domingo, 20 abril, 2014. 20:55 UTC

Notícias / África

Amamentação evita a subnutrição e aumenta a imunidade

Segundo o estudo “Super Alimentos para Bebés” mais de 800 mil vidas de bebés podem ser salvas anualmente se as mulheres começarem a amamentar logo na primeira hora de nascença.

Paul (right) says the policy of exclusive breastfeeding faces severe challenges in South Africa (Photo:D.Taylor)
Paul (right) says the policy of exclusive breastfeeding faces severe challenges in South Africa (Photo:D.Taylor)
Tamanho das letras - +
A organização Save the Children descreve a amamentação como uma das melhores maneiras de evitar a subnutrição, um dos principais causadores da morte de crianças com menos de cinco anos de idade.

Carolyn Miles da Save the Children afirma que é vital começar-se a dar a mama às crianças assim que elas nascem.

O problema é que as mães por vezes podem ter dificuldade em iniciar a amamentação.

Mas ela nota que o primeiro leite materno contém colostro, uma formula extremamente nutritiva de leite materno com imensos poderes de imunidade. O colostro está apenas presente nas primeiras horas após o parto.
O estudo descreve o colostro como a primeira vacina.

Todavia em algumas culturas, como em certas partes do Níger, há um mito de que o colostro é perigoso.

“Uma das grandes barreiras que encontramos às mães amamentarem é uma série de crenças culturais e uma delas, é de facto, que o colostro é mau para os bebés. Numa série de lugares no mundo as mães de facto deitam fora este leite inicial – aquele que é de facto a melhor coisa que se pode dar aos recém-nascidos. Está muito dependente de uma mudança de comportamento. São tradições antigas que passam de geração para geração e que estamos a tentar mudar.”

Muitas mães acreditam que os seus bebés precisam de comer algo para além do leite. Miles frisa que não é preciso dar-se a um bebe água, água adocicada e chá.

“De facto os bebés não precisam destas coisas. Para demonstrar que não precisam pedimos às pessoas que observem os animais, os quais não bebem água, apenas o leite materno. É a mesma coisa com os seres humanos. Não precisam mais que do leite materno.”

Há outra razão pela qual se deve começar cedo a amamentação – nota Miles: “Quanto mais cedo as mães começarem a amamentar mais provável é que o façam durante os seis primeiros meses, quando há imensos benefícios de saúde para os bebés.”

A responsável da Save the Children indica que outro obstáculo à amamentação é a falta de trabalhadores de saúde nos países em desenvolvimento. – pessoas com conhecimentos básicos  e que ajudam as mães a iniciar a amamentação.

O estudo “Super Alimentos para Bebés” recomenda que cada país assegure o mínimo de licença por maternidade de 14 semanas. E que quando as mulheres regressem ao trabalho, recebam apoio para que possam continuar a alimentar ao peito os seus bebés.

Foram feitos muitos avanços, nota Miles, nos esforços para reduzir a mortalidade infantil. Mas mais vidas poderiam ser salvas se mais mulheres amamentassem ao peito os seus bebés.
O forúm foi encerrado
Comentários
     
Năo existem comentários. Seja o primeiro

Siga-nos

Rádio

AudioAngola Fala Só: Ao Vivo I Mp3

Sexta 16:30 - 17:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Seg-Sexta 17:00 - 18:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Sáb-Dom 17:00 - 18:00 UTC

Os Nossos Vídeos

Your JavaScript is turned off or you have an old version of Adobe's Flash Player. Get the latest Flash player.
Manchetes Africanas 18 de Abrili
|| 0:00:00
...
 
🔇
X
18.04.2014
Vídeo

Vídeo "Temos muitos problemas na Guiné-Bissau", Abel Incada, candidato presidencial

Os guineenses foram às urnas a 13 de Abril e estão expectantes num novo Governo de paz e estável
Vídeo

Vídeo África do Sul vai a votos a 7 de Maio

Na África do Sul, o ANC está em campanha difícil para segurar o seu domínio no Limpopo, onde ganhou 85 por cento dos votos em 2009.
Vídeo

Vídeo Pistorius está no banco dos réus e a acusação tem sido dura

Os acusadores tentaram descrever o atleta sul-africano Oscar Pistorius como egoísta e abusivo durante o segundo dia de interrogatório no seu julgamento por homicídio.
Mais Vídeos