2014 20:06
Ivan Collinson - Participante Yali. Veio de Moçambique e é director adjunto do registo académico da Universidade Eduardo Mondlane. Ivan sente-se mais africano depois de participar na Iniciativa Jovens Líderes Africanos nos EUA
Vídeo

Vídeo Ivan Collinson - Participante Yali

Ivan Collinson - Participante Yali. Veio de Moçambique e é director adjunto do registo académico da Universidade Eduardo Mondlane. Ivan sente-se mais africano depois de participar na Iniciativa Jovens Líderes Africanos nos EUA
Vídeo

Vídeo Manchetes Americanas 31 Julho 2014

Câmara dos Representantes indicia processo contra Presidente Barack Obama
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 31Julho 2014

Da propagação do vírus do ébola, aos ataques do Boko Haram. Os títulos que marcam a actualidade de África
Vídeo

Vídeo Cadija Mané - Participante Yali

Cadija Mané - Participante Yali. Veio da Guiné-Bissau, onde trabalha como coordenadora da Casa dos Direitos. Regressa para a Guiné com mais determinação e força de vontade para mudar as coisas
Vídeo

Vídeo Vilma Nhambi - Participante Yali

Vilma Nhambi - Participante Yali. Veio de Moçambique e tem um projecto com mulheres e adolescentes nas zonas rurais.
Vídeo

Vídeo Selma Neves - Participante Yali

Selma Neves - Participante Yali, veio de Cabo Verde. É Presidente da Incubadora, uma cooperativa de empoderamento de mulheres e fica por mais dois meses para um estágio em Nova Iorque
Vídeo

Vídeo Manchetes Americanas 29 Julho 2014

Os principais assuntos que fazem a actualidade dos Estados Unidos da América, com Bruna Ladeira
Vídeo

Vídeo Majo Joseph - Participante Yali

Majo Joseph - Participante Yali veio de Moçambique e a sua área de acção é a sociedade civil e seu empoderamento
Vídeo

Vídeo Akiules Neto - Participante Yali

Akiules Neto - Participante Yali. Veio de Angola e a sua vida são os números
Mais Vídeos