sexta-feira, 01 agosto, 2014. 11:51 UTC

Notícias / Angola

Manifestação provável em Luanda

Jovens querem explicações sobre o desaparecimento de dois activistas

Mulher de Alves Kamulingue, com uma foto do marido (VOA / Coque Mukuta)
Mulher de Alves Kamulingue, com uma foto do marido (VOA / Coque Mukuta)
Manuel José
Uma manifestação de protesto contra o desaparecimento de dois activistas poderá ocorrer em Luanda dentro dos próximos dias.




Quarta-feira terminou um prazo dado pelos jovens do  auto-denominado “Movimento Revolucionário”  para o governo dar explicações sobre o paradeiro de Isaías Cassule e Alves Kamulingue  que desapareceram há vários meses após terem sido raptados.

Um dos jovens,  Adolfo Campos, disse que o governo tinha agora mais três dias para fornecer explicações sobre a questão,  caso contrário “uma manifestação será inevitável”.

"Vamos todos a rua, temos o dia programado mas não podemos anunciar agora porque estamos à espera da resposta do próprio govern,” disse.

Se até lá Cassule e Kamulingue aparecerem, a manifestação fica sem efeito garantem os jovens.

A falta de informação sobre os desaparecidos está tambem a preocupar outras pessoas como a política Alexandra Simeão.

"Em Maio fará 1 ano desde que isto aconteceu e é chegado a altura de haver uma informação, alguém tem que se pronunciar, dizer o que aconteceu," disse ela.

Simeão disse que a informação é “perfeitamente necessária, para que as pessoas se sintam seguras nas suas deslocações em Luanda”.

"A sociedade civil precisa de ficar descansada que as pessoas não desaparecem assim, pois quando as pessoas desaparecem há algum motivo que as faz desaparecer, as pessoas não se eclipsam," acrescentou
O forúm foi encerrado
Comentários
     
Năo existem comentários. Seja o primeiro

Siga-nos

Rádio

AudioAngola Fala Só: Ao Vivo I Mp3

Sexta 16:30 - 17:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Seg-Sexta 17:00 - 18:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Sáb-Dom 17:00 - 18:00 UTC

Os Nossos Vídeos

Your JavaScript is turned off or you have an old version of Adobe's Flash Player. Get the latest Flash player.
Ivan Collinson - Participante Yalii
X
31.07.2014 20:06
Ivan Collinson - Participante Yali. Veio de Moçambique e é director adjunto do registo académico da Universidade Eduardo Mondlane. Ivan sente-se mais africano depois de participar na Iniciativa Jovens Líderes Africanos nos EUA
Vídeo

Vídeo Ivan Collinson - Participante Yali

Ivan Collinson - Participante Yali. Veio de Moçambique e é director adjunto do registo académico da Universidade Eduardo Mondlane. Ivan sente-se mais africano depois de participar na Iniciativa Jovens Líderes Africanos nos EUA
Vídeo

Vídeo Manchetes Americanas 31 Julho 2014

Câmara dos Representantes indicia processo contra Presidente Barack Obama
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 31Julho 2014

Da propagação do vírus do ébola, aos ataques do Boko Haram. Os títulos que marcam a actualidade de África
Vídeo

Vídeo Cadija Mané - Participante Yali

Cadija Mané - Participante Yali. Veio da Guiné-Bissau, onde trabalha como coordenadora da Casa dos Direitos. Regressa para a Guiné com mais determinação e força de vontade para mudar as coisas
Vídeo

Vídeo Vilma Nhambi - Participante Yali

Vilma Nhambi - Participante Yali. Veio de Moçambique e tem um projecto com mulheres e adolescentes nas zonas rurais.
Vídeo

Vídeo Selma Neves - Participante Yali

Selma Neves - Participante Yali, veio de Cabo Verde. É Presidente da Incubadora, uma cooperativa de empoderamento de mulheres e fica por mais dois meses para um estágio em Nova Iorque
Vídeo

Vídeo Manchetes Americanas 29 Julho 2014

Os principais assuntos que fazem a actualidade dos Estados Unidos da América, com Bruna Ladeira
Vídeo

Vídeo Majo Joseph - Participante Yali

Majo Joseph - Participante Yali veio de Moçambique e a sua área de acção é a sociedade civil e seu empoderamento
Vídeo

Vídeo Akiules Neto - Participante Yali

Akiules Neto - Participante Yali. Veio de Angola e a sua vida são os números
Mais Vídeos