quarta-feira, 02 setembro, 2015. 18:57 UTC

Notícias / Angola

Huíla quer mais fábricas

Exploração mineira aumenta mas indústria de transformação está ausente

Teodoro Albano
O governo da província da Huíla quer que sejam criadas mas fábricas na província para tirarem partido da cresce exploração mineira na região.





Vários projectos de prospecção estão em curso e a responsável pelo sector mineiro na província Paula Filomena quer ver uma maior presença de fábricas para transformaremos minérios localmente.

Na Jamba leste da província está uma das maiores jazidas de ferro da região em fase final de prospecção e que pode arrancar definitivamente em 2013. Na mesma zona decorrem trabalhos de prospecção do ouro passando-se o mesmo com o município de Chipindo no norte da província.

A exploração das rochas ornamentais já é uma realidade presentehá algum tempo. Na Huíla estão contabilizadas 32 empresas que exercem a actividade de exploração do granito. Destas apenas 4 fazem a transformação local do produto.

A directora provincial da indústria, Paula Filomena, refere que o governo quer ver mais empresas transformadoras na região com vista a criação de mais empregos e o fomento do desenvolvimento.

“ O que nós queremos como direcção como governo provincial é que se criem mais fábricas cá na província para que esse produto que tem sido já explorado há mais de 15 anos seja transformado mesmo cá,” disse.

Isso iria criar oportunidades  “de haver mais empregos e mais desenvolvimento económico da província”.

A responsabilidade social das empresas para com as comunidades onde desenvolvem a sua actividade tem merecido atenção do executivo que nos últimos dois anos viu melhorias nesta vertente.

Até há pouco tempo algumas empresas se furtavam a honrar com o princípio legal da responsabilidade social situação o que obrigou o governo a apertar o cerco a estas empresas.

“Nós como direcção provincial como governo junto com as administrações municipais temos feito um trabalho para exigir mesmo que se cumpra com a responsabilidade social, “ disse.

“Nos últimos dois anos já tem-se notado mais responsabilidade por parte das empresas porque a direcção tem feito mesmo uma exigência nesse sentido,” acrescentou Paula Filomena
O forúm foi encerrado
Comentários
     
Năo existem comentários. Seja o primeiro

Siga-nos

Rádio

AudioAngola Fala Só: Ao Vivo I Mp3

Sexta 16:30 - 17:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Seg-Qui 17:00 - 18:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Sexta-feira 17:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Sáb-Dom 17:00 - 18:00 UTC

Os Nossos Vídeos

Your JavaScript is turned off or you have an old version of Adobe's Flash Player. Get the latest Flash player.
Manchetes Mundo 2 Setembro 2015i
X
02.09.2015 17:56
Vídeo

Vídeo Diário de um YALI (III): Joel Almeida perdido em Nova Iorque

Desafiámos o Joel a contar-nos os seus dias e cada dia que passa é uma aventura. Perder-se em Nova Iorque tem sido uma constante. O Joel está na cidade da grande maçã para um estágio de 2 meses dentro do programa Young African Leaders Initiave, criado por Barack Obama
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 1 Setembro 2015

Milahres dançam no festival tradicional suazi
Vídeo

Vídeo Manchetes americanas 1 Setembro 2015

Ben Carson, um novo Obama?
Vídeo

Vídeo Diário de um YALI (II): Joel Almeida e a visita à Estátua da Liberdade

Esta é a 2ª partilha de Joel e como seria de esperar Nova Iorque não é um lugar fácil. A ida à estátua da Liberdade provou ao Joel que um GPS pode ser tudo na vida.
Vídeo

Vídeo Diário de um YALI (I): Joel Almeida e a primeira aventura em Nova Iorque

Joel Almeida, de Cabo Verde, é designer de jogos e tem uma start-up. Participou no programa YALI por 6 semanas e dentro da mesma iniciativa está entre os 100 escolhidos para fazerem um estágio nos Estados Unidos durante 2 meses. Joel está em Nova Iorque e aceitou o desafio de nos contar os seus dias
Mais Vídeos